O PROFESSOR E A FORMAÇÃO DOCENTE: A CRIATIVIDADE E AS CRENÇAS EDUCATIVAS ONDE ESTÃO?

I. B. Nuñez, F. A. Santos

Resumo


Este artigo teórico tem o objetivo de refletir sobre a criatividade e as crenças como elementos da formação docente e da atuação profissional do professor. Compreende-se a criatividade como potencialidade humana. Na sociedade contemporânea conforme Torre (2008) descrito como o “Século da criatividade”, a educação básica deverá voltar-se, prioritariamente para o desenvolvimento humano na perspectiva da criatividade. Diante do exposto surge uma questão importante para análise dessa visão sistêmica no contexto de formação docente atual: a formação do professor, aliás, não somente a sua formação, mas o próprio professor e suas crenças, concepções, vivências na perspectiva do ensino criativo estão preparados para lidar com esses desafios, cujos quais visualizam a criatividade como elemento preponderante na formação pedagógica e profissional do professor contemporâneo? Assim sendo, o referido artigo está estruturado no seguinte formato: primeiramente, discutir-se-á a criatividade as crenças como componentes essenciais e intrínsecos à formação docente, mesmo que não tão explícitos nos seus percursos; no segundo momento refletir-se-á a respeito do Paradigma Emergente de Formação (PEF) e o lugar da criatividade e das crenças na formação e atuação docente a partir desta perspectiva teórico-metodológica de formação docente, e por fim, tecer-se-á sobre o processo pedagógico e sua condição de via de mão dupla para o desenvolvimento do potencial criativo do aluno e do professor.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15628/holos.2012.797



 

HOLOS IN THE WORLD