GOVERNANÇA DEMOCRÁTICA EM REDE: O POSICIONAMENTO DAS ONGs DE VIÇOSA - MG

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2018.4838

Palavras-chave:

Redes, Governança Democrática, ONG

Resumo

O artigo tem como objetivo avaliar a interação existente entre ONGs e outras instituições como órgãos públicos, consórcios, terceiro setor e empresa privadas a partir de uma perspectiva de análise de rede e de governança democrática. Uma vez identificada o desenho da estrutura dessa rede por meio do uso do software Pajek®, foi realizada a análise do seu comportamento a fim de compreender as relações empíricas e técnicas instauradas nestas entidades. O desenho da rede foi avaliado por meio das análise de características que revelam a densidade, núcleos e centralidade das relações estabelecidas. O estudo apontou que muito do potencial dessas ONGs nos processos de trocas de informação e aprendizagem coletiva poderiam estar sendo melhor utilizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Pâmela M. Martins Oliveira, Universidade Federal de Viósa

Graduada em Administração 

Universidade Federal de Viçosa - MG

Pamela Torres de Oliveira, Universidade Federal de Viçosa

Graduada em Administração - UFV

Especialista em Gestão da Produção - (Dpto de Eng. de Produção/UFV)

Mestranda em Administração - UFV 

Departamento de Adminitração e Contabilidade da UFV

Bruno Tavares, Universidade Federal de Viçosa

Graduação em Administração pela Universidade Federal de Viçosa. Mestrado em Extensão Rural pela Universidade Federal de Viçosa e doutorado em Administração pela Universidade Federal de Lavras (2011). 

Professor adjunto da Universidade Federal de Viçosa - 
Departamento de Administração - UFV/MG 

Referências

BALESTRIN, A.; VERSCHOORE, J.; REYES, E. (2008). Redes de cooperação empresarial: estratégias de gestão na nova economia. Bookman.

BEVIR M. (2011). Governança democrática: uma genealogia. Revista de Sociologia e Política. 19 (39), 103-114.

BUARQUE. C, VAINSENCHER. S. A. (2001). ONGs no brasil e a questão de gênero. Trabalhos para discussão, Nº 123, Novembro. Disponível em < https://periodicos.fundaj.gov.br/TPD/article/download/932/653 >. Acessado em junho de 2016.

CARRION R.M COSTA P. A. (2010). Governança Democrática, Participação e Solidariedade: Entre a Retórica e a Práxis. Espacio Abierto Cuaderno Venezolano de Sociología. 19 (4), 621 – 640.

DENHARDT. R.B. (2012). Teoria Geral da Administração Pública. Editora Cengage Learning. (6a ed.). Rio de Janeiro.

ESTEVE J. M. P. (2009). Governança democrática: construção coletiva do desenvolvimento das cidades. Belo Horizonte.

FONTES, B. A. S. M. (2004). Capital Social e terceiro setor: sobre a estruturação das redes sociais em associações voluntárias. Recife: Editora Universitária UFPE.

GOHN M. G. (2004). Empoderamento e participação da comunidade em políticas sociais. Saúde e Sociedade, 13 (2), 20-31.

MARTELETO. R. M. (2001). Análise de redes sociais- aplicação nos estudos de transferência de informação. Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), 30 (1), 71-81.

MIZRUCHI. M. S. (1994). Social network analysis: recent achievements and current controversies. Fórum: Análise de redes sociais: avanços recentes e controvérsias atuais. 37 (4), 329-343.

MONTENEGRO, T. (1994). O que é ONG. São Paulo, SP: Brasiliense.

PARDINI J. D, TEIXEIRA A. R. F, AZEVEDO A, OLIVEIRA S. G. (2012). A influência do sistema de redes de relações sociais no exercício de empreender em serviços odontológicos. III Colóquio de Redes Estratégia e Inovação. Lavras.

RIBEIRO, E. M. B. e BASTOS, A. V. B. (2011). Redes sociais interorganizacionais na efetivação de projetos sociais. Psicologia & Sociedade; 23 (2), 282-292.

SANTOS, O. A., Jr.; RIBEIRO, L. C. Q.; AZEVEDO, S. (Orgs). (2004). Governança democrática e poder local: a experiência dos conselhos municipais no Brasil. Rio de Janeiro: Revan, Fase.

SILVA E.E, LASMAR F.C, PEREIRA J. R. (2012) Redes sociais: o caso da parceira de uma instituição federal de ensino superior de Minas Gerais. III Colóquio de Redes Estratégia e Inovação. Lavras.

SOUZA L. B, FREITAS M. F, SILVA D. F. (2012). Um estudo sobre as redes intra-organizacionais existentes nos assentamentos rurais Lago Azul e Lagoa dos Mares. III Colóquio de Redes, Estratégia e Inovação. Lavras.

Downloads

Publicado

09/02/2018

Como Citar

Oliveira, P. M. M., Oliveira, P. T. de, & Tavares, B. (2018). GOVERNANÇA DEMOCRÁTICA EM REDE: O POSICIONAMENTO DAS ONGs DE VIÇOSA - MG. HOLOS, 1, 103–117. https://doi.org/10.15628/holos.2018.4838

Edição

Seção

ARTIGOS