O PROEJA INTEGRADO À EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: DESAFIOS, POSSIBILIDADES E PRÁTICAS DOCENTES.

Autores

  • Débora Araújo Faria Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus Caicó.
  • Sandra Maria Assis Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus Caicó.

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2014.1968

Resumo

Este artigo discute o trabalho docente para a educação de jovens e adultos fundamentada em pesquisa de pós-graduação “Stricto Sensu” intitulada “O PROEJA ensino médio- IFRN - Campus Caicó”- causas da desistência e motivos da permanência. Partimos do pressuposto que os ideários neoliberais influenciam na formulação das políticas públicas para a educação profissional, ocasionando novas exigências para o trabalhador docente. Nesse contexto, o PROEJA, precisa contar com docentes conscientes das necessidades do mundo do trabalho, numa perspectiva de formação e qualificação profissional, demandando ações educacionais fundamentadas em princípios epistemológicos que respeitem as dimensões sociais, econômicas e culturais. Assim, o trabalho docente deve se desenvolver em um ambiente que lhe dê oportunidades de elaborar, gerir e executar propostas que possam provocar mudanças que atendam à especificidade do público da educação de jovens e adultos. Para tanto, abordamos a relação que deve existir entre a formação do educador e a construção sócio-histórico-cultural dos jovens e adultos e concluímos afirmando que as entidades públicas integrantes dos sistemas educacionais devem investir no trabalho docente como compromisso real com a inclusão da população de jovens e adultos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Débora Araújo Faria, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus Caicó.

Pedagoga do IFRN - Campus Caicó, mestre em Políticas e Práxis da Educação.

Sandra Maria Assis, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus Caicó.

Professora de História do Ensino Básico Técnico e Tecnológico no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus Caicó. Mestranda em Educação Profissional pelo PPGEP/IFRN.

Referências

ARROYO. M. G. Formar educadoras e educadores de jovens e adultos. Formação de educadores de jovens e adultos / organizada por Leôncio Soares — Belo Horizonte: Autêntica/ SECAD-MEC/UNESCO, 2006.

BARATO, J. N. O saber do trabalho e a formação de docentes. In: REGATTIERI, Marilza e CASTRO, Jane Margareth (Orgs.) Ensino Médio e educação profissional: desafios da integração. Brasília: UNESCO, 2009.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: Texto constitucional promulgado em 5 de outubro de 1988, com as alterações adotadas pelas Emendas Constitucionais n. 1/92 a 64/2010, pelo Decreto n. 186/2008 e pelas Emendas Constitucionais de Revisão n. 1 a 6/94. Brasília: Senado Federal, Subsecretaria de Edições Técnicas, 2010.

BRASIL. Decreto n. 5.840, de 13 de julho de 2006. Institui, no âmbito federal, o Programa Nacional de Integração Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos – PROEJA, e dá outras providências. Brasília, DF, 2006.

BRASIL. Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na modalidade da Educação de Jovens e Adultos. Documento Base, Brasília: Agosto de 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf2/proeja_medio.pdf. Acesso em: 14/03/2012.

CHARLOT, B. Formação de professores: a pesquisa e a política educacional. In: PIMENTA, S. G.; GHEDIN, E. (Orgs). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

DANTAS, M. B. da S., PAIVA, M. de O, BARBOSA JÚNIOR, W. P. O PROEJA no estado do Rio Grande do Norte: possibilidades e limites. Natal: Editora do CEFET, RN, 2007.

FITA, E. C. O professor e a motivação dos alunos. In: TAPIA, J. A.; FITA, E. C. A motivação em sala de aula: o que é como se faz. 4. ed. São Paulo: Loyola, 1999.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 3ª. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FRIGOTTO, G., CIAVATTA, M.; RAMOS, M. A gênese do Decreto n. 5.154/2004: um debate no contexto controverso da democracia restrita. In FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (org.). Ensino médio integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortez Editora, 2005.

KUENZER, A. Z. Ensino médio e profissional: as políticas do Estado neoliberal. São Paulo: Cortez, 1997.

KUENZER, A. Z. Da dualidade assumida à dualidade negada: o discurso da flexibilização justifica a inclusão excludente. Educação e Sociedade, v. 28, p. 1153-1178, 2007.

KUENZER, A.; CIAVATTA, M.; MACHADO, L. R. S. Formação de Professores para Educação Profissional e Tecnológica: Brasília, 26, 27e 28 de setembro de 2006. – Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2008. 304 p. – (Coleção Educação Superior em Debate; v. 8).

KUENZER, A. Z. Formação de Professores para a Educação Profissional e Tecnológica. In: DALBEN, Angela Imaculada Loureiro de Freitas. [ET. AL.]. Convergências e tensões no campo de formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010b.

LIBÂNEO, J. C. Democratização da Escola Pública: A pedagogia crítico-social dos conteúdos. 7. ed. São Paulo: Loyola, 1984.

MOLL, J. Formação de Professores para Educação Profissional e Tecnológica no âmbito da legislação educacional brasileira e do ensino superior no Brasil: Brasília, 26, 27e 28 de setembro de 2006. – Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2008. 304 p. – (Coleção Educação Superior em Debate; v. 8).

MOURA, D. H. Ensino médio integrado na modalidade EJA: financiamento e formação de professores. In: IV Seminário regional de política e administração da educação do nordeste, 2006, natal. Anais do IV Seminário Regional de política e administração da educação do nordeste, 2006.

MOURA, D. H. A formação de docentes para a educação profissional e tecnológica. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica / Ministério da Educação, Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. v. 1, n. 1, (jun. 2008 - ). – Brasília: MEC, SETEC, 2008. Anual.

MOURA, D. H., HENRIQUE, A. L. S. PROEJA: entre desafios e possibilidades. HOLOS - ISSN 1807-1600, Natal: 2012. Disponível em: <http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/ article/view/914>. Acesso em: 27 Mai. 2013.

OLIVEIRA, D. A. Política educacional e a re-estruturação do trabalho docente: reflexões sobre o contexto latino-americano. In. Dossiê: O trabalho docente no contexto latino-americano: algumas perspectivas de análise. Revista Educação e Sociedade, Campinas: v. 28 n. 99 Maio/ Ago. 2007. Disponível em: www.cedes.unicamp.br, acesso: 05/04/10.

OLIVEIRA, M. K. Jovens e adultos como sujeitos de conhecimento e aprendizagem. Trabalho apresentado na XXII Reunião Anual da ANPED, Caxambu, setembro de 1999.

RAMOS, M. N. Implicações Políticas e Pedagógicas da EJA integrada à Educação Profissional. Revista Educação e Realidade. 35(1): 65-85 jan./abr. 2010

SANTOS, M. A. M. T. A produção do sucesso na educação de jovens e adultos: o caso de uma escola pública em Brazilândia. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília, 2007.

SOARES, L. Do direito à educação à formação de educador de jovens e adultos. In: SOARES, L; GIOVANETTI, M. A. Diálogos na Educação de Jovens e Adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

SOLÉ, I. Disponibilidade para a aprendizagem e sentido da aprendizagem. In: Construtivismo na sala de aula. São Paulo: Ática, 2006.

TARDIF, M.; LESSARD, C. O trabalho docente: Elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Trad. João Batista Kreuch. 4. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

Downloads

Publicado

2014-05-15

Como Citar

Faria, D. A., & Assis, S. M. (2014). O PROEJA INTEGRADO À EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: DESAFIOS, POSSIBILIDADES E PRÁTICAS DOCENTES. HOLOS, 2, 123–133. https://doi.org/10.15628/holos.2014.1968