ACCOUNTABILITY EM PARECERES PRÉVIOS DO TRIBUNAL DE CONTAS DA PARAÍBA: UM ESTUDO EMPÍRICO COM BASE NOS MUNICÍPIOS DE CAMPINA GRANDE E JOÃO PESSOA - PB

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2019.7240

Palavras-chave:

accountability, Pareceres Prévios, Tribunal de Contas.

Resumo

Dada a ascensão da necessidade de accountability na esfera pública e sua importância na busca por melhoria do desempenho do Estado em permitir à sociedade o exercício da democracia, destacam-se os Tribunais de Contas como órgãos genuinamente designados para exercê-la, no que se refere a controle administrativo. Assim, o objetivo deste artigo é analisar a realização do potencial de accountability dos Pareceres Prévios (PPs) produzidos pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE/PB), relativos às contas dos chefes de governos municipais do ano de 2010 - período escolhido por ter sido o último ano com processo de prestação de contas anual finalizado, por meio de uma pesquisa documental, utilizando uma abordagem qualitativa, baseada no modelo de análise de Rocha (2013b). Os resultados mostraram que a dimensão formal da accountability foi totalmente contemplada, enquanto a dimensão substantiva apenas parcialmente. Dessa forma, concluiu-se que o TCE/PB ainda está mais perto da expressão “prestação de contas” que do significado real da expressão “accountability”, não ultrapassando de forma significativa a dimensão formal para atingir a substantiva, de modo que os Pareceres Prévios (PPs) não realizam todo seu potencial de accountability, sendo explorados em totalidade apenas os aspectos legais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Abrucio, F. L., & Loureiro, M. R. (2005). Finanças Públicas, Democracia E Accountability: O Debate Teórico EO Caso Brasileiro.

Afonso, A. J. (2009). Nem tudo o que conta em educação é mensurável ou comparável: Crítica à accountability baseada em testes estandardizados e rankings escolares. Revista Lusófona de Educação, (13), 13-29.

Akutsu, L., & Pinho, J. A. G. (2002). Sociedade da informação, accountability e democracia delegativa: investigação em portais de governo no Brasil. Revista de Administração Pública, 36(5), 723-745.

Arato, A. (2002). Representação, soberania popular e accountability. Revista Lua Nova, (55-56), 85-103.

Campos, A. M. (1990). Accountability: quando poderemos traduzi-la para o português? Revista de Administração Pública, 24(2), 30-50.

Ceneviva, R. (2007). Avaliação e accountability no setor público: um vínculo possível e desejável. Revista Alcance, 14(1), 7.

Day, P., & Klein, R. (1987). Accountabilities: five public services. Taylor & Francis.

Dunn, J. (1999). Situating democratic political accountability. Democracy, accountability and representation, 329-344.

Fox, J. A., & Brown, L. D. (Eds.). (1998). The struggle for accountability: The World Bank, NGOs, and grassroots movements. MIT press.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Contagem Populacional. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/mapa_site/mapa_site.php#populacao>. Acesso em: 21 de abril 2018.

Kenney, C. D. (2003). Horizontal accountability: concepts and con?icts. Mainwaring, Scott, & Welma, Christopher. Democratic Accountability in Latin America, Oxford: Oxford University Press (Oxford Studies in Democratization), 165, 55.

Keohane, R. O. (2002). Global governance and democratic accountability. Unpublished paper from the Miliband Lectures, London School of Economics, Spring, pp. 130-159. na.

Loureiro, M. R., & Abrucio, F. L. (2004). Política e reformas fiscais no Brasil recente. Revista de economia política, 24(1), 93.

Mainwaring, S. (2003). Introduction: democratic accountability in Latin America, 3-33. In: Mainwaring, S., & Welna, C. (Eds.). (2003). Democratic accountability in Latin America. Nova York: Oxford Press.

Medeiros, A. K., Crantschaninov, T. I., & Silva, F. C. (2013). Estudos sobre accountability no Brasil: meta-análise de periódicos brasileiros das áreas de administração, administração pública, ciência política e ciências sociais. Revista de Administração Pública, 47(3), 745-775.

Miguel, L. F. (2005). Impasses da accountability: dilemas e alternativas da representação política. Revista de Sociologia e Política, 25, 25-38.

Mutiganda, J. C. (2013). Budgetary governance and accountability in public sector organisations: An institutional and critical realism approach. Critical Perspectives on Accounting, 24(7-8), 518-531.

O'donnell, G. A. (1998). Accountability horizontal e novas poliarquias. Lua nova, 44(98), 27-54.

O'donnell, G. A. “Horizontal Accountability in New Democracies” in Schedler, A., Diamond, L. J., & Plattner, M. F. (Eds.). (1999). The self-restraining state: power and accountability in new democracies. Lynne Rienner Publishers.

O'donnell, G. A. (2004). Why the rule of law matters. Journal of democracy, 15(4), 32-46.

Oakerson, R. J. (1989). Governance structures for enhancing accountability and responsiveness. Handbook of Public Administration, 1, 14-1.

Paul, S. (1992). Accountability in public services: exit, voice and control. World Development, 20(7), 1047-1060.

Pinho, J. A. G. D., & Sacramento, A. R. S. (2009). Accountability: já podemos traduzi-la para o português? Revista de Administracao Pública, 43(6).

Pó, M. V., & Abrucio, F. L. (2006). Desenho e funcionamento dos mecanismos de controle e accountability das agências reguladoras brasileiras: semelhanças e diferenças. Revista de Administração Pública, 40(4), 679-698.

Rocha, A. C. (2013a). Accountability: dimensões de análise e avaliação no trabalho dos Tribunais de Contas. Contabilidade, Gestão e Governança, 16(2), 63.

Rocha, A. C. (2013b). A realização da accountability em pareceres prévios do Tribunal de Contas de Santa Catarina. Revista de Administração Pública, 47(4), 901-926.

Schedler, A. (1998). What is democratic consolidation? Journal of democracy, 9(2), 91-107.

Tribunal de Contas do Estado da Paraíba. Lei Orgânica do TCE/PB (LC 18-93). Disponível em: <http://portal.tce.pb.gov.br/legislacao/lei-organica/>. Acesso em: 21 de abril 2018.

Tribunal de Contas do Estado da Paraíba. Regimento Interno do TCE/PB (RN 010-2010). Disponível em: <http://portal.tce.pb.gov.br/legislacao/regimento-interno/>. Acesso em: 21 de abril 2018.

Tribunal de Contas do Estado da Paraíba. Site institucional. Disponível em: <http://portal.tce.pb.gov.br/>. Acesso em: 21 de abril 2018.

Downloads

Publicado

24/12/2019

Como Citar

Nóbrega, M. B., & Araújo, R. L. F. de. (2019). ACCOUNTABILITY EM PARECERES PRÉVIOS DO TRIBUNAL DE CONTAS DA PARAÍBA: UM ESTUDO EMPÍRICO COM BASE NOS MUNICÍPIOS DE CAMPINA GRANDE E JOÃO PESSOA - PB. HOLOS, 5, 1–14. https://doi.org/10.15628/holos.2019.7240

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)