IDENTIFICAÇÃO DE AGROTÓXICOS PRIORITÁRIOS E ÉPOCAS IDEAIS PARA SEU MONITORAMENTO NA ÁGUA: UM ESTUDO DE CASO NO ESPÍRITO SANTO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2021.9893

Palavras-chave:

Contaminação da água, Qualidade da água, Análise, Método

Resumo

A Portaria de Consolidação n° 5 de 2017 prevê a elaboração de um plano específico para o monitoramento de agrotóxicos na água de consumo humano. Na ausência do plano é permitido realizar apenas uma análise semestral, que pode não coincidir com a época de maior uso dos agrotóxicos. Deste modo, o presente estudo propõe um método para auxiliar na determinação dos ingredientes ativos prioritários associados à cultura do café e as épocas ideais para seu monitoramento. Foi realizada uma análise espacial da produção cafeeira do estado do Espírito Santo para a definição da unidade espacial que concentra as maiores produções. A partir disso, procedeu-se um cruzamento entre as condições climáticas da região; fenologia e fitossanidade da cultura; e características físico-química dos ingredientes ativos para priorização dos compostos e identificação das épocas ideais para seu monitoramento. Os principais municípios produtores de café do estado se localizam na mesorregião litoral norte, onde observa-se, no período chuvoso do ano, a concentração do uso de ingredientes ativos com elevado potencial de contaminação dos recursos hídricos. No período seco há um número menor de ingredientes ativos em uso, representando um menor risco de contaminação. O método proposto permitiu observar a sazonalidade do uso de agrotóxicos na região e a priorização daqueles com maior risco de contaminação hídrica, porém, recomenda-se uma validação.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Luan Carlos Octaviano Ferreira Leite, Universidade Federal de Juiz de Fora

Bacharel em Gestão Ambiental pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Mestrando em Ambiente Construído pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Renata de Oliveira Pereira, Universidade Federal de Juiz de Fora.

Graduação em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal de Viçosa (2005), mestrado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Viçosa, área de saneamento (2007) e doutorado em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo (2011). Professora efetiva da UFJF e atua no programa de pós-graduação do PEC e PROAC- UFJF.

Jonathas Batista Gonçalves Silva, Universidade Federal de Juiz de Fora.

Graduação em Engenharia Agrícola e Ambiental pela Universidade Federal de Viçosa (2007). Mestrado e doutorado em Engenharia Agrícola na área de Recursos Hídricos e Ambientais na Universidade Federal de Viçosa.Professor efetivo da UFJF e atua no programa de pós-graduação PROAC- UFJF.

Referências

Altoé, P. S. (2018). Agrotóxicos No Estado Do Espírito Santo : Uma Análise Das Questões Legais e

Dos Efeitos Nas Águas Superficiais Do Rio Jucu Causados Pelo Herbicida Glifosato.

Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, ES.

Agroscre (2004). [Software]. Jaguariuna: Embrapa Meio Ambiente.

Andrade, A. S., Queiroz,V. T., Lima, D. T., Drumond, L. C. D., Queiroz, M. E. L. R., Neves, A. G. (2011).

Análise de Risco de Contaminação de Águas Superficiais e Subterrâneas por Pesticidas em

Municîpios do Alto Paranaîba - MG. Quimica Nova, 34(7), 1129–1135.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Portal Anvisa. Acessado em 05 de janeiro de 2020.

Disponível em: <http://portal.anvisa.gov.br/registros-eautorizacoes/agrotoxicos/produtos/monografia-de-agrotoxicos>.

Barbosa, A. M. C., Solano, M. L. M., Umbuzeiro, G. A. (2015). Pesticides in Drinking Water – The

Brazilian Monitoring Program. Frontiers in Public Health, 3(Nov.), 1–10.

Belan, L. L., Jesus, W. C., Souza, A. C., Zambolim, L., Tomaz, M. A., Alves, F. R., Ferrão, M. A. G.,

Amaral, J. F. T. (2015). Monitoring of Leaf Rust in Conilon Coffee Clones to Improve Fungicide

Use. Australasian Plant Pathology, 44(1), 5–12.

