O SHOW DO BIS: UMA DINÂMICA GEOGRÁFICA PARA REVISÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15628/geoconexoes.2018.7968

Palavras-chave:

Dinâmica Geográfica. Show do Bis. Geografia Escolar

Resumo

Falar da geografia escolar atual, é analisar o papel do professor frente as barreiras e as dificuldades do processo de ensino e da aprendizagem discente. Assim, o presente trabalho trata de um relato de experiência em que busca mostrar o passo a passo de uma estratégia pedagógica, através da dinâmica geográfica “Show do Bis” (semelhante ao jogo televisivo Show do Milhão), em que objetiva ser aplicada em períodos de avaliações. A escolha por essa temática está na necessidade do docente em propor meios didáticos pautados na cooperação, participação e construção de uma aprendizagem significativa. Bem como, traga ao educando um novo olhar para a disciplina de geografia, quebrando assim, os preceitos tradicionais que estes atores sociais têm pela essa ciência escolar. A metodologia utilizada foi a referencial bibliográfica, bem como na utilização da Pesquisação durante a aplicação da dinâmica. Assim, poderá ser visto durante a leitura desta pesquisa uma análise da geografia atual e o do papel do professor, bem como, a importância das estratégias didáticas por meio de dinâmicas que possibilitem o processo de aprendizagem do aluno, e por fim, o desenvolvimento da dinâmica “Show do Bis” na turma do 7ª ano “A” da Escola Estadual Professor Luís Soares, durante a realização da etapa III do estágio supervisionado.

Biografia do Autor

João Paulo Teixeira Viana, Mestrando Profissional em Geografia - UFRN

Mestrando do Programa de Pós-Graduação Profissional em Geografia (GEOPROF-UFRN). Graduação (2018) Licenciatura em Geografia pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Rio Grande do Norte (IFRN, Campus Natal-Central), tendo como linha de pesquisa o estudo das Estratégias Didáticos-Pedagógicos baseado na vivência do educando, através do Processo da Regionalização. Graduação (2014) Bacharelado em Gestão de Políticas Públicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), tendo como área de enforque o estudo das políticas de Desenvolvimento Regional do Nordeste Brasileiro na década de 50 a luz do economista Celso Furtado. 

Referências

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: geografia / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/ SEF, 1998.

CAVALCANTI, Lana de Souza. Geografia, escola e construção de conhecimento. Campinas: Papiros, 2010.

CAVALCANTI, Lana de Souza. Ensino de Geografia e Diversidade: construção de conhecimentos geográficos escolares e atribuição de significados pelos diversos sujeitos do processo de ensino. São Paulo: Contexto, 2006.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. 9ª reimpressão. São Paulo: Cortez, 1994. MELO, Alessandro de; URBANETZ. S. Terezinha. Fundamentos de didática. Curitiba: Ibpex, 2008.

MOURA. M. A atividade de ensino como ação formadora. In: CASTRO, A. & CARVALHO, A (orgs). Ensinar a ensinar: didática para a escola. São Paulo: Editora Pioneira, 2001.

VESENTINI, J. W. Educação e ensino de geografia: instrumento de dominação e/ou libertação. In: CARLOS, Ana F. A. A Geografia na Sala de Aula. São Paulo: Contexto, 2001.

Downloads

Publicado

14-12-2018

Como Citar

VIANA, J. P. T. O SHOW DO BIS: UMA DINÂMICA GEOGRÁFICA PARA REVISÃO. Geoconexões, [S. l.], v. 1, p. 39–48, 2018. DOI: 10.15628/geoconexoes.2018.7968. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/geoconexoes/article/view/7968. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos