AS ABORDAGENS DE CORPO, GÊNERO E SEXUALIDADES NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO EM UM COLÉGIO ESTADUAL DE ARACAJU, SE

Alfrancio Ferreira Dias, Danilo Araujo de Oliveira

Resumo


O objetivo deste texto é analisar como as temáticas do corpo, gênero e sexualidades estão colocadas no Projeto Político Pedagógico em um colégio público estadual, localizado na cidade de Aracaju (SE). Adotamos uma perspectiva pós-crítica e pós-estruturalista, problematizando os processos de significação e como eles influenciam a produção do conhecimento e as relações sociais, a partir das leituras dos autores: Carvalho (2009), Foucault (2014), Louro (2010), Scott (1995), Butler (2010). Metodologicamente, desenvolvemos uma abordagem qualitativa, a partir da análise documental numa perspectiva cultural e social. Verificamos que as temáticas do corpo, gênero e sexualidades são introduzidas superficialmente, podendo estar ligadas à falta de familiaridade, bem como à ausência na formação inicial e continuada dos agentes escolares.


Palavras-chave


Corpo, Gênero, Projeto Político Pedagógico, Sexualidades

Texto completo:

PDF

Referências


ARAUJO, Janaina Rodrigues. Relações de gênero na educação infantil: Questionamentos acerca da reduzida presença de homens na docência. In: Discutindo relações de gênero na escola: reflexões e propostas para a ação docente. TEIXEIRA, Adla Betsaida Martins; DUMONT, Adilson (org.). Araraquara (SP): Junqueira & Marin, 2009.

ADELMAN, Miriam. Estudos culturais e estudos de gênero: Entendendo os olhares. Cadernos da Escola de Comunicação. Nº 04; 2006. Disponível em: . Acesso em: 13 mai. 2015

BOURDIEU, Pierre. A dominação masculina. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Imprensa Oficial, 2001.

______________, Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União Brasileira, DF, 23 dez. 1996ª, p. 27894. Disponível em: .

______________. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: ensino fundamental. Brasília, DF:MEC/SEF, 1997. Disponível em: .

CARVALHO, Maria Eulina Pessoa de. Gênero é um conceito complexo e de difícil sensocomunização. Considerações a partir de uma experiência de formação docente. R. Est. Pesq. Educ. Juiz de Fora, v. 12, n. 2, jul./dez. 2010.

COLÉGIO ESTADUAL “17 DE MARÇO”. Projeto Político Pedagógico. Aracaju, 2014.

CRUZ, Maria Helena Santana Cruz. Gênero e diversidade na escola. (Aula Inaugural: - CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM GÊNERO E DIVERSIDADE NA ESCOLA). CESAD/NUPAT/UFS, 2014.

DENZIN, Norman K. O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. Porto Alegre: Artmed, 2006.

DIAS, Alfrancio Ferreira. Representações sociais de Gênero no trabalho docente: sentidos e significados atribuídos ao trabalho e a qualificação. Vitória da Conquista (BA): EDUESB, 2014.

FOUCAULT, Michel. El sujeto y el poder. Revista Mexicana de Sociologia, año L, n.3, jul.-sep. 1988.

GADOTTI, M.; ROMÃO, J. Autonomia da escola: princípios e propostas. São Paulo: Cortez, 1997.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 1999.

______________. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: UFMG, 2003.

LE BRETON, David. Corpo, gênero, identidade. In: FERRARI, Anderson (org.). Corpo, gênero e sexualidade. Lavras (MG): UFLA, 2014.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis: Vozes, 2010.

OLIVEIRA, Keila de; RAMOS, Ethiana Sarachin da Silva; SALVA, Sueli. Relações de gênero e educação. Revista Sociais e Humanas. Centro de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil. v. 24, n. 2, 2011.

REIS, Cristina d'Ávila; PARAISO, Marlucy Alves. Normas de gênero em um currículo escolar: a produção dicotômica de corpos e posições de sujeito meninos-alunos. Estudos Feministas, v. 22, n.1, pp. 237-256, 2014.

SCOTT, J. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação e Realidade. Vol. 20 (2), jul./dez. 1995

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

SILVA, Elenita Pinheiro de Queiroz. Entremeando corpos, sexualidades, gêneros e educação escolar. In: FERRARI, Anderson (org.). Corpo, gênero e sexualidade. Lavras (MG): UFLA, 2014.

VIANA, Claudia; UNBEHAUM, Sandra. Gênero na educação básica: quem se importa? Uma análise de documentos de políticas públicas no Brasil. Educ. Soc., Campinas, Vol. 27, n. 95, p. 407-428, maio/ago. 2006. Disponível em . Acesso em: 13 mai.2015

WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais.7. ed. Petrópolis (RJ): Vozes, 2007.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2015.3084



 

HOLOS IN THE WORLD