Brasil. 1997. Lei No

. 9.433, 8 de Janeiro de 1997. Institui a Política Nacional de Recursos Hídricos,

cria o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, regulamenta o inciso XIX do

art. 21 da Constituição Federal, e altera o art. 1º da Lei nº 8.001, de 13 de março de 1990, que

modificou a Lei nº 7.990, de 28 de dezembro de 1989. Brasília, DF. Recuperado em 05 de

janeiro de 2020, de (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9433.htm).

Brasil. 2017. Portaria de Consolidação No 5 de 28 de Setembro de 2017. Consolidação Das Normas

Sobre as Ações e Os Serviços de Saúde Do Sistema Único de Saúde. Recuperado em 05 de

janeiro de 2020, de (https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2018/marco/29/PRC5-Portaria-de-Consolida----o-n---5--de-28-de-setembro-de-2017.pdf).

Carneiro, F. F., Augusto, L. G. S., Rigoto, R. M., Friederich, K., Búrigo, A. C. (Eds.). (2015). Dossiê

ABRASCO: Um Alerta Sobre Os Impactos Dos Agrotóxicos Na Saúde (Vol. 161). São Paulo, SP:

Expressão Popular.

Carvalho, H. P. D. E. (2010). Progresso cercosporiose em cultivares de cafeeiro sob cultivo orgânico

e o efeito de Colletotrichum gloeosporioides Penz na germinação e estabelecimento de

plantulas. Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG.

Cerqueira, A. F., Feitoza, H. N., Feitoza, L. R., Loss, W. R. (1999). Zonas Naturais Do Espírito Santo:

Uma Regionalização Do Estado, Das Microrregiões e Dos Municípios. edited by, Vitória:

Secretaria Estadual de Planejamento.

Chow, R.; Scheidegger, R.; Doppler, T.; Dietzel, A.; Fenicia, F.; Stamm, C. (2020). A review of longterm pesticide monitoring studies to assess surface water quality trends. Water Research X,

n. 9, 100064.

Cohen, S. Z., R. D., Wauchope, A. W., Klein, Eadsforth, C. V., Graney, R. (1995). Offsite Transport

of Pesticides in Water: Mathematical Models of Pesticide Leaching and Runoff. IUPAC, Pure

and Applied Chemestry. 67(12), 2109-48.

Conceição, C. H. C, Guerreiro-Filho, O., Gonçalves, W. (2005). Flutuação Populacional Do Bicho-Mineiro Em Cultivares de Café Arábica Resistentes á Ferrugem. Bragantia, 64(4), 625–31.

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil. (n. d.) 12 Fatos Importantes Sobre o Manejo

Integrado Da Broca - Do - Café (Hypothenemus Hampei). Brasília, DF: Autor.

Dahshan, H.; Megahed, A. M.; Abd-Elall, A. M. M.; Abd-el-Kader, M. A.; Nabawy, E.; Elbana, M. H.

(2020). Monitoring of pesticides watter pollution - The egypian River Nile. Journal of

Environmental Health Sciense & Engineering, 14:15. DOI 10.1186/s40201-016-0259-6

Dornelas, G. A. (2017). Mancha De Phoma Do Cafeeiro : Relação Com Irrigação , Fertilidade Do

Solo e Nutrição de Plantas. Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG.

Ferracini, V. L., Pessoa, M. C. Y. P., Silva, A. S., Spadotto, C. A. (2001). Análise De Risco De

Contaminação Das Águas Subterrâneas E Superficiais Da Região De Petrolina (PE) e Juazeiro

(BA). Pesticidas: Revista de Ecotoxicologia e Meio Ambiente, 11, 1–16.

Ferrão, R. G., Fonseca, A. F. A., Ferrão, M. A. G., Muner, L. H. (Eds.). (2017). Café Conilon (2° ed).

Vitória, ES: INCAPER.

Gallo, D., Nakano, O., Neto, S. S., Carvalho, R. P. L., Baptista, G. C., Filho E. B., Parra, J. S. P., Zucchi,

R. A., Alves, S. B., Vendramim, J. D., Marchini, L. C., Lopes, J. R. S., Omoto, C. (2002).

Entomologia Agrícola (10° ed.). Piracicaba, SP: Fundação de Estudos Agrários Luíz de Queiroz.

Gomes-Silva, P. A. J., Lima, S. D., Golin, R., Figueiredo, D. M., Lima, Z. M., Morais, E. B., Dores, E. F.

