REMOÇÃO DE FLUIDO DE PERFURAÇÃO BASE ÓLEO POR COLCHÕES LAVADORES COMPOSTOS POR ÓLEO VEGETAL, TENSOATIVO E SALMOURA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2017.5631

Palavras-chave:

óleo vegetal, tensoativo, colchão lavador, fluido de perfuração, remoção

Resumo

Os fluidos de perfuração base óleo têm sido utilizados em perfuração de poços de petróleo por apresentarem características como, lubricidade, fricção mecânica, inibição química, estabilidade do sistema, entre outras, pois minimizam inúmeros problemas durante a etapa de perfuração. Porém, o reboco formado pelo fluido de perfuração nas paredes do poço e o fluido contido em seu interior devem ser removidos de forma eficiente, propiciando uma boa cimentação, melhorando a aderência do cimento a formação e do cimento ao revestimento. Os colchões lavadores são fluidos que possuem propriedades químicas adequadas que atuam dispersando o reboco e o fluido de perfuração. Baseado nisto, este trabalho teve o objetivo de desenvolver colchões lavadores a base de óleo vegetal e tensoativos, para serem utilizados durante a operação de cimentação de poços de petróleo removendo o reboco formado pelo fluido de perfuração nas paredes do poço. Foram utilizados três tensoativos nas formulações dos colchões, um aniônico de origem vegetal (OCS) e dois não iônicos (TW80 e ASP80). E suas eficiências foram avaliadas a partir de testes de remoção. Dos resultados obtidos, verifica-se que os tensoativos OCS e ASP80 apresentaram valores satisfatórios de remoção de aproximadamente 77% e 97%, respectivamente. Sendo o OCS uma boa alternativa para uso em formulações de colchões lavadores, uma vez que este é um tensoativo de origem vegetal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Fabiola Dias da Silva Curbelo, Universidade Federal da Paraíba/Departamento de Engenharia Química

Formada em Engenharia Química pela Universidade de Federal do Rio Grande do Norte, fez mestrado e doutorado em Engenharia Química no PPGEQ/DEQ/UFRN. Atualmente é Professora associado I do Departamento de Engenharia Química/DEQ/UFPB e trabalha em pesquisas na área de petróleo com ênfase em tensoativos, recuperação avançada de petróleo, fluidos de perfuração, colchões lavadores, lubrificantes, adsorção e tratamento de efluentes. Também trabalha no projeto de equipamentos vizando principalmente as operações de  destilação, absorção, adsorção e extração líquido-líquido. Possui artigos e patentes depositadas nas áreas de atuação mencionadas anterieormente.

Rayanne Macedo Aranha, Universidade Federal da Paraíba

Aluna concluinte do curso de Engenharia Química da Universidade Federal da Paraíba. Foi Bolsista do Programa de Rucursos humanos da ANP-PRH54/UFPB, desenvolvendo pesquisas na área de colchões lavadores para a indústria de petróleo.

Alfredo Ismael Curbelo Garnica, Universidade Federal da Paraíba/Departamento de Engenharia Química

Formado em Engenharia Química pela Universidade de Marta Abreu/VC/Cuba, fez mestrado e doutorado em Engenharia Química no PPGEQ/DEQ/UFRN. Atualmente é Professor associado III do Departamento de Engenharia Química/DEQ/UFPB e trabalha em pesquisas na área de petróleo com ênfase em fluidos de perfuração, colchões lavadores, lubrificantes e tratamento de efluentes de esta indústria. Também trabalha no projeto de equipamentos vizando principalmente as operações de  destilação, absorção, adsorção e extração líquido-líquido. Possui artigos e patentes depositadas nas áreas de atuação mencionadas anterieormente.

Edson de Andrade Araújo, Universidade Federal da Paraíba/Departamento de Engenharia Química

Licenciado em Química pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (2009), Especialista em Petróleo e Gás com ênfase em Fluidos de Perfuração e Completação (2012), Mestrado e Doutorado em Ciência e Engenharia de Petróleo (2012) na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, com experiência na área de Fluidos de Perfuração, Engenharia Química e Engenharia de Reservatórios, atuando principalmente nos seguintes temas: Combustão in-situ, simulação numérica de reservatórios e recuperação avançada de óleo.

