ADOÇÃO E USO DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NA REGIÃO DAS MISSÕES DO RIO GRANDE DO SUL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2018.6297

Palavras-chave:

Taxa Variável, soja, agricultura, escolaridade, adoção.

Resumo

Embora sendo cada vez mais adotada no Brasil, existem poucos estudos sobre o processo de adoção e uso de tecnologias de AP no país. O objetivo deste estudo foi avaliar a percepção, grau de adoção e perfil dos produtores rurais quanto à utilização da técnica de AP na Região Noroeste do RS. O trabalho caracterizou-se como uma pesquisa exploratória quanto a sua finalidade. O público-alvo da entrevista foram produtores rurais assistidos pela Cooperativa Tritícola Regional São-Luizense Ltda. Para a obtenção das descrições experienciais de cada produtor foram utilizados questionários semiestruturados, sendo um com perguntas abertas e fechadas e outro utilizando-se a Escala Likert. Os dados foram analisados calculando-se a frequência das respostas dadas e análise de discurso, e a associação entre as variáveis e os produtores investigados foi identificada mediante o uso de análise estatística multivariada. A AP ainda é recente na Região Noroeste do RS, sendo utilizadas poucas ferramentas, restringindo-se à aplicação à taxa variável de insumos, muito centrada na produção de soja, principalmente. É utilizada por produtores de diferentes níveis de escolaridade, idade e tamanho de área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Adrian, A. M.; Norwood, S. H.; Maskc, P. L. (2005). Producers’ perceptions and attitudes toward precision agriculture technologies. Computers and Electronics in Agriculture, 48(3), 256-271. Recuperado de http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0168169905000852. doi: 10.1016/j.compag.2005.04.004

Anselmi, A. A. (2012). Adoção da agricultura de precisão no Rio Grande do Sul (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Agronegócios, Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios, Universidade Federal do Rio Grande Do Sul – UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil. Recuperado de: http://www.bibliotecadigital.ufrgs.br/da.php?nrb=000826500&loc=2012&l=f26fc7b4ab9656d7.

Balastreire, L. A.; Elias, A. I. e Amaral, J. R. do. (1997). Agricultura de Precisão: mapeamento da produtividade da cultura do milho. Engenharia Rural, 8(1), 97-111.

Blackmore, S.; Godwin, R.; Fountas, S. (2003). The analysis of spatial and temporal trends in yield map data over six years. Biosystems Engineering, 84(4), 455-466. Recuperado de http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1537511003000382. doi: 10.1016/S1537-5110(03)00038-2

Bongiovanni, R.; Lowenberg-Deboer, J. (2004). Precision agriculture and sustainability, Precision Agriculture, 5(4), 359-387. Recuperado de https://link.springer.com/article/10.1023/B:PRAG.0000040806.39604.aa. doi: 10.1023/B:PRAG.0000040806.39604.aa

Bragagnolo, J.; Amado, T.J.C.; Nicoloso, R.S.; Santi, A.L.; Fiorin, J.E.; Tabaldi, F. (2013). Optical crop sensor for variable-rate nitrogen fertilization in corn: II - Indices of fertilizer efficiency and corn yield. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 37(5), 1299-1309. Recuperado de http://www.scielo.br/pdf/rbcs/v37n5/19.pdf. doi: 10.1590/S0100-06832013000500019

Bramley, R. G. W. (2009). Lessons from 20 years of Precision Agriculture research, development, and adoption as a guide to its appropriate application. Crop and Pasture Science, 60(3), 197-217. Recuperado de https://www.researchgate.net/publication/248903745_Lessons_from_nearly_20_years_of_Precision_Agriculture_research_development_and_adoption_as_a_guide_to_its_appropriate_application. doi: 10.1071/CP08304

Carvalho, G. R.; Botelho, C. E.; Bartholo, G. F.; Pereira, A. A.; Nogueira, A. M.; Carvalho, A. M. (2009). Comportamento de progênies F4 obtidas por cruzamentos de ‘Icatu’ com ‘Catimor’. Ciência e Agrotecnologia, 33(1), 47-52. Recuperado de http://www.scielo.br/pdf/cagro/v33n1/v33n1a06.pdf. doi: 10.1590/S1413-70542009000100006