G. C. (2014). Qualidade da água de uma microbacia com fins de abastecimento público,

Chapada dos Guimarães, MT. Holos, 30 (4), 22-33.

Goss, D. W. (1992). Screening Procedure for Soils and Pesticides for Potential Water Quality

Impacts. Weed Technology, 6(3), 701–8.

Gustafson, D. I. (1989). Groundwater Ubiquity Score: A Simple Method for Assessing Pesticide

Leachability. Environmental Toxicology and Chemistry, 8(4), 339–57.

Instituto Capixaba de Pesquisa e Extensão Rural. Gráficos Da Série Histórica. Acessado em 05 de

janeiro de 2020. Disponível em: <https://meteorologia.incaper.es.gov.br/graficos-da-seriehistorica>.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. SIDRA. Acessado em 05 de janeiro de 2020.

Disponível em: <https://sidra.ibge.gov.br/home/ipca15/brasil>.

Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Agrotóxicos. Acessado

em 05 de janeiro de 2020. Disponível em: <https://www.ibama.gov.br/agrotoxicos>.

Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal. e-IDAF. Acessado em 05 de janeiro de 2020.

Disponível em: <https://app.idaf.es.gov.br/eidaf/consultas-agrotoxicos>.

Junior, E. C. C., Freitas, A. S., Alcantara, E., Rezende, R. M., Silva, M. L. O., Ribeiro, D. F. (2018).

Incidência de ferrugem, cercosporiose e mancha de phoma em cafeeiro sob diferentes tipos de poda. Revista Da Universidade Do Rio Verde 16(3), 1–10.

Lima, L. M. D. E. (2009). Variabilidade espaial da mancha de phoma relacionada à nutrição do

cafeeiro e incidência da cercosporiose na qualidade do café. Universidade Federal de Lavras,

Lavras, MG.

Lopes, C. V. A., Albuquerque, G. S. C. (2018). Agrotóxicos e Seus Impactos Na Saúde Humana e

Ambiental: Uma Revisão Sistemática. Saúde Em Debate, 42(117), 518–34.

Lopes, P. R., Guzman, J. M., Theodoro, V. C. A., Lopes, I. M. (2012). Evolução da Ferrugem (

Hemileia Vastatrix ) e Da Cercosporiose ( Cercospora Coffeicola ) Em Agroecossistemas

Cafeeiros Convencional , Organo-Mineral e Orgânico. Revista Brasileira de Agroecologia, 7(1),

–68.

Malavolta, E., Fernandes, D. F., Casale, H., Romero, J. P. (1993). Seja o Doutor Do Seu Cafezal.

Informações Agronômicas (64), 1–16. Recuperado em 05 de janeiro de 2020, de

(http://brasil.ipni.net/ipniweb/region/brasil.nsf/0/1870E4C8386104EE83257AA0003B6C81/

$FILE/cafezal2edicao.pdf).

Mesquita, C. M., Rezende, J. E., Carvalho, J. S., Fabri, M. A., Moraes, N. C., Dias, P. T., Carvalho, R.

M., Araújo, W. G. (2016). MANUAL DO CAFÉ: Distúrbios Fisiológicos, Pragas e Doenças Do

Cafeeiro (Coffea Arabica L.). Belo Horizonte: EMATER-MG.

Milhome, M. A. L., Sousa, D. O. B., Lima, F. A. F., Nascimento, R. F. (2009). Assessment of Surface

and Groundwater Potential Contamination by Agricultural Pesticides Applied in the Region of

Baixo Jaguaribe, CE, Brazil. Engenharia Sanitaria e Ambiental, 14(3), 363–72.

Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Agrofit. Acessado em 07 de janeiro de 2020.

Disponível em: <http://agrofit.agricultura.gov.br/agrofit_cons/principal_agrofit_cons>.

Ministério da Saúde. (2016). Diretriz Nacional Do Plano de Amostragem Da Vigilância Ambiental

Em Saúde Relacionada à Qualidade Da Água Para Consumo Humano - VIGIAGUA. Brasília, DF:

Ministério da Saúde. Recuperado em 18 de dezembro de 2018, de

(http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/diretriz_nacional_plano_vigiagua.pdf).

