CARACTERIZAÇÃO GEOAMBIENTAL DA SUB-BACIA DO RIO SALGADO NA MESORREGIÃO SUL CEARENSE – Parte I – Clima e Arcabouço Geológico

Simone Cardoso Ribeiro

Resumo


A sub-bacia hidrográfica do rio Salgado, afluente da Bacia do rio Jaguaribe, está
situada na porção sudeste do Estado do Ceará, e drena todo o Vale do Cariri,
região diferenciada em meio ao semiárido nordestino devido à perenidade da
maioria de seus cursos d’água, constituindo as veias do Cariri cearense. Pretendese apresentar os elementos constituintes da paisagem desta sub-bacia de acordo com a conceituação geossistêmica de Bertrand (1971), uma vez que este agrega estudos sobre fenômenos espaciais, geográficos, em que os elementos físico-biológicos e sócio-econômico-culturais se relacionam e produzem um espaço diferenciado. Assim, neste primeiro artigo sobre a Geografia Física Global da sub-bacia do rio Salgado, objetiva-se apresentar alguns elementos constituintes de sua paisagem de forma pormenorizada – os aspectos climáticos e a base geológico-estrutural da área. Para tanto foram utilizados trabalhos de levantamentos destes recursos naturais por órgão oficiais do Estado brasileiro (Ministério de Minas e Energia – MME/Projeto RADAMBRASIL, Superintendência para o Desenvolvimento do Nordeste - SUDENE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - FUNCEME, Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos – COGERH), assim como de teses e publicações acadêmicas sobre a área de estudo.


Palavras-chave


Geossistema; Cariri Cearense; Paisagem;

Texto completo:

PDF

Referências


ASSINE, M.L. Bacia do Araripe. Boletim de Geociências. Rio de Janeiro, v.15, n.2, p.371-389, maio/Nov.2007.

BERTRAND, G. Paisagem e Geografia Física Global – esboço metodológico. Cadernos de Ciência da Terra. São Paulo: USP/IG, 1971. n. 13.

BRITO NEVES, B.B.; VAN SCHMUS, W.R.; KOZUCH, M. SANTOS, E.J. e PETRONILHO, L. A Zona Tectônica Teixeira Terra Nova - ZTTTN -Fundamentos da Geologia Regional e Isotópica. Revista do Instituto de Geociências – USP, Geol. USP Sér. Cient., São Paulo, v. 5, n. 1, p. 57-

, junho 2005. Disponível em www.igc.usp.br/geologiausp. Acesso em jun.2011.

CARDOSO, F.M.C. O graben de Palestina: contribuição à estratigrafia e estrutura do estágio rifte na Bacia do Araripe, nordeste do Brasil. Natal/RN: UFRN/PPGG, 2010 (Dissertação de Mestrado)

COGERH. Vamos conhecer o Salgado. Crato/CE, 2007.13p. (Cartilha técnica)

FIBGE - FUNDAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Geografia do

Brasil. Rio de Janeiro: SERGRAF – IBGE, 1977. v. 2: Região Nordeste.

FUNCEME. Balanço hídrico do Ceará. Fortaleza: 1990.

GATTO, L.C.S. (sup.) Diagnóstico ambiental da bacia do rio Jaguaribe - diretrizes gerais

para a ordenação territorial. Salvador: IBGE, 1999. 77 p.

GOMES, J. R. C. et al. Geologia. In: BRASIL. Ministério das Minas e Energia. Secretaria

Geral. Projeto RADAMBRASIL. Folhas SB. 24/25 Jaguaribe/Natal: geologia, geomorfologia,

pedologia, vegetação e uso potencial da terra. Rio de Janeiro, 1981. (Levantamento de Recursos Naturais, 23).

IBGE. Censo demográfico 2010. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/

populacao/censo2010/resultados_dou/CE2010.pdf Acesso em dezembro de 2011.

