SISTEMAS AGROFLORESTAIS NO MUNICÍPIO DE PARAGOMINAS, PARÁ.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2020.9548

Palavras-chave:

Comunidades Rurais, Agricultura Familiar, Diagnóstico.

Resumo

Este trabalho que teve como objetivo identificar e analisar os sistemas agroflorestais em Paragominas, gerando informações para subsidiar ações públicas de implantação de novos arranjos de SAF’s no referido município. Foi realizada através de pesquisa de campo com a coleta de dados e aplicação de questionário semiestruturado, com questões relacionadas à temática da produção em SAF. Das 31 comunidades pesquisadas 21 foram identificadas com sistemas agroflorestais. As dificuldades citadas pelos   agricultores com sistemas agroflorestais foram: ausência de assistência técnica adequada e com frequência periódica; o baixo nível de escolaridade dos agricultores; a falta de documentação da terra por parte da maioria dos agricultores; a falta de verticalização da produção; a falta de diversificação da comercialização; estradas ruins e; o baixo acesso a crédito. Porém, apesar das dificuldades foram encontrados inúmeros resultados positivos, principalmente na esfera social e ambiental, tais quais: boa participação em organizações sociais; participação em algum tipo de capacitação técnica; a maior parte da produção é comercializada em feiras e na comunidade local, baixo índice de frequência de uso de produtos químicos e; diversificação da produção, o que traz renda durante o ano todo para as famílias envolvidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Abimael Oliveira dos Santos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará

Engenheiro Agrônomo, Especialista em Produção de Biodiesel, Mestre em Desenvolvimento Rural Sustentável e Gestão de Empreendimentos Agroalimentares, atua como agrônomo extensionista na Secretaria Municipal de Agricultura de Paragominas - Pa.

Rosana Cardoso Rodrigues da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará

Graduada em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural da Amazônia (1994), fez mestrado em Agronomia na Universidade Federal de Pelotas (1997) e doutorado em Ciências Agrárias na Universidade Federal Rural da Amazônia (2006). Atualmente é professora de fruticulura do Instittuto de Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Pará, campus Castanhal. Tem experiência na área de Agronomia, sub-área de Produção Vegetal, Fruticultura e Sistemas Agroflorestais, atuando principalmente nos seguintes temas: Identificação de fitonematóides, cultivo de fruteiras tropicais e sistemas agroflorestais.

Referências

ABDO, M. T. V. N.; VALERI, S. V.; MARTINS, A. L. M. Sistemas Agroflorestais e Agricultura Familiar: uma parceria interessante. Revista Tecnologia & Inovação Agropecuária. Dezembro de 2008. Pg 49-58.

AZEVEDO, A. et al. Panorama sobre o desmatamento na Amazônia em 2016. IPAM Amazônia. Belém. 2016. Disponível em: http://www.observatorioflorestal.org.br/sites/default/files/panorama-desmatamento-amazonia-2016.pdf. Acessado em 16 de fevereiro de 2018.

CAMARGO et al. Sistemas agroflorestais biodiversos: uma análise da sustentabilidade socioeconômica e ambiental. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, v. 15, n. 1, p. 34-46, jan-abr/2019, Taubaté, SP, Brasil

CAMARGO, G. M. de. Sistemas agroflorestais biodiversos: uma análise da sustentabilidade socioeconômica e ambiental. Dissertação (Mestrado em Agronegócios) - Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados.

130 p.

CARVALHO, F. S. et al. Dinâmica de uso da terra, no setor agropecuário, em Paragominas – PA . Rev. Agroecossistemas, v. 9, n. 2, p. 148 – 163, 2017.

CAVALCANTE, M.; SANTOS, F. X. dos; PEREIRA, D. A.; BARBOSA, T. J. de A.; SILVA NETO, J. V. da. Diagnóstico do uso de agrotóxicos por agricultores familiares de Maragogi/AL. Cadernos de Agroecologia – ISSN 2236-7934 – Vol. 10, Nº 3 de 2015.

EMBRAPA. Características Agroclimáticas do Município de Paragominas. Por Therezinha Xavier Bastos ... [et al.]. - Belém: Embrapa Amazônia Oriental, 2005.

IBGE. Estimativa da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2016. Disponível em: ftp://ftp.ibge.gov.br/Estimativas_de_Populacao/Estimativas_2016/estimativa_dou_2016_20160913.pdf. Acessado em: 22 de Agosto de 2017.

INPE. PROJETO PRODES: Monitoramento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite. http://www.obt.inpe.br/prodes/. INPE, 2009.

MEDEIROS, R. M. Aptidão climática da cultura do caju na bacia hidrográfica do Rio Ipojuca. Anais da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica, v. 15, n. 2, p. 125-138, 2018.

MICCOLIS A. et al. Restauração Ecológica com Sistemas Agroflorestais: como conciliar conservação com produção. Opções para o cerrado e caatinga. Brasília: Instituto Sociedade, População e Natureza – ISNP/ Centro Internacional de Pesquisa Agroflorestal – ICRAF, 2016. 266p.

NICODEMO, M. L. F; MELOTTO, A. M. 10 Anos de Pesquisa em Sistemas Agroflorestais em Mato Grosso do Sul. Embrapa. Campo Grande – MS. 2013. Disponível em: https://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/bitstream/doc/960942/1/PROCI2013.00045.pdf Acessado em 21 de Junho de 2019.

OLIVEIRA, J. E. Monitoramento participativo de sistemas agroflorestais nos assentamentos do município de Iperó – SP. Dissertação (Mestrado) UFSCar, 2016. 134 p.

SANGALLI, A. R. et al. Associativismo na Agricultura Familiar: contribuições para o estudo do desenvolvimento no Assentamento rural Lagoa Grande, em Dourados (MS), Brasil. Rev. Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v. 17, n. 2, p. 225-238, 2015.

SANTANA, A. C. Efeitos do FNO no desenvolvimento socioeconômico da Região Norte: análise de eficácia. Belém: Banco da Amazônia, 2013. 228p.

SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA DE PARAGOMINAS. Levantamento Social das Comunidades Rurais de Paragominas. Documentos Internos. Paragominas. 2019.

SILVA, C. T. B. da. Sistemas Produtivos dos Agricultores Filiados à Cooperativa Agropecuária dos Produtores Familiares Irituienses - Irituia-PA. Cadernos de Agroecologia – ISSN 2236-7934 – Vol 10, Nº 3 de 2015.

SILVA, R. F. da; SISSI, S. A. de A; MOURA, A. A.; SILVA, A M. Agricultura familiar: a produção e o manejo de farinha de mandioca na comunidade Kalunga Vão de Almas e suas contribuições para a educação do campo: Case report. J Business Techn. 2018.

Downloads

Publicado

15/04/2020

Como Citar

dos Santos, A. O., & da Silva, R. C. R. (2020). SISTEMAS AGROFLORESTAIS NO MUNICÍPIO DE PARAGOMINAS, PARÁ. HOLOS, 3, 1–15. https://doi.org/10.15628/holos.2020.9548

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.