Ministério da Saúde. (2020). SISAGUA. Acessado em 05 de janeiro de 2020. Disponível em:

<http://www.dados.gov.br/dataset?q=sisagua>.

Montagner, C. C., Vidal, C., Acayaba, R. D., Jardim, W. F., Jardim, I. C. S. F., Umbuzeiro, G. A. (2014).

Trace Analysis of Pesticides and an Assessment of Their Occurrence in Surface and Drinking

Waters from the State of São Paulo (Brazil). Analytical Methods, 6(17), 6668–77.

MONTEIRO, J. (Edt.). (2009). Agrometeorologia Dos Cultivos: O Fator Meteorológico Na Produção

Agrícola. 1° Edição. Brasília, DF: Instituto Nacional de Meteorologia.

Negrão, S. L. (2008). Uma Análise Do Ciclo de Produção Agroindustrial de Suínos e Aves, à Luz Da

Ética Global. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC.

Neto, E. N., Lacaz, F. A. C., Pignati, W. A. (2014). Health Surveillance and Agribusiness: The Impact

of Pesticides on Health and the Environment. Danger Ahead!. Ciencia e Saude Coletiva, 19(12),

–18.

Oliveira Júnior, A., Magalhães, B. T., Mata, R. N., Santos, F. S. G., Oliveira, D. C., Carvalho, J. L. B.,

Araújo, W. N. (2019). Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para

Consumo Humano (SISAGUA): Características, Evolução e Aplicabilidade. Epidemiologia e

Servicos de Saude : Revista Do Sistema Unico de Saude Do Brasil, 28(1), e2018117.

Organização das Nações Unidas - Conselho de Direitos Humanos. (2017). Report of the Special

Rapporteur on the Right to Food. Recuperado em 05 de janeiro de 2020, de

(https://www.ohchr.org/en/issues/food/pages/foodindex.aspx).

Pelaez, V. (2016). A (Des)Construção Da Agenda Política De Controle Dos Agrotóxicos No Brasil.

Ambiente & Sociedade, XIX(3), 215–32.

Parween, T., Jan, S. (2019) Pesticides and Environmental Ecology. In: PARWEEN, T.; JAN, S.

Ecophysiology of Pesticides, p. 1–38, Academic Press.

Pessoa, M. C. P. Y., Chaim, A., Ferracini, V. L., Scramin, S. (2007). Manual Do Usuário Do Programa

AGROSCRE: Apoio à Avaliação de Tendências de Transporte de Princípios Ativos de

Agrotóxicos. Jaguariúna, SP: Embrapa Meio Ambiente.

Pinto, A., Pozza, E., Souza, P. E., Pozza, A., Talamini, J., Boldini, J., Santos, F. (2002). Descrição Da

Epidemia Da Ferrugem Do Cafeeiro Com Redes Neuronais. Fitopatologia Brasileira, 27(5),

–24.

Porto, M. F. S. (2018). The Tragic ‘Poison Package’: Lessons for Brazilian Society and Public Health.

Cadernos de Saude Publica, 34(J), e00110118.

Prefeitura Municipal de Jaguaré. (2017). Plano Municipal De Saneamento Básico E Gestão

Integrada De Resíduos Sólidos. 347 p. Recuperado em 18 de janeiro de 2020, de

(https://sedurb.es.gov.br/Media/sedurb/PDF/Etapa%206%20-

%20Plano%20Municipal%20de%20Saneamento%20B%C3%A1sico%20de%20Jaguar%C3%A9.

pdf).

Nova Venécia. (2017). Plano Municipal De Saneamento Básico E Gestão Integrada De Resíduos

Sólidos. 347 p. Recuperado em 18 de janeiro de 2020, de

(https://sedurb.es.gov.br/Media/sedurb/PDF/Etapa%206%20-

%20Plano%20Municipal%20de%20Saneamento%20B%C3%A1sico%20de%20Nova%20Ven%

C3%A9cia.pdf).

Prefeitura Municipal Sooretama. (2017). Plano Municipal De Saneamento Básico E Gestão

Integrada De Resíduos Sólidos. 347 p. Recuperado em 18 de janeiro de 2020, de

(https://www.sooretama.es.gov.br/uploads/licitacao/1756-anexo-vii-plano-municipal-desaneamento-1541695329.pdf)

Rosa, R., Alves, W. S. B., Barboza, C., Gomes, C. F., Fanton, C. J., Queiroz, R. B., Martins, D. S. (2016).

