ECOEMPREENDEDORISMO E COMPETÊNCIAS EMPREENDEDORAS: O CASO ECOEMPREENDEDOR TRANSFORMADOR DE RESÍDUO EM RIQUEZA

Stêvenis Moacir Moura da Fonseca, Andréa Pereira da Silva, Daniel de Cerqueira Lima e Penalva Santos, Emanuel Ferreira Leite

Resumo


Este estudo visa evidenciar as competências empreendedoras mais presentes no ecoempreendedor que inova na criação de produto que destina corretamente os resíduos de óleo de fritura usado, transformando-os em riqueza, sobretudo por sua contribuição ao meio ambiente através da reciclagem, contribuindo diretamente para a promoção de uma sociedade sustentável. Vale salientar que as observações das características empreendedoras se deram sob a perspectiva das competências empreendedoras descritas por McClelland, além de enfoques do empreendedorismo em recente literatura. Nesse sentido, foi necessário um contato direto com o empreendedor, na sua empresa. Uma entrevista semiestruturada foi realizada com o empreendedor e os resultados apresentados foram obtidos através das informações oriundas da aplicação de um questionário respondido pelo mesmo. Através desse estudo de caso, chegou-se à conclusão que todas as competências foram identificadas, sobretudo busca de oportunidades, iniciativa e busca de informações.


Palavras-chave


Ecoempreendedorismo, Competências Empreendedoras, Reciclagem.

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BINSWANGER, H. C. Fazendo a sustentabilidade funcionar. In: CAVALCANTI, Clóvis (org.) Meio ambiente, desenvolvimento sustentável e políticas públicas. 4ª edição. São Paulo: Cortez, 2002.p.41-55.

BRASIL. Lei N° 12.305 de 02 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 17 jun 2014.

CNI – IBOPE. Confederação Nacional da Indústria. Instituto Brasileiro de Opinião e Estatística. Retratos da sociedade brasileira: meio ambiente. Brasília: CNI, 2010.

DONAIRE, D. A Variável Ecológica no Ambiente dos Negócios. In: _____. Gestão Ambiental na Empresa. 2ª ed. São Paulo: Atlas, 1999. cap. 2, p.28-38.

DORNELAS, J. C. A. O Processo Empreendedor. In: _____. Empreendedorismo Transformando Ideias em Negócios. 3ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008. cap. 2, p.05-36.

DRUCKER, Peter. Inovação e Espírito Empreendedor. São Paulo: Pioneira, 1986.

FILION, L. J. Diferenças entre sistemas gerenciais de empreendedores e operadores de pequenos negócios. Revista de Administração de Empresas, 39(4), 6-20, 1999.

GEM, Global Entrepreneurship Monitor. Empreendedorismo no Brasil: Relatório Executivo. Curitiba: Sebrae. Disponível em: < http://ois.sebrae.com.br/wp-content/uploads/2013/01/Relatorio-Executivo-GEM-Brasil-2013.pdf >. Acesso em: 09 dez. 2014.

LEITE, E. O fenômeno do empreendedorismo: criando riquezas. Recife: Bagaço, 2000.

MAMEDE, M. I. de B.; MOREIRA, M. Z. Perfil de competências empreendedoras dos investidores Portugueses e Brasileiros: Um estudo comparativo na rede hoteleira do Ceará. In: ENANPAD: 2005. Anais... Brasília/DF.

MAN, T. W. Y.; LAU, T. Entrepreneurial competencies of SME owner/managers in the Hong Kong services sector: A qualitative analysis. Journal of Enterprising Culture, v. 8, n. 3, p. 235-254, Sept. 2000.

McCLELLAND, D. C. A sociedade competitiva: realização e progresso social. Rio de Janeiro: Ed. Expressão e Cultura, 1972.

__________. Characteristics of successful entrepreneurs. The Journal of Creative Behavior, 21(3), 219-233, 1987.

NASSIF, V. M.; ANDREASSI, T.; SIMÕES, F. Competências empreendedoras: Há diferenças entre empreendedores e intraempreendedores? Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 8, n. 3, p.33-54, jul./set . 2011.

SANTOS, D. C. L. P; LEITE, E. F.; SILVA, C. M.; FONSECA, S. M. M. Empreendedorismo Sustentável: Perfil dos Produtores da Feira Agroecológica da Orla de Olinda - PE. HOLOS-ISSN 1807-1600, v. 2, 2013.

PERNAMBUCO. Lei N° 14.378 de 02 de setembro de 2011. Institui a divulgação e instalação de recipientes coletores para a Reciclagem do Óleo Vegetal Comestível no Estado de Pernambuco, e dá outras providências; Disponível em: . Acesso em: 16 jun 2014.

SCHALTEGGER, S., WAGNER, Marcus. Sustainable Entrepreneurship and Sustainability Innovation: Categories and Interactions, Business Strategy and the Environment, 20, p. 222- 237, 2011.

SCHAPER, Michael. Understanding Green Entrepreneur. In: SCHAPER, M. (editor). Making Ecopreneur: Developing Sustainable Entrepreneurship. Hampshire: Ashgate, p. 3 - 12, 2005.

SCHUMPETER, Joseph A. Teoria do Desenvolvimento Econômico. Tradução: Maria Sílvia Possas. Rio de Janeiro: Editora Nova Cultural, 1997.

TACHIZAWA, T. Gestão Ambiental e Responsabilidade Social Corporativa: Estratégias de Negócios Focadas na Realidade Brasileira. 7ª ed. São Paulo: Atlas, 2011.

TIMMONS, Jeffry A. New venture creation: entrepreneurship for the 21st century. Boston: Irwin McGraw-Hill, 4th. ed., 1994.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2015.2367



 

HOLOS IN THE WORLD