VARIABILIDADE DA PRECIPITAÇÃO E DO NÚMERO DE DIAS COM CHUVAS DE DUAS CIDADES DISTINTAS DA PARAÍBA

Júlio Mannuel Tavares Diniz

Resumo


Na região Nordeste do Brasil é característica a significativa variabilidade espacial e temporal da precipitação pluvial, proveniente da atuação de diferentes sistemas meteorológicos. Em determinadas localidades do estado da Paraíba são comuns a ausência de chuvas durante períodos prolongados, ocasionando graves problemas para a sociedade e para os ecossistemas naturais. Neste sentido, o presente trabalho tem como objetivo a avaliação da precipitação e do número de dias com chuvas observados em duas cidades distintas da Paraíba. Os dados utilizados foram fornecidos pelo Instituto Nacional de Meteorologia e são provenientes de observações realizadas entre os anos de 2002 e 2011. A partir da análise dos resultados, verificou-se que o total de chuvas anuais e mensais observado em João Pessoa é bastante superior ao de Campina Grande. Em ambas as localidades, as chuvas apresentaram-se mais abundantes e regulares no primeiro semestre do ano, com valores máximos em torno do mês de Junho.

Texto completo:

PDF

Referências


Ahrens, C.D. 2001. Essentials of Meteorology: An Invitation to the Atmosphere. 3ª Ed. Brooks Cole, New York, USA. 463 p.

Arai, F.K., Pereira, S.B., Gonçalves, G., Daniel, O., Peixoto, P., Vitorino, A.C.T. 2009. Espacialização da precipitação pluvial na Bacia do Rio Dourados. In: Congresso brasileiro de ciência do solo. Anais... Fortaleza, Brasil.

Ayoade, J.O. 1996. Introdução a climatologia para os trópicos. 4ª Ed. Bertrand Brasil, Rio de Janeiro, Brasil. 332 p.

Chiaranda, R., Rizzi, N.E., Colpini, C., Soares, T.S., Silva, V.S.M. 2012. Análise da precipitação e da vazão da bacia do Rio Cuiabá. Revista Brasileira de Ciências Agrárias 7: 117-122.

Crespo, A.A. 2002. Estatística fácil. 17ª Ed. Saraiva, São Paulo, Brasil. 224 p.

Kokoska, S. 2012. Introdução à estatística. LTC, Rio de Janeiro, Brasil. 744 p.

Larson, R., Farber, B. 2004. Estatística aplicada. 2ª Ed. Prentice Hall, São Paulo, Brasil. 476 p.

Lucena, D.B., Gomes Filho, M.F., Servain, J. 2011. Avaliação do impacto de eventos climáticos extremos nos Oceanos Pacífico e Atlântico sobre a estação chuvosa no nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Meteorologia 26: 297-312.

Nobre, C.A., Molion, L.C.B. 1988. The climatology of drought prediction. Kluwer Academic Publishers, Norwell, USA.

Pereira, E.R.R., Freitas, J.C., Andrade, A.R.S., Macedo, M.L.A., Silva Neto, M.F. 2012. Variabilidade do número de dias de chuva no estado de Alagoas. Revista Brasileira de Tecnologia Aplicada nas Ciências Agrárias 5: 7-26.

Silva, S.A., Lima, J.S.S., Bottega, E.L. 2011. Variabilidade espacial da precipitação pluviométrica para o Estado do Espírito Santo utilizando métodos multivariados. Revista Brasileira de Ciências Agrárias 6: 703-709.

Silva, V.P.R., Pereira, E.R.R., Azevedo, P.V., Sousa, F.A.S., Sousa, I.F. 2011. Análise da pluviometria e dias chuvosos na região Nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 15: 131–138.

Silva, F.A.S., Rao, T.V.R. 2002. Regimes pluviais, estação chuvosa e probabilidade de ocorrência de veranicos no Estado do Ceará. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 6: 453-459.

Spiegel, M.R. 1993. Estatística. 3ª Ed. Makron Books, São Paulo, Brasil. 643 p.

Thurman, P.W. 2012. Estatística. Saraiva, São Paulo, Brasil. 232 p.

Varejão-Silva, M.A. 2001. Meteorologia e Climatologia. 2ª Ed. Gráfica e Editora Pax, Brasília, Brasil. 532 p.

Vianello, R.L. 1991. Meteorologia básica e aplicações. 1ª Ed. Imprensa Universitária, Viçosa, Brasil. 449 p.

Yamazaki, Y., Rao, V.B. 1977. Tropical cloudiness over the South Atlantic Ocean. Journal Meteorological Society of Japan 55: 205-207.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2013.1291



 

HOLOS IN THE WORLD