ESTRATÉGIA PARA REDUZIR A VARIABILIDADE NO TEOR DE SIO2 DE SINTER FEED ATRAVÉS DA METODOLOGIA SEIS SIGMA (6S)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2020.9394

Palavras-chave:

Projeto Seis Sigma, mineração, minério de ferro, sínter feed, ferramenta Line Up

Resumo

Numa mineradora de ferro, que possuía como problema a alta variabilidade no teor de SiO2 do Sinter Feed produzido, foi desenvolvido um Projeto Seis Sigma (6S) buscando alcançar a redução dessa variação. As produções diárias da usina devem buscar alcançar uma meta de teor mensal, que é previamente acordado com os clientes. Durante o período de um ano os dados do teor de SiO2 na produção diária foram coletados e analisados e verificou-se que, mensalmente, em média apenas 51% dos dias o produto possuía teores dentro das especificações e deu-se o nome de aderência ao indicador que mediu esse fato. Estabeleceu-se como meta desse indicador o valor de 62%. Após mapeamento do processo, determinou-se que a dificuldade de realizar blending era um dos fatores prejudiciais ao processo. A ferramenta Line-Up e ferramentas de simulação se mostraram de grande valia no tratamento dessa causa. Através de um planejamento turno a turno de atividades e um eficiente alinhamento entre todas as equipes, foi possível que os serviços prévios necessários para a realização e manutenção da lavra fossem executados em tempo, sem prejuízo para o blending. Após um ano desde o início do projeto, a aderência alcançou uma média de 65%, acima do indicador proposto. Notou-se que o 6S se mostrou eficiente na análise dos processos, identificação e seleção das variáveis de impacto, tratamento dessas, e mensuração dos resultados.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Brenda Maria Maia Campos, Universidade Federal de Minas Gerais

Estudante de Graduação - Engenharia de Minas UFMG

Natércia Lage Duarte Cruz Drumond Junia, Universidade Federal de Minas Gerais

Geóloga (IGC/UFMG)

Douglas Batista Mazzinghy, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor do Departamento de Engenharia de Minas (DEMIN/UFMG)

Pedro Henrique Alves Campos, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor do Departamento de Engenharia de Minas (DEMIN/UFMG)

Referências

Aguiar, S. (2006) Integração das ferramentas da qualidade ao PDCA e ao Programa Seis Sigma (Vol. 1). Nova Lima: INDG Tecnologia e Serviços Ltda.

Andrietta, J. M., & Miguel, P. A. C. (2007). Aplicação do programa seis sigma no Brasil: resultados de um levantamento tipo survey exploratório-descritivo e perspectivas para pesquisas futuras. Gestão e Produção, 14(2), 203-219.

Correia, V. A. N., Rangel, L. V., Milanezi, B. P., Santos, G. J. I., & Pereira, P. E. C. (2018, agosto) Utilização da metodologia Seis Sigma para redução da variabilidade da alimentação de minério fosfático. Anais do Simpósio de Engenharia de Produção (SIENRPO), Catalão, GO, Brasil, 2.

Coutinho, H. L. (2017). Melhoria contínua aplicada para carregamento e transporte na operação de mina a céu aberto (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, MG, Brasil.

Campelo, A. C. M. M. (2018) Estimativa de indicadores de desempenho da lavra para integração entre sistema de despacho e programação diária. (Dissertação de Mestrado). Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Eckes, G. (2001). A revolução Seis Sigma: o método que levou a GE e outras empresas a transformar processos em lucros (R. C. Marcondes, Trad.). Rio de Janeiro: Campus. (Obra original publicada em 2001)

Kessler, R. M. (2004) A implantação do Seis Sigma em organizações: motivações de escolha e resultados obtidos. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Marshall, I.,Jr., Cierco, A. A., Rocha, A. V., Mota, E. B., & Leusin, S. (2009) Gestão da Qualidade (9ª ed.). Rio de Janeiro: Editora FGV.

Nair, A., Malhotra, M. K., & Ahire, S. L. (2011) Toward a theory of managing context in Six Sigma process-improvement projects: An action research investigation. Journal of Operations Management, 29(5), 529–548.

Pyzdek, T, & Keller, P. A. (2010) The Six Sigma Handbook (3a ed.). Nova Iorque: McGraw-Hill.

Reis, L. A., Santana, A. C., & Euzébio, T. A. M. (2017, outubro) Aplicação de DMAIC Seis Sigma na melhoria de desempenho de malhas de controle em uma planta de processamento de minério de ferro. Anais do Seminário de Automação e TI, São Paulo, SP, Brasil, 21.

Soeiro, R. C., & Oliveira, J. C. (2010, outubro) Contribuições da metodologia Seis Sigma para a melhoria do desempenho no processo de tratamento de minérios de uma mineradora de grande porte. Anais do Encontro Nacional de Engenharia de Produção (ENEGEP), São Carlos, SP, Brasil, 30.

Steinberg, J. G. (2010) “Lean Mining”: Modelagem e melhorias em cadeias logísticas minerais (Tese de Doutorado). Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Werkema, M. C. C. (2004). Criando a cultura Seis Sigma. Nova Lima: Werkema Ed.

Yamamoto, J. K., & da Rocha, M. M. (1996) Revisão e recomendações para o calculo e classificação de reservas minerais. Revista Brasileira de Geociências, 26(4), 243-254.

Young, J., & Wilkinson, A. (2002). The long and winding road: The evolution of quality management. Total Quality Management, 13(1), 101-121.

Downloads

Publicado

06/08/2021

Como Citar

Campos, B. M. M., Junia, N. L. D. C. D., Mazzinghy, D. B., & Campos, P. H. A. (2021). ESTRATÉGIA PARA REDUZIR A VARIABILIDADE NO TEOR DE SIO2 DE SINTER FEED ATRAVÉS DA METODOLOGIA SEIS SIGMA (6S). HOLOS, 4, 1–16. https://doi.org/10.15628/holos.2020.9394

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)