A DINÂMICA DO SISTEMA FINANCEIRO GLOBAL E SUAS REPERCUSSÕES NA ECONOMIA REAL: UMA ANÁLISE DAS CONSEQUÊNCIAS PARA O BRASIL DA CRISE NORTE-AMERICANA PRONUNCIADA EM 2008

Luana Maria Lyra Carreras, Elisângela Cabral de Meireles

Resumo


No campo econômico-financeiro, atuam as crises financeiras e econômicas. O trabalho enfatiza as conseqüências da crise americana de 2008 para o Brasil e quais as políticas econômicas adotadas pelo país para contornar os impactos causados em nível nacional. Nesse contexto, a pesquisa teve como objetivo geral compreender como a dinâmica do sistema financeiro pode vir a interferir na economia real dos países, dando ênfase ao cenário de mudanças instauradas no Brasil pela crise norte-americana em 2008, e, para lograr esse êxito, utilizou-se dos objetivos específicos: entendimento de como a realidade financeira de um país pode intervir na economia de outros países; correlação entre sistema financeiro e economia real; visão geral da realidade econômica global atual; exame da intervenção estatal na economia dos seus respectivos países, no intento de contornar os problemas financeiros empresariais e as conseqüências destes; discussão da importância das fusões bancárias para o Brasil no presente cenário internacional; relação entre a crise financeira com o comércio internacional e por fim, análise das políticas econômicas adotadas pelo governo brasileiro em resposta às conseqüências da crise internacional para o país. A metodologia utilizada foi, quanto aos fins, exploratória explicativa e, com relação aos meios, bibliográfica, utilizando-se autores a exemplo de KRUGMAN (2009) e WOLF (2009). Como resultados e conclusões, verifica-se que a presença de crises são comuns e corriqueiras no Sistema Capitalista, assim como as recessões e intervalos de crescimento são sintomas normais do ciclo econômico. Cabe aos países se manterem em alerta, para que as conseqüências das crises são sejam muito maléficas. Por fim, vimos que o Brasil tem se saído bem, por meio da adoção de políticas monetária, tributária, fiscal, comercial e desenvolvimentista.

PALAVRAS-CHAVE: Crise Americana de 2008, sistema financeiro, economia real, Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15628/empiricabr.2009.288



Locations of visitors to this page