COMPROMETIMENTO ORGANIZACIONAL: CONFRONTANDO O COMPROMETIMENTO AFETIVO E O INSTRUMENTAL ENTRE TRABALHADORES AUTÔNOMOS E EFETIVOS DE SALÕES DE BELEZA

Autores

  • Daniella Macedo Venâncio Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
  • Ademar Dutra Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL
  • Gabriela Gonçalves Silveira Fiates Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
  • Simone Ghisi Feuerschütte UDESC

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2015.1525

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar as diferenças do comprometimento afetivo e instrumental entre trabalhadores autônomos e efetivos de salões de beleza localizados na grande Florianópolis em Santa Catarina, Brasil. Trata-se de um estudo descritivo e exploratório, de natureza quantitativa e com um corte transversal, envolvendo cinco salões de beleza. A partir dos resultados obtidos percebe-se que, (i) as funções com atividades mais rotineiras, menos desafiantes e que exigem uma menor variedade de habilidades tendem a diminuir o comprometimento do trabalhador; (ii) os maiores índices de comprometimento referem-se a função de depiladora com 6,45 (vínculo efetivo) e esteticista com 5,87 (vínculo autônomo); (iii) trabalhadores autônomos e efetivos apresentam médias de comprometimento organizacional similares, sendo que os autônomos são mais comprometidos afetivamente (5,31) do que os efetivos (5,05); (iv) não existem diferenças estatísticas significativas no grau de comprometimento organizacional afetivo e instrumental entre trabalhadores autônomos e efetivos; e, (v) não é possível generalizar conceitos que possam relacionar comprometimento organizacional com contrato de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Daniella Macedo Venâncio, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Doutoranda Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Mestre em Administração estratégica pela Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL. Graduada em Administração de micro e pequenas empresas pela Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL. Atua como professora na Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL. Pesquisadora nos temas: inovação, gestão estratégia e comportamento organizacional.

Ademar Dutra, Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL

Dr em Engenharia da Produção (UFSC). Atualmente é professor titular da Universidade do Sul de Santa Catarina, Membro de corpo editorial da Revista Contemporânea de Contabilidade (Florianópolis), Revisor de periódico da Revista Contemporânea de Contabilidade (Florianópolis) (1807-1821), Revisor de periódico da Revista de Ciências da Administração (CAD/UFSC), Professor Visitante da Sociedade de Educação Superior Atual, Revisor de periódico da Revista do CCEI, Membro de corpo editorial da Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios (REEN) - UNISUL, Revisor de periódico da Revista de Administração Pública (Impresso), Revisor de periódico da Revista de Administração da UFSM e Revisor de projeto de fomento do Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina.

Gabriela Gonçalves Silveira Fiates, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Professora Adjunta II da Universidade Federal de Santa Catarina no Departamento de Administração/CSE. Além disso, atua como Subcoordenadora no Programa de Pós Graduação em Administração. Seu trabalho está centrado na área de inovação, principalmente relacionado aos seguintes temas: estratégias para mudança e inovação, aprendizagem organizacional, e empreendedorismo. Revisora de periódicos, dentre os principais: RAC Eletrônica, RAUSP - Revista de Administração, RAE - Revista de Administração de Empresas e O&S - Organizações & Sociedade.

Simone Ghisi Feuerschütte, UDESC

Professora Associada da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), no Centro de Ciências da Administração e Sócio-Econômicas (ESAG). Graduada em Serviço Social pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL), é Mestre em Administração e Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina. Tem curso de Especialização em Administração e Planejamento de Bem Estar Social (PUC/RS) Suas disciplinas em nível de graduação e mestrado são: Administração de Recursos Humanos, Desenvolvimento de Lideranças (Graduação em Administração Pública); Pesquisa em Administração, Seminário de Dissertação, Subjetividade nas Organizações, Gestão Estratégica de Pessoas (Mestrado Profissional e Mestrado Acadêmico em Administração). Seus interesses em pesquisa são: gestão de pessoas; competências; cultura e mudança organizacional; comportamento humano, subjetividade e gestão.

Referências

ALLEN, N.J.; MEYER, J.P. A three-component conceptualization of organizational commitment in Human. Resource Management Review, v. 69, n. 3, p.61-89, 1991.

ABHIPEC ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE HIGIENE PESSOAL, PERFUMARIA E COSMÉTICOS. (2011). Panorama do Setor 2010-2011. São Paulo, n 12, 2011.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO DE ARTIGOS DE HIGIENE PESSOAL E BELEZA. O MERCADO DA BELEZA BRASILEIRO. Disponível em: http://www.anabel.org.br/?id=aanabel Acesso em: 15 jul 2012.

