O E-LUGAR E AS DESIGUALDADES NO USO DA CIDADE DIGITAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/geoconexes.2022.13581

Palavras-chave:

Desigualdade Geográfica, Paisagem Digital, Celular Multifuncional e Cidade Digital.

Resumo

A cidade digital é uma realidade, principalmente nos grandes centros metropolitanos do país. Conhecer as suas dinâmicas de produção é poder oferecer possibilidades para o enfrentamento das desigualdades do uso da cidade, bem como conhecer as características da vida cotidiana nesta etapa do capitalismo. A prática da vida cotidiana é o que se chama nesta reflexão de lugar, isto é, uma ação humana. O processo de digitalização da vida traz novos desafios metodológicos, apreciar os novos hábitos e costumes da geração digital é o primeiro passo para se compreender o uso da cidade do presente. Essa complexidade vivenciada pela violência da informação que implode as mídias digitais diariamente tem sido estudada a partir dessa dimensão do lugar. Que é considerada como um tempo geográfico, ação humana, um verbo da geografia em lidar com o presente e o futuro. Compreender a prática cotidiana dos lugares pode contribuir na ampliação da consciência e no sentido dos usos do território com plenitude existencial.

Biografia do Autor

Markelly Fonseca de Araújo, Doutora em Geografia Humana (USP)

Doutora em Geografia Humana pela USP. Mestre em Geografia Humana pela USP. Geógrafa pela UFRN. Cientista e professora.

Referências

CHOMSKY Noam. Mídia: propaganda política e manipulação. Tradução de Fernando Santos. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2015. Título original: Media control Copyright ©2002

DA EMPOLI, Giuliano. Os engenheiros do caos. Tradução de Arnaldo Bloch. São Paulo: Vestígio, 2019.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O anti-Édipo: capitalismo e esquizofrenia 1. 2. ed. 2. reimp. Tradução de Luiz B. L. Orlandi. São Paulo: Editora 34, 2011. Título original: L’Anti-Edipe: capitalisme et schizophénie 1 [Copyright ©1972]

FLUSSER, Vilém. Natural:mente: vários acessos ao significado de natureza. São Paulo: Annablume, 2011. 1ª Edição: 1979.

FLUSSER, Vilém. O mundo codificado: por uma filosofia do design e da comunicação. Tradução de Raquel Abi-Sâmara. São Paulo: Ubu, 2017. [Seleção de textos diversos].

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. 42. ed. Tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis-RJ: Vozes, 2014. Título original Surveiller et punir Copyright ©1975

HEIDEGGER, Martin. Ser e tempo. 10. ed. 4. reim. Tradução revisada de Márcia Sá Cavalcante. Petrópolis: Vozes, 2015. Título original Sein und zeit Copyright ©1986

LIPOVETSKY, Gilles; SERROY, Jean. A estetização do mundo: viver na era do capitalismo artista. Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Companhia das Letras, 2015. Título original: L’Esthétisation du monde: Vivre à l’âge du capitalisme artiste.

LOJKINE, Jean. O estado capitalista e a questão urbana. Tradução de Estela dos Santos Abreu. São Paulo: Martins Fontes, 1981. 337p. Título original: Le marxisme, l’État et la question urbaine.

MOCELLIN, Alan Delazeri. Lugares, não-lugares, lugares virtuais, Em Tese, v.6, n.3, jan./jul. de 2009. p. 77-111

RAFFESTIN, Claude. Por uma geografia do poder. Tradução de Maria Cecília França. São Paulo: Ártica, 1993. Título original: Pour une géographie du pouvoir

SANTOS, Milton. A cidade e o urbano como espaço-tempo. In: FERNANDES, Ana; GOMES, Marco Aurélio A. de Filgueiras. Cidade e história: modernização das cidades brasileiras nos séculos XIX e XX. Salvador: Faculdade de Arquitetura (UFBA), 1992. p. 241-244

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4. ed. 5. reimp. São Paulo: Edusp, 2009. 388 p. (1. ed. 1996) Coleção Milton Santos

SANTOS, Milton. A urbanização brasileira. 5. ed. 2. reimpr. São Paulo: Edusp, 2009. 1. ed. 1993 Coleção Milton Santos

SANTOS, Milton. Da totalidade ao lugar. 1. reimpr. São Paulo: Edusp, 2008. 1. ed. 2005 Coleção Milton Santos

SANTOS, Milton. Espaço e método. São Paulo: Nobel, 1985. 88 p. (coleção espaços).

SANTOS, Milton. Metamorfoses do espaço habitado: fundamentos teóricos e metodológicos da geografia. 6. ed. 2. reimpr. São Paulo: Edusp, 2014. 136p. (1. ed. 1988). Coleção Milton Santos

SANTOS, Milton. Metrópole corporativa e fragmentada: o caso de São Paulo. 2. ed. São Paulo: Edusp, 2009. 129p. (1. ed. 1990). Coleção Milton Santos

SANTOS, Milton. O retorno do território. In: SANTOS, Milton; SOUZA, Maria Adélia A. de; SILVEIRA, Maria Laura (Org.). Território: Globalização e fragmentação. São Paulo: Hucitec, 1994. p.15-20

SANTOS, Milton; SILVEIRA, Maria Laura. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. Rio de Janeiro/São Paulo: Record, 2001.

SOUZA, Maria Adélia A. de. Geografias das desigualdades: globalização e fragmentação. In: SANTOS, Milton; SOUZA, Maria Adélia A. de; SILVEIRA, Maria Laura (Org.). Território: Globalização e fragmentação. São Paulo: Hucitec, 1994. p.21-28

SOUZA, Maria Adélia Aparecida de. Pedagogia cidadã e tecnologia da informação: um projeto piloto para a periferia sul da cidade de São Paulo. In: RIBEIRO, Ana Clara Torres. Repensando a experiência urbana da América Latina: questões, conceitos e valores. Buenos Aires: Clacso, 2000.

SOUZA, Maria Adélia Aparecida de; SILVA NETO, Manoel Lemes da; GERTEL, Sérgio. Avaliação & Perspectivas. 1982. Ciências sociais aplicadas. (66. Urbanismo). SEPLAN Secretaria de Planejamento. CNPq, Brasília, 1983.

Downloads

Publicado

22-11-2022

Como Citar

DE ARAÚJO, M. F. O E-LUGAR E AS DESIGUALDADES NO USO DA CIDADE DIGITAL. Geoconexões, [S. l.], v. 1, n. 13, p. 21–39, 2022. DOI: 10.15628/geoconexes.2022.13581. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/geoconexoes/article/view/13581. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos