UM ESTUDO COMPARATIVO ENTRE BANCO DE DADOS ORIENTADO A OBJETOS, BANCO DE DADOS RELACIONAIS E FRAMEWORK PARA MAPEAMENTO OBJETO/RELACIONAL, NO CONTEXTO DE UMA APLICAÇÃO WEB

Autores

  • Manoel Marisergio Alves de Oliveira UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO - UFERSA
  • Danilo Gomes Carlos UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO - UFERSA
  • Antonio Raimar do Vale Oliveira e Sousa UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO - UFERSA
  • Angelica Feliz de Castro UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO - UFERSA

DOI:

https://doi.org/10.15628/holos.2015.1153

Resumo

Os bancos de dados relacionais são fortemente utilizados em sua forma direta, ou seja, a aplicação interagindo diretamente com o driver do SGBD, pois os mesmos há muito tempo vêm comprovando aspectos importantes, como confiabilidade e integridade dos dados, porém alguns frameworks oferecem, além disso, outras vantagens, sendo a mais importante a portabilidade entre os SGBDS. Por outro lado, os bancos de dados orientados a objetos oferecem maior agilidade e facilidade na modelagem dos dados. Neste artigo será apresentado um estudo de caso entre o uso de banco de dados relacionais puros, banco de dados relacionais com frameworks e banco de dados orientado a objeto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Manoel Marisergio Alves de Oliveira, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO - UFERSA

Graduando em Ciências da Computação pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA; Professor do Instituto Centro de Ensino Tecnológico - CENTEC.

Angelica Feliz de Castro, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO - UFERSA

Professora Dra. do Curso de Graduação do Curso de Ciência da Computação da UFERSA e do Mestrado em Ciência da Computação , parceria UFERSA-UERN.

Referências

BOSCARIOLI, Clodis; BEZERRA, Anderson; BENEDICTO, Marcos de; DELMIRO, Gilliard.

Uma reflexão sobre Banco de Dados Orientados a Objetos. Disponível em: <http://conged.deinfo.uepg.br/artigo4.pdf>. Acesso em: 14 Out. 2012.

CODD, T. (1970). A Relational Model of Data for Large Shared Data Banks. Communications of the ACM, Vol. 13, No. 6, June 1970.

DATE, C. J. Uma Introdução a Sistemas de Banco de Dados. 8. ed. Traduzido por Daniel Vieira. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

DB4O. DB4Objects. Disponível em: http://www.db4o.com/portugues/>. Acesso em: 21 Out. 2012.

FAYAD, Mohamed; SCHIMIDT, Douglas C. Object - oriented application frameworks, New York, ACM, 1997 38p

Glassfish. Site oficial.

Disponível em:

http://glassfish.java.net/>. Acesso em: 07 Out. 2012.

Hibernate. Site oficial.

Disponível em: <http://www.hibernate.org/>. Acesso em: 15 Out. 2012.

MACHADO, Felipe Nery Rodrigues. BANCO DE DADOS: Projeto e Implementação. 2. ed. São Paulo: Érica Ltda, 2008.

MySQL. Site oficial. Disponível em: <http://www.mysql.com/>. Acesso em: 18 Out. 2012.

SILBERSCHATZ, Abraham; KORTH, Henry F; SUDARSHAN, S. Sistema de banco de dados. 5. ed.

Traduzido por Daniel Vieira. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006

Downloads

Publicado

18/02/2015

Como Citar

Oliveira, M. M. A. de, Carlos, D. G., Sousa, A. R. do V. O. e, & Castro, A. F. de. (2015). UM ESTUDO COMPARATIVO ENTRE BANCO DE DADOS ORIENTADO A OBJETOS, BANCO DE DADOS RELACIONAIS E FRAMEWORK PARA MAPEAMENTO OBJETO/RELACIONAL, NO CONTEXTO DE UMA APLICAÇÃO WEB. HOLOS, 1, 182–198. https://doi.org/10.15628/holos.2015.1153

Edição

Seção

ARTIGOS