INFLUÊNCIA DA FINURA DO RESÍDUO DE BIOMASSA DA CANA-DE-AÇÚCAR NA ATIVIDADE POZOLÂNICA COM A CAL

Autores

  • M. A. S. Anjos
  • D. F. Ferreira
  • E. V. Borja

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2012.779

Resumo

O Brasil é o maior produtor mundial de cana-de-açúcar para produção de açúcar e álcool, esta atividade utiliza o bagaço da cana-de-açúcar como biomassa para gerar energia, o que acarreta a produção de grandes quantidades de resíduos, os quais podem ser fonte para a produção de aditivo mineral com utilização em compósitos cimentícios. Este trabalho apresenta os resultados da avaliação da atividade pozolânica do resíduo de biomassa da cana-de-açúcar com a cal, para tanto o resíduo foi utilizado após peneiramento, moagem por 1 hora e 30 minutos e moagem por 3 horas e 30 minutos, com o intuito de adequar os resíduos para serem utilizadas como aditivos minerais em materiais cimentícios. As técnicas de fluorescência de raios X, difração de raios-X e resistência à compressão foram utilizadas para avaliar a pozolanicidade dos resíduos. Os resultados indicam que os resíduos podem ser classificados como pozolanas classe E. A atividade pozolânica foi verificada pela formação de silicato de cálcio hidratado através da analise de difração de raios-X realizada na pasta com resíduo moído por 3 horas e 30 minutos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

19/05/2012

Como Citar

Anjos, M. A. S., Ferreira, D. F., & Borja, E. V. (2012). INFLUÊNCIA DA FINURA DO RESÍDUO DE BIOMASSA DA CANA-DE-AÇÚCAR NA ATIVIDADE POZOLÂNICA COM A CAL. HOLOS, 2, 44–57. https://doi.org/10.15628/holos.2012.779

Edição

Seção

ARTIGOS