A VIDA NO LIXO: UM ESTUDO DE CASO SOBRE OS CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS NO MUNICÍPIO DE IPAMERI, GO

Cleber Vaz Gonçalves, Guilherme Malafaia, André Luis da Silva Castro, Bruno Gonzaga Agapito da Veiga

Resumo


O lixo ainda é um dos grandes problemas sócio-ambientais brasileiros. Nas unidades de destinação final de resíduos sem qualquer tipo de controle estão as condições de trabalho de uma parcela da população cada vez mais crescente e pouco reconhecida. Os catadores de materiais recicláveis são hoje objeto de inúmeras políticas públicas de inclusão social, mas que não tem o devido alcance nacional, sobretudo em pequenos municípios. Nesse contexto, essa pesquisa buscou identificar o perfil e condições de trabalho de catadores de material reciclável no município de Ipameri (GO), revelando que a situação local não é diferente de outras cidades brasileiras, mas o reconhecimento por parte do poder público pode vir a ser tardio em relação às grandes cidades onde o problema é mais aparente.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, M. F. Do lixo à cidadania: estratégias para a ação. Brasília: Caixa Econômica Federal, 2001.

BRASIL. Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Disponível em: http://bd.camara.gov.br/bd/bitstream/handle/bdcamara/4283/politica_residuos_solidos.pdf?sequence=1. Acesso em: 5 mar. 20113.

CAVALCANTE, S.; FRANCO, M.F.A. Profissão perigo: percepção de risco à saúde entre os catadores do Lixão do Jangurussu. Revista Mal Estar e Subjetividade, v. 7, n. 1, p. 211-231, 2007.

COMPROMISSO EMPRESARIAL PARA RECICLAGEM (CEMPRE). A evolução da coleta seletiva e reciclagem de resíduos sólidos urbanos no Brasil. Disponível em www.cempre.org.br. Acesso em: 20 maio 2010.

DALL`AGNOL, C.M.; FERNANDES, F.S. Saúde e autocuidado entre catadores de lixo: vivências no trabalho em uma cooperativa de lixo reciclável. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 15, n. especial, p. 1-7, 2007.

FERREIRA J. A.; ANJOS, L. A. Aspectos de saúde coletiva e ocupacional associados à gestão dos resíduos sólidos municipais. Cadernos de Saúde Pública, v. 17, p. 689-696. 2001.

FERREIRA, O. M. Resíduos sólidos: Série material de apoio. Goiânia: Curso de Engenharia Ambiental da Universidade Católica de Goiás, 2008.

FERREIRA, S. L.; RABELO, F.C.; VASCONCELOS, S.M.S.; MARQUES, R.G.; MUNIZ, J.A.C. Importância ambiental do trabalho dos catadores de materiais recicláveis em Goiânia goiás brasil. In: Congreso Interamericano de Ingeniería Sanitaria y Ambiental, 30, Punta del Este, 26-30 nov. 2006.

FIRMINO, P. F.; MALAFAIA, G., RODRIGUES, A. S. L. Diagnóstico da integridade ambiental de trechos de rios localizados no município de Ipameri, Sudeste do Estado de Goiás, através de um protocolo de avaliação rápida. Brazilian Journal of Aquatic Science and Technology, 2011 (in press).

GONÇALVES. R. Catadores de materiais recicláveis: Trabalhadores fundamentais na cadeia de reciclagem do país. Revista Serviço Social e Sociedade, v. 82, n. 65, p. 87-109. 2005.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Banco de dados das Cidades. Disponível em: www.ibge.gov.br. Acesso em: 12 maio 2010.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa Nacional de Saneamento Básico. IBGE: Rio de Janeiro, 2002. 397 p.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa Nacional de Saneamento Básico. IBGE: Rio de Janeiro, 2010. 219 p.

LIMA, S. C., RIBEIRO, T. F. A coleta seletiva de lixo domiciliar: Estudos de casos. Caminhos de Geografia, 2, 50-69. 2000.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME (MDS). Parceria entre governo federal e catadores de papel visa gerar trabalho e renda. Disponível em: http://www.mds.gov.br/noticias/parceria-entre-governo-federal-e-catadores-de-papel-visa-gerar-trabalho-e-renda-1. Acesso em: 5 mar. 2013.

NUNESMAIA, M. F. A gestão de resíduos urbanos e suas limitações. Tecbahia-SSA, v. 17, n. 1, p. 120-122. 2002.

OLIVEIRA, M. M.; LUDWIG, M. P.; SILVA, P.F.G.; GRIFFITH, J.J. Lixo e trabalho sob o olhar de catadores de materiais recicláveis em ipatinga-mg. Oikos, v. 19, p. 33-52, 2008.

PORTO, M. F. S. ; JUNCÁ, D.C.M. ; GONÇALVES, R.S. ; FILHOTE, M.I.F. Lixo, trabalho e saúde: um estudo de caso com catadores em um aterro metropolitano no Rio de Janeiro, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 20, n. 6, p. 1503-1514, 2004.

REGO, R.C.F.; BARRETO, M.L.; KILLINGER, C.L. O que é lixo afinal? Como pensam as mulheres residentes na periferia de um grande centro urbano. Cadernos de Saúde Pública, v. 18, n. 6, p. 1583-1592, 2002.

RIBEIRO, J. C. F.; FRANKLIN, S.L.; FILIPECKI, A.T.P.; SILVA, E.R.; MATTOS, U.A.O. Catadores de materiais recicláveis: estudo de caso de uma cooperativa na cidade do Rio de Janeiro. In: Congresso Nacional de Excelência em Gestão. Disponível em www.excelenciaemgestao.org. Acesso em 25 de maio de 2010. Niterói, 2009.

SILVA, S. R. & GONÇALVES, M. A. O trabalho no lixo: o caso da associação dos trabalhadores catadores de resíduos sólidos recicláveis do município de Nova Andradina- MS. In: XII Encontro de Geógrafos da América Latina. Disponível em http://egal2009.easyplanners.info. Acesso em 28 de maio de 2010. Montevideo, 2009.

SOUSA, C.M.; MENDES, A.M. Viver do lixo ou no lixo? A relação entre saúde e trabalho na ocupação de catadores de material reciclável cooperativos no Distrito Federal – Estudo exploratório. Revista Psicologia, v. 6, n. 2, p. 13-42, 2006.

VAZ, U. L. Impactos ambientais causados por sacolas plásticas e percepção ambiental dos comerciantes em Ipameri-GO. Monografia (Tecnologia em Gestão Ambiental). Urutaí, 2009. 42 p.

ZACARIAS, I. R. & BAVARESCO, C. S. Conhecendo a realidade dos catadores de materiais recicláveis da Vila Dique: visões sobre os processos de saúde e doença. Revista Textos & Contextos, v. 8 n.2 p. 293-305, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.15628/holos.2013.841



 

HOLOS IN THE WORLD