PERCEPÇÕES E DEMANDAS DE PROFESSORES SOBRE EDUCAÇÃO PREVENTIVA AO ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2017.4901

Palavras-chave:

Instituições acadêmicas, Docentes, Transtornos relacionados ao uso de substâncias.

Resumo

Esta pesquisa visa aprofundar a compreensão sobre os aspectos da educação preventiva frente ao uso abusivo de substâncias psicoativas. Trata-se de um estudo exploratório, realizado com professores e gestores de escolas públicas, utilizando como instrumento o grupo focal. Os resultados apontam que as atividades ocorrem de modo incipiente e por iniciativas circunstanciais, sem uma linha clara para a prevenção. Os profissionais não se consideram suficientemente preparados para trabalhar com o tema. Além disso, as principais dificuldades relatadas são a formação insuficiente e a baixa participação da família. Logo, a educação preventiva deveria estar associada a uma proposta mais abrangente, em conformidade com a promoção da saúde e com ações integradas ao currículo escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Marcos Fernando Knevitz, Universidade Luterana do Brasil (ULBRA)

Farmacêutico. Mestre. Pesquisador do Programa de pós-graduação em Saúde Coletiva e Promoção à Saúde das Cidades.

Jorge Umberto Béria, Universidade Luterana do Brasil (ULBRA)

Médico. Doutor. Professor adjunto do Curso de Medicina e do Programa de pós-graduação em Saúde Coletiva.

Lígia Braun Schermann, Universidade Luterana do Brasil (ULBRA)

Psicóloga. Doutora. Professora adjunta do Curso de Psicologia e do Programa de pós-graduação em Saúde Coletiva e Promoção à Saúde das Cidades.

Referências

Al-Zboon, E. (2017) Combating substance misuse: competences and preparation of special education department students. Substance Abuse Treatment, Prevention Policy, 12(1), 1-6.

Barbosa, A. J. G; Pereira, C, E, S; Oliveira, J, C. (2014). Prevenção ao uso de drogas por adolescentes: intervenções que funcionam. In: Ronzani, T, M; Silveira, P, S (org.). Prevenção ao uso de álcool e outras drogas no contexto escolar. Observatório Brasileiro de Informações sobre Drogas - OBID. Juiz de Fora: ed. UFJF.

Brasil. (2015). Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais -Temas Transversais em Saúde. Brasília. MEC, 1998. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/saude.pdf. Acesso em 01 set. 2015.

Brasil. (2015). Lei n.11343, de 23 de agosto de 2006. Institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas - SISNAD; Prescreve medidas para prevenção do uso indevido, atenção e reinserção social de usuários e dependentes de drogas; Estabelece normas para repressão à produção não autorizada e ao tráfico ilícito de drogas; Define crimes e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2006. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_ 03/_ato2004-2006/2006/lei/l11343.htm> Acesso em: 13 ago. 2015.

Comisión Interamericana para el Control del Abuso de Drogas (CICAD). (2015). Informe del Uso de Drogas en las Américas, 2015. Disponível em: <http://www.cicad.oas.org/apps/document.aspx?id=3209> Acesso em 20 out. 2015.

Degenhardt, L. et al. (2013). Global burden of disease attributable to illicit drug use and dependence: findings from the global burden of disease study 2010. Lancet, 382, 1564-74.

Ferreira, T. C. D. et al. (2010). Percepções e atitudes de professores de escolas públicas e privadas perante o tema drogas. Rev. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, 14(34), 551-562.

Fletcher, A; Bonell, C; Sorhaindo A. (2010). “We don’t have no drugs education”: the myth of universal drugs education in english secondary schools? International journal of drug policy, 21, 452–458.

Horta, R. L. et al. (2014). Uso na vida de substâncias ilícitas e fatores associados entre escolares brasileiros, Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE, 2012). Rev. Bras. Epidem. (Suppl. PeNSE), 31-45.

Knevitz, M. F. (2015) Educação preventiva ao abuso de álcool e outras drogas, em escolas públicas, em um município da região metropolitana de porto alegre (Dissertação de mestrado). Universidade Luterana do Brasil - ULBRA, Canoas, RS, Brasil.

Marinho, J. C. B; Silva, J. A; Ferreira, M. (2015). A educação em saúde como proposta transversal: analisando os parâmetros curriculares nacionais e algumas concepções docentes. História, Ciências, Saúde, 22(2), 429-443.

Midford R. et al. (2012). Drug education in victorian schools (DEVS): the study protocol for a harm reduction focused school drug education trial. BMC public health, 12:112.

Minayo, M. C. S. (2010). O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. (12a ed.) São Paulo (SP): Hucitec.

Moreira, A; Vovio, C. L; De Micheli, D. (2015). Prevenção ao consumo abusivo de drogas na escola: desafios e possibilidades para a atuação do educador. Educ. Pesquisa, 41(1), 119-135.

Nascimento, M. Oliveira; De Micheli, D. (2015). Avaliação de diferentes modalidades de ações preventivas na redução do consumo de substâncias psicotrópicas em estudantes no ambiente escolar: um estudo randomizado. Rev. Ciência Saúde Coletiva, 20(8),2499-2510.

Norberg, M; Kezelman, S; Lim-Howe, N. (2013). Primary prevention of cannabis use: a systematic review of randomized controlled trials. Plos One Journal.Pone, 8(1), jan.

Santos, E. O. et al. (2011). Abordagem sobre a prevenção de drogas no contexto escolar. Rev. Cient. Internacional, 4(17), 18-40.

Sodelli, M. (2010). A abordagem proibicionista em desconstrução: compreensão fenomenológica existencial do uso de drogas. Rev. Ciência Saúde Coletiva, 15(3), 637-44.

United Nations Office on Drugs and Crime (UNODC). (2015) World Drug Report: executive summary. Viena, 2015. Disponível em: <http://www.unodc.org/documents/wdr2015/world_drug_report_2015.pdf> acesso em: 25 set. 2015.

Vázquez, A. (2014). Políticas públicas en materia de drogas en argentina: políticas de estigmatización y sufrimiento. Saúde Debate, 38(103), 830-839.

Downloads

Publicado

19/09/2017

Como Citar

Knevitz, M. F., Béria, J. U., & Schermann, L. B. (2017). PERCEPÇÕES E DEMANDAS DE PROFESSORES SOBRE EDUCAÇÃO PREVENTIVA AO ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS. HOLOS, 4, 357–370. https://doi.org/10.15628/holos.2017.4901

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.