QUALIDADE DAS ÁGUAS DE POÇOS RASOS EM ÁREA COM DÉFICIT DE SANEAMENTO BÁSICO EM CUIABÁ, MT: AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA, FÍSICO-QUÍMICA E FATORES DE RISCO À SAÚDE

Autores

  • Bruno Ramos Brum Universidade Federal de Mato Grosso
  • Naira de Resende Oliveira Universidade Federal de Mato Grosso
  • Hélen Cristina Oliveira dos Reis Universidade Federal de Mato Grosso
  • Zoraidy Marques de Lima Universidade Federal de Mato Grosso
  • Eduardo Beraldo de Morais Universidade Federal de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2016.2714

Palavras-chave:

Doenças de Veiculação Hídrica, Escherichia coli, Fossas Rudimentares, Bairro Pedra 90.

Resumo

As doenças de veiculação hídrica são responsáveis por milhões de mortes todos os anos no mundo. Tais doenças estão relacionadas à falta de saneamento básico e água de qualidade para consumo humano. Em Cuiabá, MT, o bairro Pedra 90 apresenta problemas relacionados à falta de água em condições adequadas de quantidade e qualidade, o que levou a população a construir poços rasos em suas residências para garantir um abastecimento alternativo. Este trabalho avaliou a qualidade das águas de dezessete desses poços e identificou que os mesmos apresentam contaminação por Escherichia coli e bactérias heterotróficas, provavelmente por estarem próximos às fossas rudimentares que são comuns na região. O consumo dessas águas representa risco à saúde da população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Bruno Ramos Brum, Universidade Federal de Mato Grosso

Programa de Pós-Graduação em Recursos Hídricos

Naira de Resende Oliveira, Universidade Federal de Mato Grosso

Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental

Hélen Cristina Oliveira dos Reis, Universidade Federal de Mato Grosso

Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental

 

Zoraidy Marques de Lima, Universidade Federal de Mato Grosso

Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental

Microbiologia Sanitária e Ambiental

Eduardo Beraldo de Morais, Universidade Federal de Mato Grosso

Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental

Microbiologia Sanitária e Ambiental

Referências

ANA/CETESB. Guia nacional de coleta e preservação de amostras - Água, sedimento, comunidades aquáticas e efluentes líquidos. Agência Nacional das Águas/Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, Brasília: ANA, 2011, 325p.

APHA - AMERICAN PUBLIC HEALTH ASSOCIATION. Standard methods for the examination of water and wastewater. 22ª ed. Washington: American Public Health Association/American Water Works Association/Water Pollution Control Federation, 2012.

BARRETO, M.L., GENSER, B., STRINA, A., TEIXEIRA, M.G., ASSIS, A.M.O., REGO, R.F., TELES, C.A., PRADO, M.S., MATOS, S.M.A., SANTOS, D.N., SANTOS, L.A., CAIRNCROSS, S. Effect of city-wide sanitation programme on reduction in rate of childhood diarrhoea in northeast Brazil: assessment by two cohort studies. Lancet, v.370, p.1622-1628, nov. 2007.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria 2914, de 12 de dezembro de 2011. Dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt2914_12_12_2011.html> Acesso em: 15 Dez. 2014.

CETESB - COMPANHIA DE TECNOLOGIA E SANEAMENTO AMBIENTAL. Qualidade das águas superficiais no Estado de São Paulo. São Paulo: CETESB, 2011. 342p.

CUIABÁ. Plano municipal de saneamento básico - Abastecimento de água e esgotamento sanitário. Cuiabá, 2011, 77p.

ESREY, E.A. Water, waste, and well-being: A multicountry study. American Journal of Epidemiology, v.143, n.6, p.608-623, mar. 1996.

FEITOSA, F.A.C., MANOEL FILHO, J. Hidrogeologia: conceitos e aplicações. Fortaleza: CPRM, LABHID-UFPE, 1997. 412p.

GENSER, B., STRINA, A., TELES, C.A., PRADO, M.S., BARRETO, M.L. Risk factors for childhood diarrhea incidence: dynamic analysis of a longitudinal study. Epidemiology, v.17, n.6, p.658-667, nov. 2006.

GOMES, A.I., VILAR, V.J.P., BOAVENTURA, R.A.R. Synthetic and natural waters disinfection using natural solar radiation in a pilot plant with CPCs. Catalysis Today, v.144, p.55–61, jun. 2009.

GOMES-SILVA, P.A.J, LIMA, S.D.; GOLIN, R., FIGUEIREDO, D.M., LIMA, Z.M., MORAIS, E.B., DORES, E.F.G.C. Qualidade da água de uma microbacia com fins de abastecimento público, Chapada dos Guimarães, MT. Holos, v.4, p.22-33, 2014.

IBGE. Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2008. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2010, 218p.

MONTGOMERY, M.A., ELIMELECH, M. Water and sanitation in developing countries: Including health in the equation. Environmental Science & Technology, v.1, p.17-24, jan. 2007.

OMS/UNICEF. Progress on sanitation and drinking-water: 2014 Update. Geneva/New York: World Health Organization/United Nations Children’s Fund. 2014. 76p.

UNICEF. Progress for children: A report card on water and sanitation. New York: UNICEF, 2006.

UNICEF/USA. Water and Sanitation. Disponível em: <http://www.unicefusa.org/mission/survival/water> Acesso em 26 de Dez. 2014.

SILVA, D.D., MIGLIORINI, R.B., SILVA, E.C., LIMA, Z.M.; MOURA, I.B. Falta de saneamento básico e as águas subterrâneas em aquífero freático: região do Bairro Pedra Noventa, Cuiabá (MT). Engenharia Sanitária e Ambiental, v.19, n.1, p.43–52, jan/mar. 2014.

Downloads

Publicado

20/04/2016

Como Citar

Brum, B. R., Oliveira, N. de R., Reis, H. C. O. dos, Lima, Z. M. de, & Morais, E. B. de. (2016). QUALIDADE DAS ÁGUAS DE POÇOS RASOS EM ÁREA COM DÉFICIT DE SANEAMENTO BÁSICO EM CUIABÁ, MT: AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA, FÍSICO-QUÍMICA E FATORES DE RISCO À SAÚDE. HOLOS, 2, 179–188. https://doi.org/10.15628/holos.2016.2714

Edição

Seção

ARTIGOS