NOTAS INTRODUTÓRIAS SOBRE A FORMAÇÃO DO SUJEITO EM ZIGMUNT BAUMAN E EDGAR MORIN

Autores

  • Helder Cavalcante Câmara Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
  • Ailton Siqueira de Sousa Fonseca Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
  • Karlla Christine Araújo Souza Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2014.1621

Resumo

O presente trabalho visa discutir a noção de sujeito a partir das perspectivas teóricas de Edgar Morin e Zigmunt Bauman, identificando suas contribuições para compreensão da sociedade moderna e, para tanto, realizamos uma revisão e análise bibliográfica, de natureza qualitativa, construído e guiado pelos princípios do pensamento complexo: o princípio dialógico, recursivo e hologramático. Como delimitação do objeto, priorizamos aqui três obras de cada autor: A cabeça bem-feita (2000), Ciência com consciência (2007) e Os sete saberes necessários à educação do futuro (2010), de Morin. E as obras O mal-estar da pós-modernidade (1998), Identidade (2005) e 44 cartas sobre o mundo líquido moderno (2011), de Bauman. Como resultado identificou-se que tanto para Bauman como para Morin, a formação do sujeito não se dá de forma simplificada, mas a partir de uma relação complexa que envolve a auto-eco-organização a qual pode conduzir a formação de um sujeito consciente e capaz de se constituir na própria história. A luta contra o esfacelamento do sujeito nesta sociedade líquida, redutora e simplificadora é anseio dos autores. Um outro sujeito precisa ser construído. Liberto das normatizações que o impede de ser ele mesmo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Helder Cavalcante Câmara, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN

Docente do Curso de Educação Física - CAMEAM/UERN Mestrando do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais e Humanas - PPGCISH/UERN

Ailton Siqueira de Sousa Fonseca, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN

Doutor em Ciências Sociais (Antropologia) e Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais e Humanas – PPGCISH/UERN

Karlla Christine Araújo Souza, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN

Doutora em Sociologia e Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais e Humanas – PPGCISH/UERN

Referências

BAUMAN, Zygmunt. O mal estar da pós modernidade. Tradução: Mauro Gama e Cláudia Martinelli. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.

________. Identidade: entrevista com Benedetto Vecchi. Tradução: Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

________. 44 cartas do mundo líquido moderno. Tradução: Vera Pereira. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2011.

CYRULNIK, Boris. Os alimentos do afeto. Tradução: Celso MauroPaciornik. São Paulo: Ática, 1995.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. Tradução: Catarina Eleonora F. da Silva e Jeanne Sawaya. São Paulo: Cortez, 2007.

________. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Tradução: Eloá Jacobina. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

________. Ciência com consciência. Tradução: Maria D. Alexandre e Maria Alice Sampaio Dória. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010.

________; CYRULNIK, Boris. Diálogo sobre a natureza humana. Portugal: Instituto Piaget, 2004.

Downloads

Publicado

2014-02-21

Como Citar

Câmara, H. C., Fonseca, A. S. de S., & Souza, K. C. A. (2014). NOTAS INTRODUTÓRIAS SOBRE A FORMAÇÃO DO SUJEITO EM ZIGMUNT BAUMAN E EDGAR MORIN. HOLOS, 1, 290–297. https://doi.org/10.15628/holos.2014.1621

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)