TECHNOLOGICAL CHARACTERIZATION OF TALC ORE FROM CAÇAPAVA DO SUL, RS-BRAZIL FOR DEVELOPMENT OF A PROCESS ROUTE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2017.6600

Palavras-chave:

Talc, Technological characterization, Iron impurities, Processing.

Resumo

This paper provides technological characterization and preliminary studies for the concentration of talc ore from the municipality of Caçapava do Sul, RS - Brazil, for the purpose of defining its process route. The characterization was made by in bench channel sampling, preparation of the material by comminution, followed by homogenization, fractionation, and analyses of particle size, mineralogy, chemical composition, brightness, density and humidity of the sampled material. Afterwards, magnetic separation studies were carried out using Davis tube and leaching, in order to reduce the impurities, which consisted mainly of iron oxide contamination. After preparation of the sample, it was possible to obtain a fine material of approximately 65 % passing 37 ?m, with similar brightness values between all samples despite a variable distribution of Fe, Ca, Mg and Al contents. The best results of the study occurred for the sample with a granulometric cut of 100# subjected to a magnetic separation of 4050 G and later leaching at 80 °C for a time of 60 min. A maximum brightness of 72.3 % was achieved, with an increase in brightness of 10.3 % in relation to the initial brightness. This product could be applied to the paint, insecticide, textile and paper industries, requiring complementary characterization to fit further specifications.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Tais R. Cordeiro Oliveira, UFRGS

Centro de Tecnologia - Escola de Engenharia

Laprom - Laboratório de Processamento Mineral

Referências

ARIOLI, E. E., ANDRIOTTI, J. L. Silva. (2016). Representatividade da amostragem na prospecção geoquímica - CPRM. Recuperado de: <http://rigeo.cprm.gov.br/xmlui/handle/doc/487>. Acesso em: 20/06/2016.

BITENCOURT, M. F. (1983). Geologia, petrologia e estrutura dos metamorfitos da região de Caçapava do Sul, RS. Dissertação de Mestrado. Curso de Pós-Graduação em Geociências, UFRGS. pp. 161.

CAMARA, A. L. (2003). Uso de talco nacional como aditivo adsorvente de piches e materiais pegajosos no processo de fabricação do papel. Dissertação de Mestrado. Curso de Pós-Graduação em Engenharia Metalúrgica e de Minas, UFMG. pp. 48-51.

CAMPOS, L. E. G. (2001). Balanço Mineral Brasileiro. Departamento Nacional de Produção Mineral – DNPM. pp.10.

FABRIS, I. L. (2006). Processamento químico do minério Talco-Silicato de Magnésio visando redução dos compostos de ferro. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química da Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC. pp. 35-38; 58-85.

FONTES, A. V. (2013). Caracterização tecnológica de minério de ferro especularítico. Trabalho de conclusão do curso de Geologia. UFRJ. pp. 7-43.

FUNDAÇÃO CRISTIANO OTTONI. (2016). Apostila do curso de Beneficiamento de Minério. Recuperado de: <http://sistemas.eel.usp.br/docentes/arquivos/1922320/LOM3071/P1.6.

CaracterizacaodeMinerios.pdf>. Acesso em 17/06/2016.

GÓES, M. A. C de., LUZ, A. B da., POSSA, M. V. (2004). Amostragem. Tratamento de Minérios. CENTRO DE TECNOLOGIA MINERAL (CETEM). (4). pp. 44.

GONÇALVES, Í. G. (2009). Determinação da concentração de contaminantes no caolim através da teoria de Kubelka – Munk. Dissertação de Mestrado. Curso de Pós-Graduação em Engenharia de Minas, UFRGS. pp. 5.

GOÑI, J.C., GOSO, H., ISSLER, R. S. (1962). Estratigrafia e Geologia Econômica do Pré-Cambriano e Eopaleozóico Uruguaio e Sul-Riograndense. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. (3).

HALDAR, S. K. (2012). Sampling Methods. Mineral Exploration – Principles and Applications. (7). pp. 128-129.

HECK, N. C. (2016). Notas de Aula. UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Recuperado de: < http://www.ct.ufrgs.br/ntcm/graduacao/ENG06631/Lixiviacao.pdf>. Acesso em: 18/06/2016.