Cirani, C. B. S.; Moraes, M. A. F. D. (2010). Inovação na indústria sucroalcooleira paulista: os determinantes da adoção das tecnologias de agricultura de precisão. Revista de Economia e Sociologia Rural, 48(4), 543-565. Recuperado de http://www.scielo.br/pdf/resr/v48n4/a03v48n4.pdf. doi: 10.1590/S0103-20032010000400003

Cirani, C. B. S.; Moraes, M. A. F. D.; Pêssoa, L. C.; Silva, D. (2010). Uma análise de inovação a partir do estudo da adoção e uso de tecnologias de agricultura de precisão na indústria sucroalcooleira paulista. Revista de Administração e Inovação, 7(4), 186-205. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/rai/article/view/79197/83269. doi: 10.5585/rai.2010690

Cooper, D. R. & Schindler, P. S. (2011). Métodos de Pesquisa em Administração. (10a ed). Porto Alegre: Bookman.

Daberkow, S. G.; McBride W. D. (2003). Farm and operator characteristics affecting the awareness and adoption of precision agricultural technologies in the US. Precision Agriculture, 4(2), 163-177. Recuperado de https://link.springer.com/article/10.1023/A:1024557205871.

Demattê, J. A. M.; Demattê, J. L. I; Alves, E. R.; Barbosa, R. N.; Morelli, J. L. (2014). Precision agriculture for sugarcane management: a strategy applied for Brazilian conditions. Acta Scientiarum Agronomy, 36 (1), 111-117. Recuperado de http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAgron/article/view/17664/pdf_1. doi: 10.4025/actasciagron.v36i1.17664

Ferraz G. A. E. S.; SILVA, F. M.; CARVALHO, F. M.; COSTA, P. A. N.;

CARVALHO, L. C. C. (2011). Viabilidade econômica do sistema de adubação diferenciado comparado ao sistema de adubação convencional em lavoura cafeeira: um estudo de caso. Engenharia Agrícola, 31(5), 906-915. Recuperado de http://www.scielo.br/pdf/eagri/v31n5/08.pdf. doi: 10.1590/S0100-69162011000500008

Fraisse, C. (1998). Agricultura de Precisão: a tecnologia de GIS/GPS chega às fazendas. Revista Fator GIS, 21, 28-33.

Gil, A. C. (2010). Como elaborar projetos de pesquisa. (5a ed). São Paulo: Atlas.

Gimenez, L. M.; Molin, J. P. (2004). Algoritmo para redução de erros em mapas de produtividade para agricultura de precisão. Revista Brasileira de Agrocomputação, 2(1), 5-10, 2004. Recuperado de http://pointer.esalq.usp.br/departamentos/leb/molin/algoritmo.pdf.

Girardello, V. C.; Amado, T.; Ertel, C.; Garlet, L. (2014b). Benefícios do tráfego controlado de máquinas. A Granja, 34-37. Recuperado de: http://w3.ufsm.br/projetoaquarius/pdfs/artigos/_a_agranjavitorcgiradello.pdf.

Girardello, V. C.; Amado, T. J. C.; Santi, A. L.; Cherubin, M. R.; Kunz, J.; Teixeira, T. G. (2014a). Resistência à penetração, eficiência de escarificadores mecânicos e produtividade da soja em latossolo argiloso manejado sob plantio direto de longa duração. Revista Brasileira de Ciências do Solo, 38(4), 1234-1244. Recuperado de http://www.scielo.br/pdf/rbcs/v38n4/20.pdf. doi: 10.1590/S0100-06832014000400020

Goering, C. E. (1993). Recycling a concept. Agricultural Engineering, 65(6), 25.

Hair, J. F. Jr.; Babin, B., Money, A.; Samouel, P. (2005). Fundamentos de métodos de pesquisa em Administração. Porto Alegre: Bookman.

Hong, N.; Scharf, P. C.; Davis, J. G.; Kitchen, N. R.; Sudduth K. A. (2007). Economically optimal nitrogen rate reduces soil residual nitrate. Journal Environment Quality, 36(2), 354–362. Recuperado de: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17255622. doi: 10.2134/jeq2006.0173

Inamasu, R. Y.; Bernardi, A. C. C.; Naime, J. M.; Queiros, L. R.; Resende, A. V.; Vilela, M. F.; Bassoi, L. H.; Perez, N. B.; Fragalle, E. P. (2011). Estratégia de implantação, gestão e funcionamento da Rede Agricultura de Precisão. In: Inamasu, R. Y.; Naime, J. M.; Resende, A. V.; Bassoi, L. H.; Bernardi, A. C. C. Agricultura de Precisão: um novo olhar. São Carlos: Embrapa Instrumentação. Recuperado de:

https://www.macroprograma1.cnptia.embrapa.br/redeap2/laboratorio-nacional-de-agricultura-de-precisao/livro-agricultura-de-precisao-um-novo-olhar/1.1

Mantovani, E. C.; Gomide, R. L. (2000). Agricultura de Precisão. Boletim Informativo da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 25(2), 16-18.