BARBETTA, P. A. Estatística aplicada às ciências sociais. Florianópolis, UFSC, 2004.

BASTOS, A.V.B. Comprometimento organizacional: um balanço dos resultados e desafios que cercam essa tradição de pesquisa. Revista de Administração de Empresas, v. 33, n. 3, p. 52-64, 1993.

BASTOS, A.V.B. Comprometimento no trabalho: a estrutura dos vínculos do trabalhador com a organização, a carreira e o sindicato. Tese (Doutorado). Departamento de Psicologia da Universidade de Brasília, 1994.

BASTOS, A.V.B. Cognição nas Organizações de Trabalho. In: Zanelli, J.C., Borges-Andrade, J.E.; Bastos, A.V.B. (org.) Psicologia, organizações e trabalho e no Brasil. Porto Alegre: Artmed, 2004.

BASTOS, A.V.B.; MENEZES, I.G. Bases sociológicas, antropológicas e psicológicas do comprometimento organizacional. Psicologia em Revista, Belo Horizonte, n., p.200-215, 2009.

BASTOS, A.; ROWE, D. Vínculos com a Carreira e Produção Acadêmica: comparando docentes de IES públicas e privadas em Revista de Administração Contemporânea - RAC, v. 14, n.6, p. 1011-1030, 2010.

BECKER, H.S. Notes on the concept of commitment. American Journal of Sociology, v. 32, p.341-347, 1969.

BORGES-ANDRADE, J.E., AFANASIEF, R.S.; SILVA, M.S. Mensuração de comprometimento organizacional em instituições públicas. In: Reunião Anual de Psicologia, 19, Ribeirão Preto. Anais... Ribeirão Preto: Sociedade de Psicologia de Ribeirão Preto, p. 236, 1989.

BORGES-ANDRADE, J,E. Conceituação e mensuração de comprometimento organizacional. In: Reunião Anual de Psicologia, 23, Ribeirão Preto. Anais tema em psicologia, v, 2, n.1, Ribeirão Preto, , p. 37-47, 1994.

COHEN, A. Multiple Commitments in workplace: na inegrative approach. Mahwah, New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, 2003.

COOPER-HAKIM, A.; VISWESVARAM, C. The construct of work commitment: Testing an integrative framework. Psychological Bulletin, 131(2), p. 241-259, 2005.

COSTA, F. Múltiplos Comprometimento no Trabalho: identificando padrões no trabalho e explorando antecedentes entre trabalhadores de organizações agrícolas. 179 f. Dissertação (Mestrado) - UFBA, Salvador, 2005.

COSTA, F.M.; BASTOS, A.V.B. Múltiplos comprometimentos no trabalho: um estudo entre trabalhadores de organizações agrícolas do polo de fruticultura irrigada de Juazeiro/Petrolina. Revista de Administração Ufsm, p.280-297, 2009.

HREBINIAK, L.; ALLUTO, J. Personal and role-related factors in the development of organizational commitment. Administrative Science Quarterly, v. 17, p. 555-573, 1972.

KELMAN, H. Compliance, Identification, and Internalization: Three Processes of Attitude Chang. Journal Of Conflict Resolution, California, p.51-60. (1958).

LEITE, C.F.F. O comprometimento organizacional na gestão pública: Um estudo de caso em uma universidade estadual. 214f. Dissertação (mestrado) – Escola de Administração, Universidade Federal da Bahia – UFBA, Vitória da Conquista, 2004.

MATHIEU, J.E.; ZAJAC, D.M. A review and meta-analysis of the antecedents, correlates, and consequences of organizational commitment. Psychological Bulletin, v.108, n.2, p. 171-194, 1990.

MEDEIROS, C.A.; ENDERS, W. T. Validação do modelo de conceitualização de três componentes do comprometimento organizacional de Meyer e Alleb: um estudo dos padrões de comprometimento organizacional e suas relações com a performance no trabalho. In: Encontro da ANPAD, 21. Rio das Pedras. Anais. Rio das Pedras: ANPAD, 1997. CD-ROOM, 1997.

MEDEIROS, C.A Comprometimento Organizacional, características pessoais e performance no trabalho: um estudo dos padrões de Comprometimento Organizacional. 157 f. Dissertação de Mestrado. Centro de Ciências Sociais Aplicadas da UFBA, Natal, 1997.

MEDEIROS, C.A.; ALBUQUERQUE, L.G.; SIQUEIRA, M.; MARQUES, G. M. Comprometimento Organizacional: Um Estudo Exploratório de Seus Múltiplos Componentes. In: Encontro da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração, 27, Atibaia. Anais... ENAPAD: Atibaia. P.45-55, 2003.