KAHN, H., SANT’AGOSTINO, L.M., TASSINARI, M.M.M.L., ULSEN, C., BRAZ, A.B. (2010). Apatite from alkaline complexes-behavior in mineral processing and characterization techiniques. Beneficiation of Phosphates – Technology Advance and Adoption. 6, pp.60.

LUZ, A.B., SAMPAIO, J.A., ALMEIDA, S.L.M. (2004). Tratamento de Minérios. CETEM.4, pp. 858.

LOPES, C.G. (2012). Proveniência das rochas metassedimentares detríticas do complexo Passo Feio – Terreno São Gabriel, Caçapava do Sul – RS. Trabalho de conclusão do curso de Geologia. UFRGS. pp. 22.

MACHADO, F. B. (2016). UNESP - Universidade Estadual Paulista. Recuperado de: <http://www.rc.unesp.br/museudpm/banco/silicatos/filossilicatos/talco.html>. Acesso em: 17/07/2016.

MONTE, M.B.L., TRIGUEIRO, F.E., PAIVA, P.R.P. (2003). Técnicas e alternativas para a modificação do caulim. Rochas e Minerais Industriais. pp. 32.

NEUMANN, R., SCHENEIDER, C. L., NETO, A. A. (2004). Caracterização Tecnológica de Minérios. CENTRO DE TECNOLOGIA MINERAL (CETEM). (4). pp.55.

NEUMANN, R., SCHENEIDER, C. L., NETO, A. A. (2010). Caracterização Tecnológica de Minérios - CENTRO DE TECNOLOGIA MINERAL (CETEM). (5). pp.85-87.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE PRODUÇÃO MINERAL. (2010). Anuário Mineral Brasileiro. 35, pp.798.

PONTES, I. F., ALMEIDA, S.L.M. (2005). Talco. Rochas & Minerais Industriais – Usos e especificações. CETEM, pp. 607-628.

RIBEIRO, M., BOCCHI, P.R., FIGUEIREDO FILHO, P.M., TESSARI, R.I. (1966). Geologia da Quadrícula de Caçapava do Sul. 127, pp.232.

RIBEIRO, M. (1970). Geologia da folha de Bom Jardim: Rio Grande do Sul- Brasil. In: Boletim: Divisão de Geologia e Mineralogia. 247, pp.1-142.

RODRIGUES, M.L.M., LIMA, R.M.F. (2011). Purificação de resíduos de oficina de artesanato em pedra-sabão por flotação e alvejamento químico. REM: Revista Escola de Minas, 64 (3), pp.353-357.

SAMPAIO, J. A., SILVA, F. A. N. G da. (2007). Determinação das densidades de sólidos e de polpa. Tratamento de minérios – Práticas Laboratoriais. CENTRO DE TECNOLOGIA MINERAL (CETEM). pp.40-45.

SILVA, A. C. (2012). Universidade Federal de Goiás (UFG). Concentração física de minerais. Disponível em: <https://cetm_engminas.catalao.ufg.br/up/596/o/cfm_05.pdf>. Acesso em: 20/06/2016.

SILVA, R. F. (2009). Operações Unitárias I. Recuperado de: <http://www.ebah.com.br/content/ABAAAAtPkAD/flotacao-pdf>. Acesso em: 20/06/2016.

UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. (1998). Projeto Caçapava do Sul: Mapeamento Geológico 1:25.000.

WALKER, T. R. (1967). Formation of red beds in modern and ancient deserts. Geological Society of America Bulletin. 78, pp. 353-368.

WINGE, M. (2016). CPRM - Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais. Recuperado de: <http://sigep.cprm.gov.br/glossario/verbete/anfibolito.htm>. Acesso em: 15/07/2016.

Downloads

Publicado

05/12/2017

Como Citar

Oliveira, T. R. C., & Paiva, M. P. (2017). TECHNOLOGICAL CHARACTERIZATION OF TALC ORE FROM CAÇAPAVA DO SUL, RS-BRAZIL FOR DEVELOPMENT OF A PROCESS ROUTE. HOLOS, 6, 147–161. https://doi.org/10.15628/holos.2017.6600

Edição

Seção

ARTIGOS