LETRAMENTO: ENTRE CONTOS E HISTÓRIAS EM QUADRINHOS

Gisely Karla de Medeiros Carvalho, Charlise Katiene Ferreira de Mendonça Dantas, Moisés Alberto Calle Aguirre

Resumo


Apresenta o desenvolvimento e o impacto do projeto de extensão “Ações de Letramento Familiar: a transmissão da cultura são-gonçalense” desenvolvido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. O projeto extensionista levou para uma escola de zona rural atividades que visavam despertar nos alunos o reconhecimento de eventos e práticas de letramento, para que a partir disso eles pudessem perceber quais as suas principais demandas relacionadas à leitura e à escrita e, ao mesmo tempo, refletir acerca de aspectos socioculturais de seu contexto. Esse trabalho foi desenvolvido com a realização de oficinas que permitiram aos alunos explorar socialmente a escrita através de produções textuais próprias. Nessa perspectiva, ações que fizeram uso de diversos gêneros textuais foram empreendidas, entretanto, destacam-se aqui os contos e as histórias em quadrinhos.


Palavras-chave


projeto de extensão, letramento, contos, histórias em quadrinhos

Texto completo:

PDF

Referências


AMARILHA, M. (2009, set./dez.) História em quadrinhos e literatura infantil: a paródia na formação do leitor. Revista Educação em Questão, 36 (22), 56-73, Natal.

AZEVEDO, R. (1999) Literatura infantil: origens, visões da infância e certos traços populares. Recuperado de http://www.ricardoazevedo.com.br/wp/wp-content/uploads/Literatura-infantil.pdf

AZEVEDO, R. (2001) Elos entre a cultura popular e a literatura. Recuperado de http://www.ricardoazevedo.com.br/wp/wp-content/uploads/Elos-entre-cultura-popular-e-literatura.pdf

BOSI, A. (1975) O conto brasileiro contemporâneo. São Paulo: Cultrix.

BRASIL. (1997) Parâmetros curriculares nacionais: língua portuguesa. Brasília: Ministério da Educação/Secretaria de Educação Fundamental.

CALANGO LENGO. (2008) Morte e Vida Sem ver Água. Direção de Fernando Miller. Animação, 10 min. 35mm. São Paulo. Recuperado de https://www.youtube.com/watch?v=bh5GtyP0PK4

CASCUDO, L. C. (2002) Contos tradicionais do Brasil. (18a ed.). Rio de Janeiro: Ediouro.

COE, R. M. (2002) The new rhetoric of genre: writing political briefs. (pp. 197-210). In: JOHNS, A. M. (Ed.). Genre in the classroom: multiple perspectives.

KLEIMAN, A. B. (2000) O processo de aculturação pela escrita: ensino de forma ou aprendizagem da função? (pp. 223-243). In: KLEIMAN, A. B., & SIGNORINI, I. (Orgs.). O ensino e a formação do professor: alfabetização de jovens e adultos. Porto Alegre: Artes Médicas do Sul.

KLEIMAN, A. B. (2007) O conceito de letramento e suas implicações para a alfabetização. (Projeto Temático Letramento do Professor). UNICAMP.

MARCUSCHI, L. A. (2009) Gêneros Textuais & Ensino. (5a ed.). São Paulo: Lucerna.

NUNES, L. P., & TRESCASTRO, L. B. (2016, jul./dez.) Do filme à história em quadrinhos: um trabalho de retextualização no 4º ano do ensino fundamental. Entrepalavras, 6 (2), 353-369, Fortaleza.

OLIVEIRA, M. S. (2010) Gêneros textuais e letramento. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, 10 (2), 325-345, Belo Horizonte.

SANTOS, R. E., & VERGUEIRO, W. (2012, jan./abr.) Histórias em quadrinhos no processo de aprendizado: da teoria à prática. EccoS Revista Científica, (27), 81-95, São Paulo.

SCLIAR, M. (2002) O conto se apresenta. São Paulo: Editora Cia. das Letrinhas.

STREET, B. (2014) Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. (M. Bagno, Trad.) São Paulo: Parábola Editoria.

TAVARES, L. H. M. C. (2010, jul./dez.) Gêneros e multimodalidade discursiva nas histórias em quadrinhos. Revista Prolíngua. 5(2).




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2019.8240



 

HOLOS IN THE WORLD