MUNICIPAL ENVIRONMENTAL MANAGEMENT: A PROPOSAL OF INSTRUMENTS FOR DIAGNOSIS OF PUBLIC ENVIRONMENTAL POLICIES IN THE METROPOLITAN AREA OF SALVADOR (MAS)

Tânia Cristina Azevedo, André Alves Portella, Isabel Maria Garcia Sanchez

Resumo


The aim in this paper is to propose a model for mapping strategies of municipal environmental management for local environmental public policies. To do so, the study adopted a theoretical approach. More specifically, there is discussion on the concepts of public policies and the scenario of the Brazilian municipal environmental management, a brief history of the aspects that involve current national environmental policies. Methodologically, a bibliographical study was carried out through a literature review, which enabled the proposal of instruments for mapping actions and strategies of environmental management in the municipalities of the Metropolitan Area of Salvador (MAS). This theoretical study resulted in the creation of a model form that will be used by empirical researches for mapping the environmental public policies in the MAS City Halls.


Palavras-chave


Municipal environmental management; Public policies; Metropolitan Area of Salvador (MAS)

Texto completo:

PDF (English)

Referências


AZEVEDO, A.; PASQUIS, R.; BURSZTYN. A reforma do estado, a emergência da descentralização e as políticas ambientais. Revista do Serviço Público, 58 (1): 37-55, Jan/Mar, Brasília, 2007.

BARBIERI, J. C.; CARVALHO, A. P. Innovation for Sustainability: Overcoming the Productivity of the Sugar-and-Ethanol Industry’s Conventional System. Journal of Technology Mankagement & Innovtion. Vol.05, n. 04. 2010.

BINSZTOK, J. Principais vertentes (escolas) da (des) ordem ambiental. In: SANTOS, M.; BECKER, B. (orgs.). Territórios, territórios ensaios sobre o ordenamento territorial. 3rd edition. Lamparina, 2007.

BORJA, J.; CASTELLS, M. Local y global: La gestión de las ciudades em la era de la informacioón. Madrid: Santatillana ediciones, 1999.

BUARQUE, S. C. Metodologia de planejamento do desenvolvimento local e municipal sustentável. Brasília: INCRA/IICA, 1999BRASIL. Constituição (1988). Constituição da república federativa do Brasil de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Access on 22 May 2013.

_______. Resolução n° 237 do Conselho Nacional do Meio Ambiente, de 19 de dezembro de 1997. Estabelece critérios para o licenciamento ambiental pelo município. Diário Ofi cial da República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 20 dez. 1997.

_______. Estatuto da cidade. Lei no 9.795, de 27 de abril de 1999. Disponível em: . Access on 12 July 2013.

BURSZTYN, M. A. A.; NASCIMENTO, D. T. Descentralização da gestão ambiental: análise do processo de criação de organizações municipais de meio ambiente no sul catarinense. Revista do Serviço Público Brasília, 62 (2): 185-208 Abr/Jun 2011.

BURGOS, G. Q. Políticas públicas y medio ambiente. Tecnologia en Marcha, vol. 21-1, enero.marzo, p. 141-151.

CARVALHO, M. L. et al. Implementação de política pública: uma abordagem teórica e crítica. In: X Colóquio Internacional sobre Gestión Univesritaria en América del Sur. Mar del Plata.2010.

CARVALHO, I. M.; BORGES, A. M. C. A Região Metropolitana de Salvador na rede urbana brasileira e sua configuração interna. In: CARVALHO, I. M. M.; PEREIRA, G. C. (Orgs). Como anda Salvador: transformações na ordem urbana. Rio de Janeiro: Letra Capital: Observatório das Metrópoles, 2014 p.77-108.

CRUZ, C. F.; FERREIRA, A. C. S.; MACEDO, M. A. S. Índice de desenvolvimento sustentável: uma análise apoiada em DEA para os municípios do estado do Rio de Janeiro. Revista Gestão & Regionalidade, vol. 27, n. 81, set/dez. 2011.

FARIA, G. A. Natureza, apropriação e resistência: contradições na dinâmica de ocupação territorial da zona litorânea de Mata de São João – Bahia. Dissertação de mestrado. Mestrado em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social. 2013.

FREY, K. Políticas públicas: um debate conceitual e reflexões à prática da análise de políticas públicas no Brasil. (Planejamento e políticas públicas. N. 21 2000).

FREIRIA, R. C. Direito, gestão e políticas públicas ambientais. São Paulo: Senac São Paulo, 2011.

GIARETTA, J. B. Z.; FERNANDES, V.; PHILLIPPI JR. A. Desafios e condicionantes da participação social na gestão ambiental municipal no Brasil. Revista Organização e Sociedade (O&S), v.19 – n. 62, p. 527-548 – Julho/Setembro. Salvador,2012.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/uf.php?lang=&coduf=29&search=bahia. Access on 10/10/2013 and 06/06/2014.

MORAES, C. S. B. et al. Planejamento e gestão ambiental municipal: uma proposta metodológica visando a sustentabilidade. Holos Enviroment. Vl. 12 n. 1, -. 12-26, 2012.

MARTINS, G. A.; THEÓPHILO, C. R. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2ª ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MOURA, A. S. (Org.). Políticas públicas e meio ambiente: da economia política às ações setoriais. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2009.

SACHS, I. Estratégias de transição para o século XXI. In: BURSZTYN, M. (Org.). Para pensar o desenvolvimento sustentável. São Paulo: Brasiliense, 1993.

__________. Desenvolvimento: includente, sustentável, sustentado. Rio de Janeiro: Garamond, 2008

SANTOS, N. N. P. Cidade e sustentabilidade territorial. Mercator, Fortaleza, v. 10. N.23, p. 07-22, set/dez. 2011

SEIFFERT, M. E. B. Gestão Ambiental: instrumentos, esfera de ação e educação ambiental. 2ª ed. São Paulo: Atlas, 2011.

SILVA, S. B. M.; SILVA, B. N.; SILVA, M. P. A Região Metropolitana de Salvador na rede urbana brasileira e sua configuração interna. In: CARVALHO, I. M. M.; PEREIRA, G. C. (Orgs). Como anda Salvador: transformações na ordem urbana. Rio de Janeiro: Letra Capital: Observatório das Metrópoles, 2014.

SOUZA, C. Políticas Públicas: uma revisão de literatura. Revista Sociologias, ano 8 n. 16 jul/dez. 2006.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2016.3983



 

HOLOS IN THE WORLD