ACESSIBILIDADE NOS PORTAIS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/rbept.2008.2874

Resumo

Neste artigo, trazemos aspectos relacionados à acessibilidade, usabilidade e comunicabilidade de sites, portais e sistemas, tomando como aporte a tese de Sonza (2008). Tais aspectos são considerados essenciais para que a grande maioria de usuários seja bem-vinda em todas as interfaces, inclusive aqueles que possuem alguma limitação sensorial, físico-motora ou cognitiva. Permitir o passaporte ao mundo virtual a todos os cidadãos, independente de tecnologia, situação ou limitação, constitui-se um requisito básico para uma sociedade inclusiva, na qual todos possam ter vez e voz. E é nesse cenário que o núcleo do SIEP (Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica) do Cefet/Bento Gonçalves está inserido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréa Poletto Sonza

Doutora em Informática na Educação, mestre em Educação, com graduação em Ciência da Computação pela Universidade de Caxias do
Sul – RS. Especialista em Psicopedagogia Institucional pela Universidade do Sul de Santa Catarina – SC, é educadora especializada do IFRS.

Débora Conforto

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, especialista em Informática na Educação e em Modelagem de Software
Educacional pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Bacharel em Ciências Biológicas pela Pontifícia Universidade Católica
do Rio Grande do Sul. É professora da Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre.

Referências

AJUDAS.COM – Portal sobre reabilitação e ajudas técnicas. Disponível em: http://www.ajudas.com. Acesso em: 3 de novembro de 2006.

AMSTEL, Frederick Van. Usabilidade na acessibilidade. 2006. Disponível em: http://www.usabilidoido.com.br/usabilidade_na_

acessibilidade.html. Acesso em: julho de 2007.

AUSILIONLINE.IT – Ausili Tecnologidi, Itália. Disponível em: http://www.ausilionline.it/store/viewItem.asp?idProduct=107. Acesso em:

setembro de 2005.

BRASIL, 2000a. Lei nº 10.048, de 8 de novembro de 2000. Dá prioridade de atendimento às pessoas que especifica. Disponível em:

http://www.trt02.gov.br/geral/tribunal2/Legis/Leis/10048_00.html. Acesso em: 22 de abril de 2005.

________b. Lei n° 10.098, 19 de dezembro de 2000. Estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das

pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida e dá outras providências. Brasília, 19 de dezembro de 2000. Disponível

em: https://www.presidencia.gov.br/ccivil_03/Leis/L10098.htm. Acesso em: junho de 2004.

________, 2004. Decreto nº 5.296/04, que regulamenta as leis nºs 10.098/00 e 10.048/00. Disponível em: https://www.presidencia.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2004/Decreto/D5296.htm e http://www.acessobrasil.org.br/index.php?itemid=329. Acesso em:

setembro de 2005.

BERSCH, Rita; TONOLLI, José. Introdução ao conceito de tecnologia assistiva. Disponível em: http://www.cedionline.com.br/

ta.html#O%20que%20e. Acesso em: junho de 2006.

CAPLAN, Graciela J. Accessibilidad en la red – Red de Interación Especial (RedEspecial Web). Buenos Aires, Argentina – Julho de 2002.

Disponível em: http://www.redespecialweb.web.org. Acesso em: junho de 2003.

CIFUENTES, Maria Trinidad Rodríguez. Accesibilidad a la web de las personas com discapacidad visual. I Congreso Nacional de Nuevas

Tecnologias y Necesidades Educativas Especiales. Anais. Murcia – Julho de 2000.

RIARWEB, 2008. Introdução às CSS. Disponível em: http://www.criarweb.com/artigos/59.php. Acesso em: janeiro de 2008.

DAMASCENDO, Luciana; FILHO, Teófilo Galvão. As novas tecnologias e as tecnologias assistivas: utilizando os recursos de acessibilidade

na Educação Especial. III Congresso Ibero-Americano de Informática na Educação Especial. Anais. Fortaleza, 2002. Disponível em: http://

infoesp.vilabol.uol.com.br/recursos/recurso2.htm. Acesso em: junho de 2006.

DIAS, Cláudia. Usabilidade na web. Criando portais mais acessíveis. Rio de Janeiro: ALTA BOOKS. 2003. 312 p.

DICWEB. Dicionário de informática. 2006. Disponível em: http://www.dicweb.com/. Acesso em: novembro de 2006.

eMAG, 2005. Acessibilidade do Governo Eletrônico – Cartilha técnica. Dezembro 2005. Disponível em: www.governoeletronico.gov.

br. Acesso em: junho de 2006.

EVALDT, Dircelene Kur. Remodelagem das ferramentas do pacote Sign como proposta para acessibilidade. Trabalho de conclusão do

curso de Pedagogia Multimeios Informática Educativa. Faculdade de Educação – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

PUC – Porto Alegre, 2005.

GOMES, Ivo. WCAG Samurai. Junho de 2007. Disponível em: http://www.ivogomes.com/blog/wcag-samurai/. Acesso em:

setembro de 2007.