Júlio Cezar de Oliveira Freitas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte/Instituto de Química

Graduado em Química pela Universidade Federal da Paraíba (2006), mestrado em Ciência e Engenharia de Petróleo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2008) e doutorado em Ciência e Engenharia de Petróleo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2010). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Orientador nos programas de pós graduação em química e engenharia do petróleo da UFRN. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Ciência e Tecnologia em Cimentação de poços petrolíferos.

 

Referências

Attwood, D.; & Florence, A. T. (1983). Surfactants Systems, 1ª Ed., London: Chapman and Hall.

Berry, S. L. (2005). Optimization of synthetic-based and oil-based mud displacements with an emulsion-based displacement spacer system. SPE Annual Technical Conference and Exhibition held in

Dallas, Texas, 9-12 October, USA. doi: 10.2118/05273-MS

Brandl, A., Acorda, E., Ellis, T., & Bray, W. (2013). Improving mud removal and simplifying challenging cement desing: a deepwater case history in the South china sea. International Petroleum Technology Conference held in Beijing, 26-28 March, China. doi: 10.2523/IPTC-16761-MS

Campos, G. (2009). Procelab – Procedimentos e métodos de laboratório destinados à cimentação de poços de petróleo.

Curbelo, F. D. S. (2006). Recuperação avançada de petróleo utilizando tensoativos (Tese de Doutorado em Engenharia Química). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, Brasil.

Daltin, D. (2011). Tensoativos: química, propriedades e aplicações. São Paulo, Editora Blucher.

Lima, F. M. (2012). Desenvolvimento de sistemas de colchões para aplicação em poços perfurados com fluidos de perfuração não aquosos (Dissertação de Mestrado em Engenharia Química). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, Brasil.

Osode, P., Otaibi, M., Moqbil, K. B., Kilani, K., & Azizi, E. (2012). Evaluation of nonreactive aqueous spacer fluids for oil-based mud displacement in open hole horizontal well. International Petroleum Exhibition & Conference held in Abu Dhabi, 11-14 November, UAE, doi: 10.2118/161914-MS

Pernites, R., Khammar, M., & Santra, A. (2015). Robust spacer for water and oil based mud. Western Regional Meeting held in Garden Grove, 27-30 April, USA, doi: 10.2118/174005-MS.

Pinheiro, F. S. H. T. (2013). Desenvolvimento de misturas ternárias para remoção de reboco de fluido de perfuração sintético (Tese de Doutorado em Engenharia Química). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, Brasil.

See, C. H., Saphanuchat, W., Nadarajan, S., & Lim., C. N. (2011). NanoEmulsion for non-aqueous mud removal in wellbore. SPE/DGS Saudi Arabia Section Technical Symposium and Exhibition, 15 – 18 May, Saudi Arabia. doi: 10.2118/148088-MS

Quintero, L., Passanha, W. D., Aubry, E., & Poitrenaud, H. (2015). Advanced microemulsion cleaner fluid applications in deepwater wells. Offshore Technology Conference Brasil held in Rio de Janeiro, 27-29 October, Brazil. doi: 10.4043/26344-MS

Quintero, L., Salager, J-L., Forgiarini, A., Pietrangeli, & G., Brege, J. (2012). Efficient displacement of synthentic or oil-based mud and transitional phase inversion. AlChe Spring Meeting.

Rossi, C. G. F. T. (2006). Tensoativos: uma abordagem básica e perspectivas para aplicabilidade industrial. Revista Universidade Rural, Série. Ciências Exatas e da Terra, Seropédica, V. 25(1-2), 73-85.

Downloads

Publicado

19/09/2017

Como Citar

Curbelo, F. D. da S., Aranha, R. M., Garnica, A. I. C., Araújo, E. de A., & Freitas, J. C. de O. (2017). REMOÇÃO DE FLUIDO DE PERFURAÇÃO BASE ÓLEO POR COLCHÕES LAVADORES COMPOSTOS POR ÓLEO VEGETAL, TENSOATIVO E SALMOURA. HOLOS, 4, 125–134. https://doi.org/10.15628/holos.2017.5631

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)