COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA SOLUÇÃO DE SOLO APÓS CULTIVO SOB ESTRESSE SALINO E COBERTURA MORTA

Autores

  • Djeson Mateus Alves da Costa
  • Henio Normando de Souza Melo
  • Sebastião Ribeiro Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2008.113

Resumo

A composição química da solução de solo pode ser alterada após cultivo ocasionando a diminuição da quantidade de nutrientes e consequentemente a fertilidade do solo. Foi realizado um estudo, em casa de vegetação, em área experimental do Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte, em Natal-RN, de julho à novembro de 2006, para avaliar as alterações na composição química da solução de solo após irrigação com água salina e sob cobertura morta. Utilizaram-se colunas de PVC com 30 kg de um neossolo flúvico distrófico e textura franco-siltoso. Adotou-se o delineamento inteiramente casualizado, com oito tratamentos e quatro repetições, sendo testados o uso ou não de cobertura morta e quatro níveis de salinidade na água de irrigação (0,15; 1,50; 3,00 e 4,50 dS m-1, a 25 ºC). O aumento da salinidade da água de irrigação e o uso de proteção do solo não afetaram os valores de pH, da capacidade de troca de cátions, da condutividade elétrica do extrato saturado e dos teores de Ca2+, Mg2+, Fe2+ e Mn2+ na solução do solo. Por outro lado, o teor de matéria orgânica, o valor da porcentagem de sódio trocável e a relação de adsorção de sódio foram afetados com o aumento da salinidade da água de irrigação (P<0,05). Palavras-chave: Salinidade, proteção do solo, água de irrigação, nutrientes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

08/07/2008

Como Citar

Costa, D. M. A. da, Melo, H. N. de S., & Ferreira, S. R. (2008). COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA SOLUÇÃO DE SOLO APÓS CULTIVO SOB ESTRESSE SALINO E COBERTURA MORTA. HOLOS, 1, 4–14. https://doi.org/10.15628/holos.2008.113

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)