GEOGRAFIA DO ENSINO MÉDIO: aprendendo conceitos geográficos através da construção de maquetes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/geoconexoes.2020.8935

Palavras-chave:

Aprendizagem, Cartografia, Espaço geográfico.

Resumo

O objetivo deste trabalho é mostrar o processo de construção de maquetes para o ensino de conceitos geográficos. Baseia-se nos resultados de um projeto de ensino desenvolvido no Instituto Federal Farroupilha, com estudantes do Ensino Médio Integrado. Com metodologia assentada em oficinas pedagógicas, as orientações privilegiaram a confecção do plano tridimensional e revisão da parte conceitual básica sobre mapa, escalas, legendas e generalizações cartográficas. Houve atenção especial aos conteúdos procedimentais e atitudinais. Salienta-se como resultado o aprendizado mais consistente dos conceitos geográficos à medida que foram espacializados, tornando-se palpáveis e “próximos” dos estudantes, dando-lhes mais segurança à sua compreensão. As equipes de trabalho geraram aprendizados coletivos em uma atividade teórico-prática de contato com técnicas de representação amplamente utilizadas no meio civil e militar, com áreas do conhecimento como engenharia, arquitetura e informática. Assim, a maquete como recurso didático serviu para ensinar e aprender durante o seu processo de construção, e não apenas depois de concluída. Por possibilitar a visualização do espaço em um modelo reduzido e simplificado dos principais elementos que se quisera representar, as maquetes tornam-se um meio para organizar o conhecimento, facilitando o ensino ao docente e a aprendizagem ao estudante.

Biografia do Autor

ARTHUR BRENO STÜRMER, IFAL / UFSM

Doutorando em Geografia - UFSM.

Mestre em Desenvolvimento Regional - UESC.

Docente do Instituto Federal de Alagoas - IFAL

Referências

ALMEIDA, R. D. de. Do desenho ao mapa: iniciação cartográfica na escola. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2003. (Caminhos da Geografia)

CAVALCANTI, L. de S. Ensino de geografia e diversidade: construção de conhecimentos geográficos escolares e atribuição de significados pelos diversos sujeitos do processo de ensino. In: CASTELLLAR, S. (Org.). Educação geográfica: teorias e práticas docentes. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2012. p. 66-78. (Novas abordagens. GEOUSP; v. 5)

IFFAR. Mostra Regional de Ciências: Apresentação da Mostra de Ciências. Disponível em: <http://mostra.fw.iffarroupilha.edu.br/2018/sobre>. Acesso em: 27 ago. 2019.

LESTEGÁS, F. R. Propostas para uma didática do espaço urbano: um enfoque crítico e construtivista. In: BARBERÀ, E. et al. O construtivismo na prática. Trad. Magda S. Chaves. Porto Alegre: Artmed, 2004. p. 103-115. (Col. Inovação pedagógica; v. 9)

NOGUEIRA, V.; CARNEIRO, S. M. M. Educação geográfica e formação da consciência espacial-cidadã. Curitiba: Ed. UFPR.

SUNAGA, A. Crie mapas 3D em realidade aumentada. Publicado em 17 de agosto de 2019. Vídeo-aula, 2’18”. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=575PCeigf2I&feature=youtu.be>. Acesso em: 27 ago. 2019.

Downloads

Publicado

02-12-2020

Como Citar

STÜRMER, A. B. GEOGRAFIA DO ENSINO MÉDIO: aprendendo conceitos geográficos através da construção de maquetes. Geoconexões, [S. l.], v. 1, p. 32–40, 2020. DOI: 10.15628/geoconexoes.2020.8935. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/geoconexoes/article/view/8935. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos