AVALIAÇÃO NUMÉRICA DA INTEGRIDADE ESTRUTURAL DE REVESTIMENTO DE POÇOS DE PETRÓLEO EM ZONAS DE ALTA PRESSÃO E ALTA TEMPERATURA E ÁREAS DE ROCHAS SALINAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2017.5178

Palavras-chave:

Revestimento de Poços de Petróleo, Fluência de Rochas Salinas, HPHT, Projetos de Poços de Petróleo

Resumo

As atividades de projeto e instalação de colunas de revestimento em poços de petróleo correspondem a elementos fundamentais para garantir a segurança e a operacionalização de campos exploratórios. Com o desafio da perfuração de poços em áreas geologicamente mais complexas, a exemplo das chamadas reservas do pré-sal e em reservatórios sujeitos à alta pressão e alta temperatura (High Pressure High Temperature - HPHT), novas variáveis de projeto devem ser consideradas. Este trabalho propõe-se a avaliar o comportamento de modelos constitutivos de rochas salinas por meios de curvas de fluências objetivando avaliar o impacto do efeito de fluência da rocha salina na estabilidade do poço aberto na fase de perfuração.  Também são avaliados os incrementos de esforços advindos do comportamento viscoso das rochas salinas nas colunas de revestimento de poços de petróleo e a respectiva influência no tratamento de projetos para dimensionamento de revestimento de poços. Emprega-se uma estratégia baseada no método dos elementos finitos para modelar o comportamento de fluência em rochas salinas através de modelos viscoelásticos em função da série de Pronny. O processo de dimensionamento das colunas de revestimento é efetuado seguindo as recomendações normativas da API5C3 e ISO10400. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

João Paulo Araújo Correia, Federal University of Alagoas

Possui técnico em Eletrotécnica pelo Instituto Federal de Alagoas (2007-2010). Atualmente está bacharelando Engenharia de Petróleo do Centro de Tecnologia na Universidade Federal de Alagoas (UFAL). É membro do Laboratório de Computação Científica e Visualização (LCCV/UFAL) para pesquisa de iniciação científica em revestimento de poços de petróleo. Atuou como monitor de Engenharia de Reservatório (Fluxo de fluidos em Meios Porosos e Mecanismos de Produção Primária). Atualmente, também, sou monitor de Engenharia de Poço (Completação de Poços). É membro da Sociedade dos Engenheiros do Petróleo (SPE - Society of Petroleum Engineers)

João Paulo Lima Santos, Federal University of Alagoas

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Alagoas (2005), mestrado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2008) e doutorado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2011). Atuou como Pesquisador no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (2009-2011). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de Alagoas. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Engenharia de Petróleo, atuando principalmente nos seguintes temas: engenharia de poço, métodos numéricos e propriedade industrial. É membro da Sociedade dos Engenheiros do Petróleo (SPE - Society of Petroleum Engineers)

Referências

ABAQUS. (2007). Manual Version 6.7. Student Version, Hibbitt Karlsson & Sorenssen, Inc.

AMERICAN PETROLEUM INSTITUTE. (1994). API Bull 5C3: Bulletin on Formulas and Calculations for Casing, Tubing, Drill Pipe, and Line Pipe Properties.

AMERICAN PETROLEUM INSTITUTE. (2008). API/TR 5C3: Technical report on equations and Calculations for Casing, Tubing, and Line Pipe Used as Casing, or Tubing; and Performance Properties Tables for Casing and Tubing.

AUWALU, I. M., ZAHRA, I. Z., ADAMU, M. B., USMAN, A. L., SULAIMAN, A. D. (2015). Effectiveness of Simulations on Well Control during HPHT well drilling. Lagos, Nigeria, Society of Petroleum Engineers.

BERNT, S. A. (2010). Modern Well Desing. 2 ed. CRC Press. Slavanger, Norway, University of Slavanger.

BITTENCOURT, T. N., SOUZA, R. A. (2015). Introdução à Segurança das Estruturas. São Paulo, SP, Faculdade de Engenharia São Paulo – Laboratório de Estruturas e Materiais Estruturais.

CWELL. (2015). Software de Dimensionamento de Revestimento de Poço. Maceió, Alagoas, Universidade Federal de Alagoas – Laboratório de Computação Cientifica e Visualização.

COSTA, A. M., POIATE, E. J., FALCAO, J. L. (2005) Triaxial Creep Test in Salt Applied in Drilling Thick Slat Layers in Campos Basin. Amsterdam, The Netherlands, In: Paper SPE 92629, Presented at SPE Drilling Conference.

D’ELIA, P. C. (1991). Análise e Retro Análise do Comportamento de fluência em Escavações Subterrâneas pelo Método dos Elementos Finitos. Rio de Janeiro, RJ, Programa de Pós-graduação de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. COPPE/UFRJ.

FINDLEY, W. N., LAI, J. S., ONARAN, K. (1976). Creep and Relaxation of Nonlinear to linear Viscoelastic Materials with an Introduction to Linear Viscoelastic. Amsterdam, North-Holland, Engineering Brown University.

COSTA, J. C. H., SANTOS, J. P. L. (2015). Ferramenta Computacional para Auxílio ao Dimensionamento de Colunas de Revestimento de Poços de Petróleo. Rio de Janeiro, RJ, XXXVI Ibero-Latin American Congress on Computational Methods in Engineering - CILAMCE.

RAHMAN, S. S., CHILINGARIAN, G. V. (1995). Casing Design Theory and Practice. Amsterdam, North-Holland: Elsevier - Developments in Petroleum Science.

SANTOS, J. P. L. (2011). Estratégias Adaptativas para Formulações Mista em Elementos Finitos Aplicadas a Modelos Reológicos Viscoelásticos e Modelos Lineares Incompressíveis. Rio de Janeiro, RJ, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da Universidade Federal do Rio de Janeiro (COPPE/UFRJ).

TENG, X., YANG, P., LI, N., YU, F., JIN, Y., CHEN, M. (2015). Successful HPHT Drilling Through Innovative Practices: Sharing The Subsalt HPHT well Drilling Case in Tarin Basin. Manama, Bahrain, Society of Petroleum Engineers.

Downloads

Publicado

18/07/2017

Como Citar

Correia, J. P. A., & Santos, J. P. L. (2017). AVALIAÇÃO NUMÉRICA DA INTEGRIDADE ESTRUTURAL DE REVESTIMENTO DE POÇOS DE PETRÓLEO EM ZONAS DE ALTA PRESSÃO E ALTA TEMPERATURA E ÁREAS DE ROCHAS SALINAS. HOLOS, 1, 292–305. https://doi.org/10.15628/holos.2017.5178

Edição

Seção

ARTIGOS