Intensidade de Ataque de Escolitídeos Praga Em Cafeeiro Conilon. Anais do SICT Do Incaper,

Recuperado em 15 de janeiro de 2020, de

(https://biblioteca.incaper.es.gov.br/digital/bitstream/item/2520/1/I-SICT-OUTROS022.pdf).

Santos, J, C. F. (2004). Manejo Integrado Das Plantas Infestantes Do Cafezal. Circular Técnica, 69.

Porto Velho, RO: Embrapa.

Santos, F. S., Souza, P. E., Pozza,E. A., Miranda, J. C., Barreto, S. S., Theodoro, V. C. (2008).

Progresso da Cercosporiose (Cercospora Coffeicola Berkeley & Cooke) em Cafeeiros sob

Cultivos Orgânico e Convencional. Summa Phytopathologica, 34(1), 48–54.

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural. (2017). Café: Controle de Pragas, Doenças e Plantas

Daninhas. 1° edição. Brasília, DF: SENAR.

Soares, D. F., Faria, A. M., Rosa, A. H. (2017). Análise de Risco de Contaminação de Águas

Subterrâneas Por Resíduos de Agrotóxicos No Município de Campo Novo Do Parecis (MT),

Brasil. Engenharia Sanitaria e Ambiental, 22(2), 277–84.

Souza, G. S., Costa, L. C. A., Maciel, A. C., Reis, F. D.V., Pamplona. Y. A. P. (2017). Presence of

Pesticides in Atmosphere and Risk to Human Health: A Discussion for the Environmental

Surveillance. Ciência & Saúde Coletiva, 22, 3269–80.

Souza, J. C., Reis, P. R., Rigitano, R. L. O. (1998). BICHO-MINEIRO DO CAFEEIRO: Biologia, danos e

manejo Integrado (2° ed.). Belo Horizonte: EPAMIG.

Souza, L. C., Gouvea, R. R., Santos, A. N. M. R., Souza, G. A. R., Kuhlcamp, K. T., Santana, R. B. Q. E.

N. (2019, outubro). Avaliação da severidade da ferrugem (Hemileia vastatrix) em conilon

tolerantes à seca na região de Sooretama. Anais do Simpósio de Pesquisa Dos Cafés Do Brasil,

Vitória, ES, X.

Talamini, V., Pozza, E. A., Souza, P. E., Silva, A. M. (2003). Progress of Coffee Rust and Brown Eye

Spot with Differents Periods at Initial Irrigation and Fertirrigation Time. Ciencia e

Agrotecnologia, 27(1), 141–49.

União Internacional Da Química Pura e Aplicada. The Pesticids Propriets Database. Acessado em

de janeiro de 2020. Disponível em: <https://sitem.herts.ac.uk/aeru/iupac/atoz.htm>.

Serviço de Pesquisa Agrícola dos Estados Unidos. Pesticides Propriets Database. Acessado em 05

de janeiro de 2020. Disponível em: <https://www.ars.usda.gov/northeast-area/beltsville-mdbarc/beltsville-agricultural-research-center/adaptive-cropping-systemslaboratory/docs/ppd/pesticide-list/>.

Vasco, G. B. (2012). Intensidade Da Mancha de Phoma Em Função Da Densidade de Plantio e

Manejo de Irrigação Em Cafeeiro. Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG.

Vryzas, Z.; Ramwell, C.; Sans, C. (2020). Pesticide priorization approaches and limitations in environmental monitoring studies: from Eurpe to Latin America and the Caribbean.

Environment International, n. 143, 105917.

Downloads

Publicado

18/06/2021

Como Citar

Ferreira Leite, L. C. O., Pereira, R. de O., & Silva, J. B. G. (2021). IDENTIFICAÇÃO DE AGROTÓXICOS PRIORITÁRIOS E ÉPOCAS IDEAIS PARA SEU MONITORAMENTO NA ÁGUA: UM ESTUDO DE CASO NO ESPÍRITO SANTO. HOLOS, 2, 1–22. https://doi.org/10.15628/holos.2021.9893

Edição

Seção

ARTIGOS