MELCHOR, P. Novas regras para prorrogação dos contratos de trabalho temporário”. Disponível em: http://natal.sp.sebrae.com.br/prorrogacao_contrato_trabalho.asp . Acesso em 15 out, 2012.

MENDES, V.L.; ZATTI, M.L. Comprometimento Organizacional na Área Hospitalar e Vínculos Empregatícios. In: ENCONTRO ANUAL DA ANPAD, 21, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD. 1 CD-ROOM, 2007.

MENEZES, I. G. Comprometimento organizacional: construindo um conceito que integra atitudes e intenções comportamentais. 203 f. Tese (doutorado) da Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

MEYER, J.P; ALLEN, N.J. Commitment in the workplace: Theory, research, and application. Thousand Oaks: Sage Publications, 1997.

MEYER, J.P.; IRVING, G.; ALLEN, N.J. Examination of the combined effects of work values and early work experiences on organizational commitment. Journal of Organizational Behavior, v.19, n.2, p. 29-52, 1998.

MEYER, J.P.; STANLEY, D.; HERCSOCOVICH, L.; TOPOLNYTSKY, L. Affective, Continuance and Normative Commitment to the Organization: A Meta-analysis of Antecedents, Correlates, and Consequences. Journal of Vocational Behavior ,v. 61, n.1, p. 20-52, 2002.

MOSCON, D. B. Teorias implícitas de trabalhador comprometido e estratégias cotidianas de gestão: uma análise qualitativa. 121 f. Dissertação. Mestrado em Administração – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

MOWDAY, R.; STEERS, R.; PORTER, L. The measurement of organizational commitment. Journal of Vocational Behavior, v.14, n.19, p.224-247, 1979.

MOWDAY, R.; STEERS, R.; PORTER, L. Employee-organization linkages: The psychology of commitment, absenteeism, and turnover. New York: Academic Press, 1982.

NASCIMENTO, A.M. Curso de Direito do Trabalho. São Paulo: Saraiva, 2010.

RITZER, G.; TRICE, H. An empirical study of Howard Becker's side-bet theory. Social Forces, v. 47, p. 475-479, 1969.

SINBEL, Sindicato Dos Institutos de Beleza e Cabeleireiros de Senhoras do Rio de Janeiro. Condições de trabalho dos integrantes da categoria para o período de 2010. Disponível em: <http://www.sinbel.com.br/diversos23.htm>. Acesso em: 01 dez, 2012.

SIQUEIRA, M.M.M. Comprometimento organizacional afetivo, calculativo e normativo: evidências acerca da validade discriminante de três medidas brasileiras. In: Encontro da ANPAD, 25, Campinas. Anais... Campinas: ENANPAD. CD-ROOM, 2001.

SIQUEIRA, M.M.M.; GOMIDE J.S. Vínculos do indivíduo com o trabalho e com a organização. In: ZANELLI J.C.; BORGES-ANDRADE J.E.; BASTOS A.V.B. (Orgs.), Psicologia, organizações e trabalho no Brasil, São Paulo: Artmed. p. 144-301, 2004.

SOLDI, R.M. O comprometimento organizacional de trabalhadores terceirizados e efetivos: Um estudo comparativo em uma empresa de telefonia. 147 f. Dissertação (Mestrado em Administração) Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.

TAMAYO, Á.; SOUZA, M.G.S,; VILAR, L.S; RAMOS, J.L; ALBERNAZ, J.V, FERREIRA, N.P. Prioridades axiológicas e comprometimento organizacional em Psicologia: teoria e pesquisa, v. 17, n.1, p. 27-35, 2001.

THOMPSON, C.; KOPELMAN, R.; SCHRIESHEIM, C. Putting All One. Journal of Applied Psychology, n.5, p. 738-743, 1992.

ZANELLI, J.C.; SILVA, N. Interação humana e gestão: a construção psicossocial das organizações de trabalho. São Paulo, 2008.

Downloads

Publicado

18/04/2015

Como Citar

Venâncio, D. M., Dutra, A., Fiates, G. G. S., & Feuerschütte, S. G. (2015). COMPROMETIMENTO ORGANIZACIONAL: CONFRONTANDO O COMPROMETIMENTO AFETIVO E O INSTRUMENTAL ENTRE TRABALHADORES AUTÔNOMOS E EFETIVOS DE SALÕES DE BELEZA. HOLOS, 2, 169–182. https://doi.org/10.15628/holos.2015.1525

Edição

Seção

ARTIGOS