POTENCIAL FITORREMEDIADOR DO “FEIJÃO-DE-PORCO” SUBMETIDO A DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE ESCÓRIA DE SIDERURGIA

Autores

  • FERNANDO KIDELMAR DANTAS DE OLIVEIRA UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ
  • Aldo Alex Leite Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2020.6609

Palavras-chave:

fitorremediação, Canavalia ensiformis, metal pesado.

Resumo

RESUMO


O presente estudo utiliza do recurso de uma pesquisa experimental por meio da técnica de fitorremediação, com o uso da Canavalia ensiformis (feijão-de-porco) como fitorremediador de solos contaminados por escória de siderurgia. A análise foi feita em cinco tratamentos submetidos a diferentes doses do contaminante (0, 32, 64, 128 e 256 gramas). Os resultados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo Teste de Tukey a 5%. Pode-se concluir que o padrão de crescimento do vegetal foi afetado pelo contaminante sendo que o Tratamento 02 apresentou maior desenvolvimento do ramo e produção de fitomassa quando comparado aos demais, e o Tratamento 04 obteve menor taxa de crescimento do ramo seguido de menor produção de fitomassa se comparado aos demais testemunhos.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

FERNANDO KIDELMAR DANTAS DE OLIVEIRA, UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ

DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS E ENGENHARIAS,

FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS E MEIO AMBIENTE

Aldo Alex Leite, Universidade Federal do Pará

Engenheiro de Minas, Mestre em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia (UFPA)

Referências

ADATIA, M. H.; BESFORD, R. T. The effects of silicon on cucumber piant grown in recirculating nutrient solution. Annals of Botany. London, v. 58, p. 343 – 35l, 1986.

ANDRADE, C. M.; TAVARES, R. L.; MAHLER, C. F. Fitorremediação: o uso de plantas na melhoria da qualidade ambiental. São Paulo: Oficina de Textos, 176p. 2007.

ARDUINI, I.; GODBOLD, D. L.; ONNIS, A. Cadium and copper uptake and distribuition in Mediterranean tree seedlings. Physiol. Plant., v. 93, p. 111 – 117, 1996.

BELO, A. F. Técnicas para fitorremediação de solo contaminado com herbicidas

Viçosa: UFV, 2006. Dissertação (mestrado) – Universidade Federal de Viçosa. Disponível em: http://servicos.capes.gov.br/capesdw/resumo.html?idtese=20061632 002017001P3 Acesso em: 09 nov 2014.

BUSTAMANTE, M. M. C. Biomonitoring of heavy metals using higher plants growing at former mining sites. Dissertation (Doctor de der Naturwissenschaf-ten) – Universität Trier, Tier, 1993.

CAMARGO C. E. O.; FREITAS J. G. Tolerância de cultivares de trigo a diferentes níveis de ferro em solução nutritiva. Bragantia, 44 p. 65 – 75, 1985.

CARNEIRO M. A. C.; SIQUEIRA J. O.; MOREIRA F. M. S. Comportamento de espécies herbáceas em misturas de solo com diferentes graus de contaminação com metais pesados. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 37: 1629 – 1638, 2002.

CENTRO DE GESTÃO E ESTUDOS ESTRATÉGICOS. Estudo Prospectivo do Setor Siderúrgico: Gestão de Coprodutos. Brasília, 28 p. (Nota Técnica). 2008.

CHANEY, R. L. Zinc phytotoxicity. In, Robson, A. D. Zinc in soils and plants. Dordrecht, Kluwer Academic Publishers, pp. 135 – 150, 1993.

FOY, C. D.; CHANEY, R. L.; WHITE, M. C. The physiology of metal toxicity in plants. Annual Review of Plant Physiology, 29: p. 511 – 566. 1978.

GLASS, D. J. The 1998 United States Market for Phytoremediation. D. Glass Associates, Needham, 139p. 1998.

GREGER, M. Phytoremediation - Does it work? In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON THE BIOGEOCHEMESTRY OF TRACE ELEMENTS, 7., 2003, Uppsala-Sweden: SLU Service, p. 10 – 11, 2003.

GUERINOT, M. A.; YI, Y. Iron: Nutritious, Noxious, and Not Readily Available. Plant Physiology. 104: p. 815 – 820, 1994.

KABATA – PENDIAS, A.; PENDIAS, H. Trace elements in soils and plants. 2.ed. Boca Raton: CRC Press, 1992.

