MODELAGEM GEOESTATÍSTICA DA OCORRÊNCIA DE CASOS DE LEPTOSPIROSE E ALAGAMENTOS NO MUNICIPIO DE CURITIBA – PR, NO ANO DE 2014

Barbara Dozsa, Maurici Luzia Charnevski Del Monego, Larissa Kummer

Resumo


O objetivo deste estudo foi aplicar a metodologia geoestatística para avaliar os casos de leptospirose no município de Curitiba, relacionando-os com as inundações ocorridas na cidade no mesmo período.  Após uma análise descritiva para verificar a existência de dependência espacial, construiu-se os variogramas experimentais que foram ajustados pelos modelos esférico, exponencial e gaussiano. Os mapas krigados mostraram claramente o comportamento da doença e das inundações na área de estudo, fornecendo informações importantes para o gerenciamento dos riscos.

Palavras-chave


Geostatística, mapeamento, leptospirose, alagamentos

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, M. and MORAIS, H. Descentralization of endemic disease control: an intervention model for combating bancroftian filariasis. Revista Panamericana de Salud Publica/ Pan American Journal of Public Health, 1:155-163, 1997.

BERNARDI, IONARA. Leptospirose e saneamento básico. Monografia. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2012.

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Vigilância em Saúde. Guia Leptospirose: Diagnóstico e Manejo Clínico/Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde, 2009- no prelo.

CAMPOS, JOSMAR FURTADO DE. Eficiência da análise estatística espacial na classificação de famílias do feijoeiro – Estudo via simulação. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Viçosa. 2011. 63p.

DIGGLE, P.J., RIBEIRO, P.J.J. Model-based geostatistics. ABE, Caxambu, 2000.

DRUCK, S., CARVALHO, M., CÂMARA, G., MONTEIRO, A. Análise Espacial de Dados Geográficos. EMBRAPA, 2004.

HAYAKAWA, IURI F.; ULTRAMAR, CLOVIS. Situações de risco como definidoras de inflexões no planejamento e na gestão urbana: um estudo em Curitiba. Trabalho apresentado no XVI Encontro Nacional de Estudos Populacionais, outubro de 2008

ISAAKS, E.H., SRIVASTAVA, R.M., (1989). Applied Geostatistics. Oxf University, New York, 561p.

LANDIM, P.M.B. & STURARO, J.R. Krigagem indicativa aplicada à elaboração de mapas probabilísticos de riscos. DGA,IGCE,UNESP/Rio Claro, Lab. Geomatemática,Texto Didático 06, 19 pp. 2002.

LIMA, RENAN CHAVES DE. Um estudo epidemiológico e aplicação de medidas preventivas em uma região do município de Belém, Pará. Trabalho de Conclusão de Curso. Faculdade de Biomedicina da Universidade Federal do Pará. 2009. 76p.

LOHMANN, MARCIEL. Análise dos alagamentos no município de Curitiba entre os anos de 2005 a 2010. Artigo publicado em julho de 2013, Ciência Geográfica, Bauru – XVII. Vol. XVII.

MONEGO, MAURICI LUZIA DEL. Aplicação de Métodos Geoestatísticos na Modelação e Caracterização de Descargas de Águas Residuais. Tese de doutorado. Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Portugal. 2012. 166p.

OLIVEIRA, MARIA CRISTINA NEVES DE. Métodos de estimação de parâmetros em modelos geoestatísticos com diferentes estruturas de covariâncias: Uma aplicação ao teor de cálcio no solo. Tese para obtenção de título de Doutor. São Paulo, Janeiro 2003.

PAZ-GONZALEZ, A., TABOADA CASTRO, M.T., VIEIRA, S.R. Geostatistical analysis of heavy metals in a one-hectare plot under natural vegetation in a serpentine area. Canadian Journal of Soil Science, vol. 81:pp. 469_479, 2001.

R DEVELOPMENT CORE TEAM. R: A Language and Environment for Statistical Computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria, 2006. ISBN 3-900051-07-0.

RIBEIRO JR., P., DIGGLE, P. _geoR: a package for geostatistical analysis_. RNEWS, vol. 1, 2:pp. 15_18, 2001.

SARKAR, U., NASCIMENTO, S., BARBOSA, R., MARTINS, R., NUEVO, H., KALAFANOS, I., GRUNSTEIN, I., FLANNERY, B., DIAS, J., RILEY, L., REIS, M. AND KO, A. Population based case-control investigation of risk factors for leptospirosis during urban epidemic. American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, 66:605-6100, 2002.

SOARES, A. (2000). Geoestatística para as Ciências da Terra e do Ambiente, IST Press, Lisboa.

TASSINARI, WAGNER DE SOUZA. Modelagem espacial, temporal e longitudinal: diferentes abordagens do estudo da leptospirose urbana. Tese para obtenção de título de Doutor. Rio de Janeiro, Março de 2009.

WACKERNAGEL, H. Multivariate Geostatistics: an introduction with applications. Springer, 3rd ed., 2003.

WEI, H., DAI, L., WANG, L. (2007). Spatial distribution and risk assessment of radionuclides in soils around a coalfired power plant: A case study from the city of Baoji, China. Environmental Research, 104, pp. 201-208.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2016.3857



 

HOLOS IN THE WORLD