COVID-19: O ISOLAMENTO SOCIAL E A GERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA CIDADE DE SÃO LUÍS-MA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2020.10786

Palavras-chave:

pandemia, Sars-CoV-2, meio ambiente, resíduos sólidos urbanos, maranhão

Resumo

Diante da pandemia de Covid-19, que se espalhou pelo mundo contaminando e matando milhares de pessoas, o isolamento social tem sido a principal medida adotada para reduzir o contágio pelo vírus, resultando em diferentes impactos sociais, econômicos e ambientais ao planeta. O trabalho em questão visa fazer um levantamento específico do impacto causado pelo isolamento social na geração de resíduos sólidos no município de São Luís durante o período de quarentena. Tendo em vista a existência de poucos estudos na área, o trabalho foi escrito baseando-se em artigos científicos, relatórios de órgãos responsáveis e informações oficiais do governo. Verificou-se que, contrariando as estatísticas, São Luís teve uma redução na geração de resíduos sólidos urbanos e a capital vem se destacando entre as principais cidades do Norte e Nordeste do Brasil que cumprem as determinações da PNRS. Apesar disso, o número de pessoas infectadas continua crescendo e é necessário estabelecer medidas de prevenção, assim como alternativas para a gestão adequada dos resíduos gerados, visto que a manutenção inapropriada dos mesmos pode aumentar o risco de transmissão do vírus.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ludyane Nascimento Costa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – IFMA Campus Barra do Corda, Maranhão, Brasil.

Professora de Química do ensino básico, técnico e tecnológico do Instituto federal do Maranhão - IFMA  e doutoranda em Química pela Universidade Federal do Piauí com ênfase na área de físico-química.

Aline Aparecida Carvalho França, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ

Doutoranda em Química / UFPI

Pablo Seixas da Silva França, Secretaria de estado do meio ambiente e recursos naturais do maranhão – SEMA, Maranhão, Brasil

Engenheiro Ambiental. Supervisor de Resíduos Sólidos da secretaria de estado do meio ambiente e recursos naturais (SEMA

Joyce Araújo Borges, Universidade federal do Piauí – UFPI, Teresina – Piauí, Brasil.

Doutoranda em Química / UFPI

Hunos Paixão Madureira, Universidade federal do Piauí – UFPI, Teresina – Piauí, Brasil.

Mestrando em Ciências dos Materiais / UFPI

Rafael Ferreira Maciel, Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), Maranhão, Brasil

Secretário adjunto de licenciamento ambiental da secretaria de estado do meio ambiente e recursos naturais (SEMA)

Referências

Abrelpe - Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais. (1976). ABRELPE NO COMBATE A COVID -19. Recuperado em 10 de abril de 2020 de http://abrelpe.org.br/.

Araújo, E. C. S.; Silva, V. F. (2020). A gestão de resíduos sólidos em época de pandemia do Covid-19. GeoGraphos; 129(11), 215.

Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES). (1966). Recomendações para a Gestão de Resíduos em Situação de Pandemia por Coronavírus (COVID-19). Recuperado em 26 de junho de 2020, de http://www2.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=462.

Agência Brasil, 2020. Recuperado em 2 de abril de 2020 de https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-03/veja-medidas-que-cada estado-esta-adotando-para-combater-covid-19.

Associação Brasileira de Recuperação Energética de Resíduos (ABREN). Ministro da Saúde recebe recomendação da ABREN para incinerar lixo contaminado. Recuperado em 24 de junho de 2020 de https://abren.org.br/2020/03/01/ministro-da-saude-recebe-recomendacao-da-abren-para-incinerar-lixo-contaminado/.

Boletins Covid-19. Recuperado em 07 de julho de 2020 de http://www.saude.ma.gov.br/boletins-covid-19/.

ESTADÃO: JORNAL DIGITAL. Recuperado em 15 de junho de 2020 de https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,maranhao-vai-aplicar-lockdown-em-quatro-municipios-da-regiao-metropolitana-de-sao-luis,70003289853.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (1934). Estimativas da população residente para os municípios e para as unidades da federação. Recuperado em 10 de abril de 2020, de https://www.ibge.gov.br/pt/inicio.html.

ISWA - A International Solid Waste Association. (2020). COVID-19 News. Recuperado em 10 de abril de 2020 de https://www.iswa.org/.

Kampf, G., Todt, D., Pfaender, S., Steinmann, E. (2020). Persistence of coronaviruses on inanimate surfaces and their inactivation with biocidal agents. J. Hospital Infect, 104(3), 246-251.

Kulkarni, B. N., Anantharama, V. (2020) Repercussions of COVID-19 pandemic on municipal solid waste management: Challenges and opportunities. Science of the Total Environment, 743, 140693.

MINISTÉRIO DA SAÚDE (BR). (1953). Recuperado em 15 de junho de 2020, de http://www2.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=462

Monteiro. J. H. P. (2001). Manual de Gerenciamento Integrado de resíduos sólidos. Coordenação técnica Victor Zular Zveibil. Rio de Janeiro: IBAM.

Como o meio ambiente reage à redução da atividade econômica. NEXO, 2020. Recuperado em 16 de junho de 2020 de https://www.nexojornal.com.br/expresso/2020/05/04/Como-o-meio-ambiente-reage-%C3%A0-redu%C3%A7%C3%A3o-da-atividade-econ%C3%B4mica.

Nghiem, L. D., Morgan, B., Donner, E., Short, M. D. (2020). The COVID-19 pandemic: Considerations for the waste and wastewater services sector. Case Studies in Chemical and Environmental Engineering, 1: 100006.

Pinto-Coelho, R. M. (2009). Reciclagem e desenvolvimento sustentável no Brasil. Belo Horizonte: Recóleo.

Resolução Conama nº 358, de 29 de abril de 2005. (2005). Brasília. Recuperado em 26 de junho de 2020, de http://www2.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=462.

SÃO LUÍS anuncia retorno da coleta seletiva e programa de desconto para incentivar descarte de recicláveis nos Ecopontos. São Luís – Agência de Notícias, 2020. Recuperado em 04 de junho de 2020 de https://www.agenciasaoluis.com.br/noticia/28589/.

Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA). Orientações Sobre a Gestão das Máscaras no Contexto do COVID-19. Recuperado em 26 de junho de 2020, de http://www2.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=462.

World Health Organization. (1948). Recuperado em 18 de junho de 2020, de https://www.who.int/emergencies/diseases/novel coronavirus-2019.

Zago, V. C. P., Barros., R. T. V. (2019). Gestão dos resíduos sólidos orgânicos urbanos no Brasil: do ordenamento jurídico à realidade. Engenharia Sanitária Ambiental; 24(2), 219.

Zambrano-Monserrate, M. A., Ruano, M. A., Sanchez-Alcalde, L. (2020). Indirect effects of COVID-19 on the environment. Science of the Total Environment; 728(1), 138813.

Downloads

Publicado

30/07/2020

Como Citar

Costa, L. N., França, A. A. C., França, P. S. da S., Borges, J. A., Madureira, H. P., & Maciel, R. F. (2020). COVID-19: O ISOLAMENTO SOCIAL E A GERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA CIDADE DE SÃO LUÍS-MA. HOLOS, 5, 1–11. https://doi.org/10.15628/holos.2020.10786

Edição

Seção

Dossiê COVID-19 e o mundo em tempos de pandemia