LASAT, M. M. Phytoextraction of metals from contaminated soil: a review of plant/soil/metal interaction and assessment of pertinente agronomic issues. Jornal of Hazardous Substance Research. Kansas State University, v. 2, s. 2 – 5, 2000.

LI X.; CHEN B.; FENG G.; CHRISTIE. P. Role of arbuscular mycorrhyzal fungi in alleviation of Zn phytotoxicity and mineral nutrition of host plants. In 17th WCSS, Thailand, 2002.

LOEMCO – Laboratório Oficial para ensayos de Materiales de Construcción [2003]. Áridos Especiales, In: Áridos – Manual de Prospeccion, Exploracion y Aplicaiones, Capítulo 19, p. 405 – 417, Escuela Tecnica Superior de Ingenieros de Minas de Madrid, 2003.

MALAVOLTA, E. ABC da Adubação. 4ª edição. São Paulo SP, Editora Agronomia Ceres, 255 p. 1979.

MALAVOLTA, E. VITTI, G. C.; OLIVEIRA, S. A. Avaliação do estado nutricional das plantas. Princípios e aplicações. Piracicaba, SP: Associação Brasileira para Pesquisa da Potassa e do Fosfato. 201 p. 1989.

MARQUES, T. C. L. L. S. M.; MOREIRA, A. M. S.; SIQUEIRA, J. O. Crescimento e teor de metais de mudas de espécies arbóreas cultivadas em solo contaminado com metais pesados. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.35, n.1, p.121 – 132, 2000.

OHLWEILER, O. A. Química Inorgânica, Editora Edgar Blücher, São Paulo, 1971.

PAJEVIC, S.; BORISEV, M.; NIKOLIC, N.; KRISTIC, B.; PILIPOVIC, A.; & ORLVIC, S. Phytoremediation capacity of po¬plar (Populus spp.) and willow (Salix spp.) clones in re-lation of photosynthesis. Archives of Biological Science Belgrade, 61(2), 239 – 247, 2009. doi: 10.2298/ABS0901239P.

PIRES, F. R. Seleção de espécies vegetais para fitorremediação de solos contaminados com tebuthiuron. Tese (Doutorado em Fitotecnia). Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 65 p. 2003.

PRADO, R. M.; CORRÊA, M. C. M.; CINTRA, A. C. O.; NATALE, W.; SILVA, M. A. C. Liberação de micronutrientes de uma escória aplicada em um Argissolo Vermelho-Amarelo cultivado com mudas de goiabeira. (Psidiumguajava L.). Revista Brasileira de Fruticultura, v.24, p.536 – 542, 2002.

SANTOS, G. C. G.; RODELLA, A. A.; ABREU, C. A. Fitorremediação de solo contaminado por zinco, cobre, manganês, chumbo e boro por plantas de kenaf, mostarda, nabo e amaranto. Ciência Rural, 2008.

SCHNOOR, J. L. e DEE, P. E. Phytoremediation. Ground-Water Remediation Technologies Analysis Center. 37 p. 1997.

SILVA, F. DE A. DOS S. Programa estatístico ASSISTAT versão 7.5 (Beta). Campina Grande, Paraíba, 2008.

SOBRAL, M. F.; NASCIMENTO, C. W. A. do.; CUNHA, K. P. V. da. FERREIRA, H. A.; SILVA, A. J. Escória de siderurgia e seus efeitos nos teores de nutrientes e metais pesados em cana-de-açúcar. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.15, n.8, p.867 – 872, 2011.

WALLY, M. S. Resposta das Plantas e Modificações de Propriedades do Solo Pela Aplicação de Escória Básica de Aciaria. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Agronomia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 63 p. 2005.

WOOD, L. J.; MURRAY, B. J.; OKATAN, Y.; NOODÉN, L. D. Effect of petiole phloem distribution on starch and mineral distribution in senescing soybean leaves. American Journal of Botany, Bronx, v. 73, p. 1377 – 1383, 1986.

Downloads

Publicado

01/04/2020

Como Citar

DANTAS DE OLIVEIRA, F. K., & Leite, A. A. (2020). POTENCIAL FITORREMEDIADOR DO “FEIJÃO-DE-PORCO” SUBMETIDO A DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE ESCÓRIA DE SIDERURGIA. HOLOS, 2, 1–13. https://doi.org/10.15628/holos.2020.6609

Edição

Seção

ARTIGOS