Marsh, S. P.; Pannell, D. J.; Lindner, R. K. (2000). The impact of agricultural extension on adoption and diffusion of lupins as a new crop in Western Australia. Australian Journal of Experimental Agriculture, 40(4), 571-583. Recuperado de: https://www.researchgate.net/publication/262957227_The_impact_of_agricultural_extension_on_adoption_and_diffusion_of_lupins_as_a_new_crop_in_Western_Australia. doi: 10.1071/EA99080

Mc Bratney, A.; Whelan, B. e Ancev, T. (2005). Future directions of precision agriculture. Precision agriculture, 6(1), 7-23. Recuperado de https://link.springer.com/article/10.1007/s11119-005-0681-8. doi: 10.1007/s11119-005-0681-8

Molin, J. P. (2002). Definição de unidades de manejo a partir de mapas de produtividade. Engenharia Agrícola, 22(1), 83-92.

Rogers, E. M. (2003). Diffusion of innovations. (5a ed.) Nova York: Free Press.

Santi, A. L.; Amado, T. J. C.; Eitelwein, M. T.; Cherubin, M. R.; Silva, R. F.; Da Ros, C. O. (2013). Definição de zonas de produtividade em áreas manejadas com Agricultura de Precisão. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, 8(3), 510-515. Recuperado de http://www.agraria.pro.br/sistema/index.php?journal=agraria&page=article&op=view&path%5B%5D=agraria_v8i3a2489&path%5B%5D=1443. doi: 10.5039/agraria.v8i3a2489

Schlindwein, J. A.; Anghinoni, I. (2000). Variabilidade vertical de fósforo e potássio disponíveis e profundidade de amostragem do solo no sistema plantio direto. Ciência Rural, 30(4), 611-617. Recuperado de http://www.scielo.br/pdf/cr/v30n4/a09v30n4.pdf. doi: 10.1590/S0103-84782000000400009

Silva, F. D.; Amado, T. J. C.; Bredemeier, C.; Bremm, C.; Anghinoni, I.; Carvalho, P. C. F. (2014). Pasture grazing intensity and presence or absence of cattle dung input and its relationships to soybean nutrition and yield in integrated crop livestock systems under no-till. Agriculture, Ecosystems and Environment, 57, 84-91, 2014. Recuperado de: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1161030113001500. doi: 10.1016/j.eja.2013.10.009

Silva, C. B.; Moraes, M. A. F. D.; Molin, J. P. (2011). Adoption and use of precision agriculture technologies in the sugarcane industry of São Paulo state, Brazil. Precision Agriculture, 12(1), 67–81. Recuperado de: https://link.springer.com/article/10.1007/s11119-009-9155-8. doi: 10.1007/s11119-009-9155-8

Teixeira, G. (2005). Conheça o que são Escalas de Medida. Recuperado de: http://www.serprofessoruniversitario.pro.br/ler.php?modulo=21&texto=1304.

Toledo, L. G.; Nicolella, G. (2002). Índice de qualidade de água em microbacia sob uso agrícola e urbano. Scientia Agricola, 59 (1), 181-186, 2002. Recuperado de: http://www.scielo.br/pdf/sa/v59n1/8092.pdf. doi: 10.1590/S0103-90162002000100026

Vergara, S. C. (2011). Projeto e Relatório de Pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas.

Downloads

Publicado

01/11/2018

Como Citar

Antonini, R. C., Bortolotto, R. P., Zamberlan, J. F., Dalla Nora, D., Pasini, M. P. B., & Fiorin, J. E. (2018). ADOÇÃO E USO DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NA REGIÃO DAS MISSÕES DO RIO GRANDE DO SUL. HOLOS, 4, 106–121. https://doi.org/10.15628/holos.2018.6297

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)