IPECE. Perfil básico municipal 2011. Disponível em: http://www.ipece.ce.gov.br/publicacoes/perfil_basico/perfil-basico-municipal-2011 Acesso em dez. de 2011.

JACOMINE, P. K. T., ALMEIDA, J.C. e MEDEIROS, L.A.R. Levantamento exploratórioreconhecimento de solos do Estado do Ceará. Recife: SUDENE, 1973. v.1, 301p.

MEDEIROS, V.C. e SÁ, E.F.J. O Grupo Cachoeirinha (Zona Transversal, NE do Brasil) redefinição e proposta de formalização. Revista de Geologia, v. 22, n. 2, p. 124-136, 2009. Disponível em: http://www.revistadegeologia.ufc.br/documents/revista/2009/11_2009.pdf.

MEIRELES, A.J.de A. As unidades morfo-estruturais do Ceará. In : BORZACCHIELLO DA SILVA, J; CAVALCANTE, T. C.e DANTAS, E. W.C.(org.) Ceará: um novo olhar geográfico.2.ed. atual. Fortaleza: edições Demócrito Rocha, 2007. p.141-168

MMA/FUNDETEC/URCA. Projeto Araripe. Crato: 1999.

MOLION, L.C.B. e BERNARDO, S.O. Dinâmica das Chuvas no Nordeste Brasileiro. Congresso Brasileiro de Meteorologia, 11, Rio de Janeiro, 2000. Anais... Em http://www.cbmet.com/cbm-files/12-7ea5f627d14a9f9a88cc694cf707236f.pdf. Acesso em 24/06/2010.

PONTE, F.C. e APPI, C.J. Proposta de revisão da coluna estratigráfica da Bacia do Araripe. In: Congresso Brasileiro de Geologia, 36, Natal. Anais... Natal/RN: SBG, 1990. v.1

PONTE, F.C. e PONTE FILHO, F.C. Estrutura geológica e evolução tectônica da Bacia do Araripe. Recife: DNPM, 1996.

PONTE, F.C; PONTE FILHO, F.C. Evolução tectônica e classificação da Bacia do Araripe. In: Simpósio sobre o Cretáceo do Brasil, 4. Águas de São Pedro (SP). Boletim...UNESP/IGCE, b1996. p.123-133.

PONTE, F.C. Sistemas deposicionais na Bacia do Araripe, Nordeste do Brasil. In: Simpósio sobre Bacias Cretáceas Brasileiras, 2, Rio Claro, 1992. Resumos Expandidos... Rio, UNESP, p.81-84.

RIBEIRO, S.C. Etnogeomorfologia sertaneja: proposta metodológica para a classificação das paisagens da sub-bacia do rio Salgado/CE. Rio de Janeiro: UFRJ/PPGG, 2012. 284 p. (Tese de Doutorado)

SILVA, F. M. A.; LIMA, G. G.; REIS, G. P.; SOUZA, G. B. B.; LIMA, F. J.; RIBEIRO, S. C. Análise das precipitações pluviométricas na sub-bacia do rio salgado, sul cearense (1979 - 2008). In Simpósio Nacional de Climatologia Geográfica, 9, 2010, Fortaleza. Anais... Fortaleza: UFC, 2010. 1 CD.

SOUZA, M.J.N.; LIMA, F.A.M. e PAIVA, J.B. Compartimentação geomorfológica do estado do Ceará. Ciência Agronômica, 9 (1-2):77-86. Fortaleza/CE, dezembro/1979.

XAVIER, T.M.B.; XAVIER, A.F.S.; DIAS, M.A.F.S. e DIAS, P.L.S. Interrelações entre eventos ENOS (ENSO), a ZCIT (ITCZ) no Atlântico e a chuva nas bacias hidrográficas do Ceará. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, v. 8, n.2, abr./jun.. 2003, p. 111-126.




DOI: https://doi.org/10.15628/geoconexoes.2017.6290

Apontamentos

  • Não há apontamentos.