Crise e esperança

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2016.3399

Palavras-chave:

crise, esperança, mal-estar, bem-estar, realidade.

Resumo

Estar à altura do que exige a realidade é um dos maiores desafios ao pensamento contemporâneo. Marcada por crises e metamorfoses, a realidade do presente mostra que os problemas estão cada vez mais conectados, desafiadores e complexos. Vivemos duas grandes crises que são, ao mesmo tempo, diferentes, complementares e simultâneas: a crise sociocultural e a crise do sujeito. A busca de compreensão desse cenário planetário faz emergir uma outra crise: a crise do pensamento redutor, disciplinar e fragmentado que não consegue entender exatamente o que acontece. O presente artigo tem como objetivo refletir sobre essa crise planetária e seus desafios ao pensamento, sobretudo, a necessidade de restituir de significado o princípio esperança como uma via de saída para o futuro da humanidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ailton Siqueira de Sousa Fonseca, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Doutor pela PUC-SP, docente do Departamento de Ciências Sociais e Políticas da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais e Humanas (PPGCISH/UERN), Coordenador do Grupo de Pesquisa do Pensamento Complexo (GECOM/UERN). Diretor da Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais (FAFIC/UERN).

Downloads

Publicado

12/11/2016

Como Citar

Fonseca, A. S. de S. (2016). Crise e esperança. HOLOS, 7, 322–334. https://doi.org/10.15628/holos.2016.3399

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)