GNOME-ORCA. Projeto de Acessibilidade do Gnome. Disponível em: http://live.gnome.org/Orca. Acesso em: janeiro de 2008.

HOGETOP, Luiza; SANTAROSA, Lucila. Tecnologias adaptiva/assistiva informáticas na educação especial: viabilizando a acessibilidade ao

potencial individual. Revista de informática na educação: teoria, prática – Porto Alegre, vol. 5, nº 2 (novembro de 2002), p. 103-117.

JOUSE (mouse de sopro) – 2006. Disponível em: http://www.jouse.com/html/about.html. Acesso em: novembro de 2006.

PEREIRA, 2006. Validação e semântica. Janeiro de 2006. Disponível em: http://revolucao.etc.br/archives/validacao-e-semantica/. Acesso

em: outubro de 2007.

PROJETO MOTRIX. Computação para deficientes motores. 2002. Núcleo de Computação Eletrônica (NCE) da UFRJ. Disponível em:

http://intervox.nce.ufrj.br/motrix/. Acesso em: junho de 2005.

PROJETO MOUSE OCULAR. Novas tecnologias para novos desafios. Fundação Paulo Feitosa – Manaus (AM). Material em

vídeo – 2005.

QUEIROZ, 2006[1], Marco Antônio. Acessibilidade web, usabilidade, teclado e leitores de tela. Julho de 2006. Disponível em: http://

www.bengalalegal.com/nocoes.php. Acesso em: agosto de 2007.

________[2]. Acessibilidade web: tudo tem sua primeira vez. Novembro de 2006. Disponível em: http://www.bengalalegal.com/

capitulomaq.php. Acesso em: agosto de 2007.

SILVA. Introdução ao CSS. 2007. Disponível em: http://www.maujor.com/tutorial/intrtut.php. Acesso em: janeiro de 2008.

SOARES, 2005[1]. O selo não garante a acessibilidade. Junho de 2005. Disponível em: http://www.acessodigital.net/art_o_selo.html.

Acesso em: agosto de 2007.

________b. Acessibilidade: um rio Amazonas entre a teoria e a prática. Novembro de 2005. Disponível em: http://acessodigital.net/

art_horacio_rio_amazonas_teoria_pratica.html. Acesso em: agosto de 2007.

________, 2006. Como testar a acessibilidade em websites? (Parte 1). Março de 2006. Disponível em: http://www.internativa.com.br/

artigo_acessibilidade_03_06.html. Acesso em: agosto de 2007.

________, 2007. Saiu a versão final do WCAG 2.0 ou será apenas mais um 1º de abril? Abril de 2007. Disponível em: http://horaciosoares.

blogspot.com/2007/04/saiu-verso-final-do-wcag-20-ou-apenas.html. Acesso em: setembro de 2007.

SONZA, Andréa Poletto. Em busca de ambientes virtuais acessíveis. Proposta de tese (Doutorado). Universidade Federal do Rio Grande

do Sul, Programa de Pós-graduação em Informática na Educação, Porto Alegre, 2007. 161f.

SONZA, Andréa Poletto. Ambientes virtuais acessíveis sob a perspectiva de usuários com limitação visual. Tese (Doutorado) – em fase de

defesa. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Programa de Pós-graduação em Informática na Educação, Porto Alegre, 2008.

TANGARIFE, Timóteo; MONTALVÃO, Cláudia. Otimizando e adaptando acessibilidade web. 7º Congresso Brasileiro de Pesquisa e

Desenvolvimento em Design. Paraná, 2006. Disponível em: http://wwwusers.rdc.puc-rio.br/cmontalvao/tangarifemontPeD06b.pdf.

Acesso em: setembro de 2007.

TRIACCA, Anderson. Google, o grande cego. MXStudio. Disponível em: http://www.mxstudio.com.br/views.tutorial.php?act=view&cid

=1&aid=992. Acesso em: janeiro de 2007.

UTAD/GUIA. Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro / Grupo Português pelas Iniciativas de Acessibilidade. Internet para

necessidades especiais. Portugal, 1999. Disponível em: http://www.acessibilidade.net/web/ine/livro.html#w3c. Acesso em: abril

de 2007.

W3C, 2005. Web content accessibility guidelines 1.0. Disponível em: http://www.w3.org/TR/1999/WAI-WEBCONTENT. Acesso em: 15

de março de 2005.

________, 2007. WCAG 2.0. Disponível em: http://www.w3.org/TR/WCAG 2.0. Acesso em: outubro de 2007.

WCAG SAMURAI. WCAG Samurai Errata. Disponível em: http://wcagsamurai.org/errata/. Acesso em: setembro de 2006.

WIKIPEDIA. A enciclopédia livre. Disponível em: http://pt.wikipedia.org. Acesso em: outubro de 2007.

Downloads

Publicado

29/07/2015

Como Citar

SONZA, Andréa Poletto; CONFORTO, Débora; SANTAROSA, Lucila. ACESSIBILIDADE NOS PORTAIS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 131–145, 2015. DOI: 10.15628/rbept.2008.2874. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/2874. Acesso em: 20 abr. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS