AVALIAÇÃO NA/DA EDUCAÇÃO INFANTIL: DISCUTINDO O ITINERÁRIO DE UM PROJETO VIVIDO

Autores

  • Risalva Alves Brazão de Azevedo Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Lêda de Cássia Garção Moura Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Geraldo Vicente da Silva Universidade Estadual do Ceará (UECE) https://orcid.org/0000-0002-3394-6834

DOI:

https://doi.org/10.15628/geoconexes.2023.15754

Palavras-chave:

avaliação formativa, avaliação da/na educação infantil, formação continuada, práxis.

Resumo

A avaliação da/na aprendizagem é uma temática que permeia as práticas pedagógicas desde o início da vida escolar da criança. Isso requer, assim, do profissional da Educação Infantil dinamismo no movimento praxiológico, a partir das práticas vivenciadas no ambiente escolar e das suas construções teóricas. Este artigo traz como problema: buscar entender como acontece o processo de avaliação formativa da/na Educação Infantil. Nosso objetivo é refletir sobre o processo de avaliação formativa processual a partir de uma prática de um projeto didático, em uma escola da rede municipal localizada em uma comunidade rural municipal de São José de Mipibu/RN, com crianças de três anos de idade. A referida discussão é produto do curso de formação continuada Avaliação a Serviço da Aprendizagem, que está fundamentado em autores e documentos legais tais como Luckesi (2011, 2012, 2018), Barbosa e Horn (2008), Black et al. (2018), Dahlberg, Moss e Pence (2003), Oliveira (2020), Silva e Moreira (2022), bem como a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9394/1996), as Diretrizes Curriculares para Educação Infantil (Brasil, 2010) e a Base Nacional Comum Curricular para Educação Infantil (Brasil, 2017). O curso subsidiou as reflexões teóricas em consonância com a prática, a qual se deu por meio do projeto desenvolvido. Acreditamos que a práxis possibilitou o alcance do propósito de promover aprendizagem e, ao mesmo tempo, realizar o processo avaliativo processual, portanto, formativo e em contexto.

Biografia do Autor

Risalva Alves Brazão de Azevedo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2006) e pós-graduação no ensino da língua portuguesa e matemática na perspectiva transdisciplinar pelo IFRN (2013) e em Mídias na Educação pela UERN (2022). Atualmente, cursando mestrado no Programa de Pós-graduação em Educação, na linha de pesquisa Educação, Currículo e práticas pedagógicas pela UFRN. É professora da educação infantil na Prefeitura Municipal de São José de Mipibu/RN e coordenadora pedagógica na rede municipal de Parnamirim/RN. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em ensino-aprendizagem, coordenação pedagógica e gestão. Atua nos órgãos colegiados das escolas onde atua e é membro do Conselho Municipal de Educação de São José de Mipibu e do Fórum da Educação Infantil do RN (FEIRN).

Lêda de Cássia Garção Moura, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2009), Especialização em Literatura e Ensino pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (2013) e Especialização em Educação Infantil pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Atualmente, cursa mestrado em Educação na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. É professora de Educação Infantil do município de Parnamirim. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino-Aprendizagem, atuando principalmente nos seguintes temas: dificuldades de aprendizagem, alfabetização, aprendizagem e Educação infantil.

Geraldo Vicente da Silva, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Possui Mestrado em Ensino e Formação Docente pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE em cooperação com a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB (2021), especialização em Alfabetização e Neurociências: Interfaces na Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN (2019), especialização em Atendimento Educacional Especializado - AEE pela Universidade Federal do Ceará - UFC e graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (2003). Possui experiência na área de Educação como professor do Ensino Fundamental anos iniciais e finais e Ensino Médio; Formador de programas Federais como: PCNs em Ação, Pró-Letramento, Gestar II, Proinfantil, Programa de Correção de Fluxo - Alfa e Beto; Supervisor de programas de Jovens e Adultos como Brasil Alfabetizado - Federal, Tecendo o Saber e Telecurso 2000 - Fundação Roberto Marinho/Natal, dentre outros com temas na área de: letramento, leitura, escrita, avaliação, aprendizagem, projeto político pedagógico e proposta curricular. Participante do Grupo de Pesquisa em Educação (GPEDUC) - linha: Educação, Currículo e Ensino; Avaliação Educacional vinculado ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE (Caucaia). Membro da Associação Brasileira de Avaliação Educacional - ABAVE.

Referências

BARBOSA, M. C. S.; HORN, M. da G. S. Projetos pedagógicos na Educação Infantil. Porto Alegre: Artmed, 2008.

BLACK, P. et al. Trabalhando por dentro da caixa preta: avaliação para a aprendizagem na sala de aula. Cadernos Cenpec, São Paulo, v. 8, n. 2, 2018. Disponível em: https://cadernos.cenpec.org.br/cadernos/index.php/cadernos/article/view/445. Acesso em: 27 mar. 2023.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 21 dez. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEB, 2009.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular: Educação Infantil. Brasília, DF: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 27 mar. 2023.

CANAL SM EDUCAÇÃO. Avaliação da aprendizagem. [vídeo online]. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=JqSRs9Hqgtc. Acesso em: 12 dez. 2022.

DAHLBERG, G.; MOSS, P.; PENCE, A. Qualidade na Educação Infantil. Porto Alegre: Artmed, 2003.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (Coleção Leitura).

HOFFMANN, J. A avaliação a serviço da aprendizagem. Porto Alegre: Mediação, 2008.

MARX, K. Manuscritos econômico-filosóficos de 1844. Petrópolis: Vozes, 2022. (Vozes de Bolso).

OLIVEIRA, Z. R. de. Currículo na Educação Infantil: diálogo com os demais elementos da proposta pedagógica. São Paulo: Cortez, 2012.

OLIVEIRA, Z. R. de. Educação Infantil: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2020.

OLIVEIRA-FORMOSINHO, J.; PASCAL, C. Documentação pedagógica e avaliação na Educação Infantil: um caminho para a transformação. Porto Alegre: Penso Editora, 2019. p.26-32.

REGISTROS pessoais em diário da professora titular. Diário de classe. 2022.

SILVA, G. V. da; MOREIRA, P. E. E. A avaliação a serviço da aprendizagem: módulo I. Natal: Caule de Papiro, 2022.

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

Downloads

Publicado

21-11-2023

Como Citar

AZEVEDO, Risalva Alves Brazão de; MOURA, Lêda de Cássia Garção; SILVA, Geraldo Vicente da. AVALIAÇÃO NA/DA EDUCAÇÃO INFANTIL: DISCUTINDO O ITINERÁRIO DE UM PROJETO VIVIDO. Geoconexões, [S. l.], v. 2, n. 16, p. 119–134, 2023. DOI: 10.15628/geoconexes.2023.15754. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/geoconexoes/article/view/15754. Acesso em: 23 abr. 2024.

Edição

Seção

NÚMERO ESPECIAL: Educação Popular e suas interfaces com a ressignificação do ensino e da aprendizagem