ESTUDO DO COMPORTAMENTO REOLÓGICO DE FLUIDOS DE PERFURAÇÃO BASE ÁGUA: EFEITO DA CONCENTRAÇÃO DE NaCl

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2017.5162

Palavras-chave:

Fluidos de perfuração, reologia, cloreto de sódio

Resumo

Os fluidos de perfuração são definidos como fluidos de circulação utilizados para auxiliar a operação de perfuração de poços. Especialmente, os fluidos base água apresentam uma série de características ambientalmente mais favoráveis, visto que seus descartes são aceitáveis pelos órgãos ambientais. Porém, a contaminação do fluido com sal originado das formações é um fator crítico para o uso do fluido base água, pois durante o processo de perfuração, o fluido pode sofrer a contaminação salina provocando um aumento repentino na taxa de penetração, na floculação e na viscosidade do fluido. Com isso, este trabalho teve o objetivo estudar a influência da concentração do sal (NaCl) na reologia de fluidos de perfuração base água. Com isso, foram formulados dois fluidos: FP1, com concentrações de NaCl de 2,61, 2,87, 3,12, 3,37, 3,62, 4,0 % em massa e FP2, com suspensão de bentonita previamente hidratada e 4% em massa de NaCl. Verificou-se que, o aumento da concentração de NaCl provocou um aumento em quase todos os parâmetros reológicos do FP1 (viscosidade aparente, forças géis iniciais e finais), causando a sedimentação das partículas sólidas do fluido na concentração de 4,0 % de NaCl, devido à sensibilidade da argila bentonita aos íons de sódio inibindo sua hidratação. Para o FP2, o uso da argila hidratada promoveu um redução dos parâmetros reológicos, quando comparado ao FP1 com 4% de NaCl, evitando a sedimentação das partículas sólidas e garantindo, assim, sua estabilidade e seu uso em aplicações petrolíferas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Mariana Martins do Vale, Universidade Federal da Paraíba

Aluna concluinte do curso de Engenharia Química da Universidade Federal da Paraíba. Foi Bolsista do Programa de Rucursos humanos da ANP-PRH54/UFPB, desenvolvendo pesquisas na área de fluidos de perfuração para a indústria de petróleo.

Alfredo Ismael Curbelo Garnica

Formado em Engenharia Química pela universidade de Marta Abreu/VC/Cuba, fez mestrado e doutorado em Engenharia Química no PPGEQ/DEQ/UFRN. Atualmente é Professor associado III do Departamento de Engenharia Química/DEQ/UFPB y trabalha em pesquisas na área de petróleo com ênfase em fluidos de perfuração, colchões lavadores, lubrificantes e tratamento de efluentes de esta indústria. Também trabalha no projeto de equipamentos vizando principalemte as opereações de  destilação, absorção, adsorção e extração líquido-líquido. Possui artigos e patentes depositadas nas áreas de atuação mencionadas anterieormente.

Fabiola Dias da Silva Curbelo

Formada em Engenharia Química pela universidade de Federal do Rio Grande do Norte, fez mestrado e doutorado em Engenharia Química no PPGEQ/DEQ/UFRN. Atualmente é Professora associado I do Departamento de Engenharia Química/DEQ/UFPB y trabalha em pesquisas na área de petróleo com ênfase em fluidos de perfuração, colchões lavadores, lubrificantes e tratamento de efluentes de esta indústria. Também trabalha no projeto de equipamentos vizando principalemte as opereações de  destilação, absorção, adsorção e extração líquido-líquido. Possui artigos e patentes depositadas nas áreas de atuação mencionadas anterieormente.

Glauco Soares Braga, Pesquisador voluntário do DEQ/UFPB/LAPET (laboratório de petróleo)

Formado em Química Industrial pela universidade de Federal da Paraíba, fez mestrado em Engenharia de Petróleo no PPGC/UFRN. Trabalhou 4 anos na Baker Hughes na área de fluidos de perfuração. Atualmente é pesquisador voluntário do LAPET onde participa de pesquisas na área de petróleo com ênfase em fluidos de perfuração, colchões lavadores, lubrificantes e tratamento de efluentes de esta indústria.  Possui artigos e patentes depositadas nas áreas de atuação mencionadas anterieormente.

Referências

Amorim, L. V., Farias, K. V., Viana, J. D., Barbosa, M. I. R., Pereira, E., França, K. B., ... & Ferreira, H. C. (2005). Fluidos de perfuração à base de água. Parte I: Efeitos de aditivações poliméricas nas propriedades reológicas. Cerâmica, 51(318), 128-138.

Amorim, L. V., Gomes, C. M., Silva, F. L. H., & Ferreira, H. C. (2002). Comportamento reológico de dispersões de argilas bentoníticas: efeitos do tipo de ferramenta, velocidade e tempo de agitação. Cerâmica, 48(308), 75-85.

API, Norma API Recommended Practice 13B-1 (2003).

de Melo, K. C. (2008). Avaliação e modelagem reológica de fluidos de perfuração base água (Doctoral dissertation, Universidade Federal do Rio Grande do Norte).

GRAY, George Robert; DARLEY, Henry CH; ROGERS, Walter Francis. Composition and properties of oil well drilling fluids. Gulf Publishing Company, Book Division, 1980.

Guimarães, I. B., & ROSSI, L. D. S. (2007). Estudo dos constituintes dos fluidos de perfuração: proposta de uma formulação otimizada e ambientalmente correta. 4o PDPETRO.

Harvey, F. (1990). Fluid program built around hole cleaning, protecting formation. Oil and Gas Journal;(USA), 88(45).

Lomba,R. Engenharia de Petróleo. Apostila do curso de Engenharia de Petróleo. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Brasil, 2007.

Lummus, J. L., & Azar, J. J. (1986). Drilling fluids optimization: a practical field approach.

Machado, J. C. V. (2002). Reologia e escoamento dos fluidos: ênfase na indústria do petróleo. Interciência.

OLIVEIRA, A. K. C., ABRAÃO, P. C., & ABRAÃO, R. C. (2013, June). Revisão sobre a formulação de um fluido de perfuração à base água. In IX Congresso de Iniciação Científica do IFRN.

Petrobras, Viscosificantes para Fluido de Perfuração Base de Água na Exploração e Produção de Petróleo, Especificação, N-2604 (1998).

Thomas, J. E. (2001). Fundamentos de engenharia de petróleo. Interciência.

Thomas, J.E. Fundamentos de Engenharia de petróleo, 2ªedição, Editora Interciência, 2004.

Downloads

Publicado

18/07/2017

Como Citar

do Vale, M. M., Curbelo Garnica, A. I., da Silva Curbelo, F. D., & Braga, G. S. (2017). ESTUDO DO COMPORTAMENTO REOLÓGICO DE FLUIDOS DE PERFURAÇÃO BASE ÁGUA: EFEITO DA CONCENTRAÇÃO DE NaCl. HOLOS, 1, 214–228. https://doi.org/10.15628/holos.2017.5162

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)