CULTURA ORGANIZACIONAL EM INSTITUIÇÕES MILITARES DE ENSINO

Jurandir Andrade Costa, Nilson Araújo, Miler Franco Danjour, Patrícia Whebber S. de Oliveira

Resumo


O presente estudo apresenta como objetivo, identificar a cultura organizacional presente no Centro de Formação e Aperfeiçoamento da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte – Brasil (CFAPM) a partir do modelo dos estilos de funcionamento organizacional de Paz e Mendes. Para tanto, se utilizou de uma pesquisa do tipo descritiva, classificada como sendo um estudo de caso e de natureza predominantemente quantitativa, realizado com 59 policiais militares que trabalham no CFAPM, possibilitando a identificação da cultura organizacional e as relações existentes entre as variáveis sócio demográficas dos indivíduos estudados. Os dados foram tratados por meio de técnicas de estatística, Teste Qui-quadrado, o Teste Exato de Fisher e a Analise de Correspondência. Os resultados obtidos indicaram a predominância do estilo cultural afiliativo a partir da percepção dos policiais pesquisados e apontaram uma significativa relação entre as variáveis sócio demográficas e os estilos culturais, de forma a identificar que tal predominância foi apontada por 55,9% dos policiais, e que esta se deu em todas as características gerais, percebendo-se que a cultura organizacional absorve influência de acordo com a variação de tais características. Por fim, conclui-se que o presente estudo identifica que o estilo cultural predominante no CFAPM é o afiliativo, o qual possui características de um padrão coletivista, tendo como subcultura o estilo empreendedor.

Texto completo:

PDF

Referências


AGRESTI, Alan. An Introduction to Categorical Data Analysis. New Jersey, USA: John Wiley & Sons, 2007.

CAMERON, K. S.; QUINN, R. E. Diagnosing and changing organizational culture.San Francisco: Jossey-Bass, 2006.

CARVALHO, Carlos Eduardo; RONCHI, Carlos César. Cultura organizacional: teoria e pesquisa. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 2005.

CHAUI, Marilena. Convite à Filosofia.São Paulo, ed. Ática, 1999.

COLLIS, Jill; HUSSEY, Roger. Pesquisa em administração: um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

FLEURY, Maria Tereza Leme. O desvendar de uma organização – uma discussão metodológica. In: FLEURY, M. T. Leme; FISCHER, R. Maria (Org.). Cultura e poder nas organizações.2. ed. São Paulo: Atlas, 2007. p. 15 – 27.

FREITAS, Maria Ester de. Cultura organizacional: formação, tipologias e impacto. São Paulo: Makron Books, 1991.

GABRIEL, Y. Organizational in depth. London: Sage, 1999.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa.São Paulo: Atlas, 2010.

GUIMARÃES, T. A. A nova administração pública e a abordagem da competência. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 34, n. 3, p. 125-140, maio/jun. 2000.

HAIR, J. F.; ANDERSON, R. E.; TATHAM, R. L.; BLACK, W. C. Análise multivariada de dados. 6. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

LOURENÇO, C. D. S; FERREIRA, P. A. Cultura Organizacional e o mito fundador: um estudo em uma empresa familiar. Gestão & Regionalidade, v. 28, n. 84, p. 61-76, set-dez/2012.

MORGAN, Gareth. Imagens da organização. São Paulo: Atlas, 1996.

MOTTA, Fernando C. Pestes. Cultura organizacional e cultura brasileira. São Paulo: Atlas, 2006.

PAZ, Maria das G. Torres da; MENDES, Ana M. Bezerra; GABRIEL, Iannis. Configurações de poder organizacional e estilos de caráter. Psicologia: organizações e trabalhos. Florianópolis, v. 1, n. 1, jan./jun. 2001.

PAZ, Maria das G. Torres da; MENDES, Ana M. Bezerra. Estilos de funcionamento organizacional. In: SIQUIERA, Mirlene Maria Matias (Org.). Medidas do comportamento organizacional: ferramenta de diagnóstico e de gestão. Porto Alegre: Artmed, 2008.

PAZ, Maria das G. Torres da; TEIXEIRA, Maria L. M. Introdução. RAM – Revista de Administração Mackenzie. São Paulo, v. 10, n.3, mai/jun. 2009.

PETTIGREW, Andrew M. A cultura das organizações é administrável?. In: FLEURY, M. T. Leme; FISCHER, R. Maria (Org.). Cultura e poder nas organizações. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2007. p. 145 – 153.

RICHTER, Fábio Andreas. Organizações do conhecimento:infra-estrutura, pessoas e tecnologias. ANGELONI, M.T. (Org.). São Paulo: Saraiva 2002.

ROCHA, Luiz C. S. Cultura e clima organizacionais: um estudo multicasos em indústrias de laticínios do Estado do Rio Grande do Norte. Dissertação (PPGA) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.

SANTOS, G. do R. C. M; MOLINA, N. L.; DIAS, V. F. Orientações e dicas práticas para trabalhos acadêmicos. Curitiba: Ibpex, 2007.

______. Organizational culture and leadership.2.ed. San Francisco: Jossey-Bass, 1992.

SCHEIN, Edgar H. Cultura Organizacional e liderança. São Paulo: Atlas, 2009.

SILVA, L. M. T; MEDEIROS, C. A. F.; ENDERS, W. T. Avaliação da cultura organizacional: um contraponto entre as abordagens quantitativas e qualitativas.INTERFACE. Natal, v.8, n. 2, jul./dez. 2011.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

ZACCARELLI, Sérgio Batista. Estratégia e sucesso nas empresas. São Paulo: Saraiva, 2000.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2013.1047



 

HOLOS IN THE WORLD