CONCENTRAÇÃO DE ESCÓRIA METALURGICA DA LIGA FeSiMn POR MESA CONCENTRADORA WILFLEY

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2017.6247

Palavras-chave:

Liga FeSiMn, Escoria, Mesa Oscilatória, FRX

Resumo

A produção industrial da liga metálica ferrosiliciomanganês (FeSiMn) está intimamente ligada ao processo pirometalúrgico. Porém, devido às limitações desse processo, observa-se um elevado percentual da liga FeSiMn nas pilhas de rejeito. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi escalonar uma rota de recuperação utilizando uma mesa oscilatória Wilfley. Para o estudo foi utilizada cerca de 40 kg de escória metalúrgica da liga FeSiMn. Analisou-se as influências de 3 parâmetros fundamentais da mesa: granulometria (<125µm e >125µm), inclinação (2° e 4°) e amplitude (12 e 14 mm). A influência dos parâmetros da mesa oscilatória foi analisada pela variação do teor do concentrado e das recuperações mássica e metalúrgica. Para determinar o teor do concentrado empregou-se a técnica de fluorescência de raios-X (FRX). Com isso, constatou-se que os parâmetros amplitude e inclinação apresentaram uma menor influência sobre o teor e a recuperação mássica. No entanto, a granulometria apresentou uma variação significativa na recuperação metalúrgica. Assim, pode-se concluir que neste estudo a configuração que gerou uma maior eficiência no processo de concentração da liga FeSiMn utilizando a mesa oscilatória Wilfley foi: granulometria <125 µm; inclinação de 2°; e amplitude de 14 mm. Essa configuração apresentou uma recuperação metalúrgica de aproximadamente 50% da liga FeSiMn.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Raulim Oliveira Galvão, UFC- Universidade Federal do Ceará

Discente Mestrado Engenharia Mineral UFPE

Referências

ABREU, S.F (1973). Recursos minerais do Brasil. São Paulo, SP, Editora Edgard Blucher LTDA, vol.2, Cap.14, p.492-550.

BURT, R.O.; MILLS, C. Gravity Concentration Technology (Developments in Mineral Processing). Elsevier: Volume 5. The Netherlands. Amsterdam 1984.

GONÇALVES, E.; SERFATY, A (1976). Perfil Analítico do Manganês.

Departamento Nacional da Produção Mineral, DNPM, Brasília, DF, Boletim n° 37, 149 p.

GALVÃO, R. O. Aplicação de um planejamento fatorial na recuperação de liga metálica (FeSiMn) de escória empregando-se mesa oscilatória do tipo wilfley. Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife, 2016.

OLSEN, S.E. e TANGSTAD, M. Silicomanganese production and process understanding. Tenth International Ferroalloys Congress. Capetown, África do Sul, 2004.

REIS, E. L. Caracterização de resíduos provenientes da planta de beneficiamento do minério de manganês sílico carbonatado da RDM-Unidade Morro da Mina. Dissertação mestrado, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2005.

RICHTER, D. Uma rota de recuparação de metal a partir de escória secundária da produção de ferroníquel. Dissertação de mestrado, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 2006.

WILLS, B. A (1992). Mineral processing Technology. Pergamon Press, 5ª edição, New York, 855 p.

Downloads

Publicado

05/12/2017

Como Citar

Galvão, R. O., Barros, F. B. M., Silva Neto, G. K., Oliveira, J. C. S., Andrade, V. de C. P., Silva, Élyda L., & Lira, B. B. (2017). CONCENTRAÇÃO DE ESCÓRIA METALURGICA DA LIGA FeSiMn POR MESA CONCENTRADORA WILFLEY. HOLOS, 6, 109–115. https://doi.org/10.15628/holos.2017.6247

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)