GERENCIAMENTO INTEGRADO DE RESÍDUOS SÓLIDOS E SUA APLICABILIDADE EM PRODUÇÃO DE REFEIÇÕES: UM DIÁLOGO INTERDISCIPLINAR

Autores

  • Cláudia Leite CARNEIRO Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2014.1527

Resumo

O gerenciamento integrado de resíduos sólidos ajustado a normas específicas dos Serviços de Alimentação e Nutrição torna-se uma ferramenta operacional para melhoria na gestão ambiental. Nesta pesquisa, os resíduos produzidos foram caracterizados e classificados de acordo com sua natureza. Como resultado da aplicação do plano, observou-se um expressivo volume de resíduos gerados, uma cultura de desperdício, que agride o meio ambiente e reflete nos custos e gastos de um restaurante universitário. É enfatizada a importância da promoção de ações que permitam a aplicação do Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos para que se alcancem efeitos positivos na instituição nas áreas econômica e ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Cláudia Leite CARNEIRO, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Nutricionista Especialista em Nutrição Clínica Mestre em Engenharia de Produção

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 14004: Sistemas de gestão ambiental: diretrizes gerais sobre princípios, sistemas e técnicas de apoio. Rio de Janeiro, 1996a.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Lei Nº 12.305 de 02 de Agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Disponível em: < http:// www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/lei/11230> Acesso: julho/2010.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 216 de 15 de setembro de 2004. Dispõe sobre o regulamento Técnico de Boas Práticas para o Serviço de Boas Práticas de Alimentação. Diário Oficial da União, Brasília, DF, de 16 de setembro de 2004. Disponível em: <http://elegis.anvisa.gov.br/leisref/public/showAct.php?id=12546> Acesso em: 04 de set, 2009.

KINASZ, Tânia Regina. Reflexão Teórica sobre Gerenciamento de Resíduos Sólidos em Unidade de Alimentação e Nutrição. Revista Nutrição em Pauta, São Paulo, v. 15, p. 56-60, Nov/Dez. 2007.

MENEZES, Ricardo Amaral; MENEZES, Marco Amaral. Considerações sobre o Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos (GIRS). 53. ed. p. 12-17. Out. 1999.

RIBEIRO, Lauro André L L. Avaliação de Barreiras para implementação de um sistema de Gestão Ambiental na UFRGS. In: XXV ENEGEP. Porto Alegre, RS, 29 Out. a 01 Nov., 2005.

TEIXEIRA, Suzana Maria Ferreira Gomes L L. Funcionamento das Unidades de Alimentação e Nutrição. In: _____. Administração aplicada às Unidades de Alimentação e Nutrição. p. 165-219. São Paulo: Atheneu, 1997.

Downloads

Publicado

2014-02-07

Como Citar

CARNEIRO, C. L. (2014). GERENCIAMENTO INTEGRADO DE RESÍDUOS SÓLIDOS E SUA APLICABILIDADE EM PRODUÇÃO DE REFEIÇÕES: UM DIÁLOGO INTERDISCIPLINAR. HOLOS, 1, 68–74. https://doi.org/10.15628/holos.2014.1527

Edição

Seção

ARTIGOS