OS CIRCUITOS DA ECONOMIA URBANA NA FEIRA LIVRE DO MERCADO CENTRAL DE CEARÁ-MIRIM – RN

Renata de Sousa Maranhão, Thiago Augusto Nogueira de Queiroz

Resumo


O atual período técnico-científico-informacional é caracterizado pela existência de elementos do circuito superior da economia urbana. Contraditoriamente, neste período há objetos geográficos do circuito inferior, tais como, os mercados públicos e as feiras livres.  Este artigo tem como objetivo mostrar a importância cultural e econômica da feira livre do Mercado Central de Ceará-Mirim e os conflitos políticos que a envolvem. Para tal fim, utilizamos como procedimentos metodológicos, pesquisa bibliográfica, entrevistas, observações e registro fotográficos. Os resultados mostraram a predominância de elementos do circuito inferior da economia urbana na feira livre, algumas características do circuito superior, diversos fluxos locais, regionais e nacionais de pessoas e mercadorias, além de conflitos entre feirantes, consumidores e Estado que envolve a desorganização, a insalubridade e a insegurança da feira livre.

Palavras-chave


Circuitos da Economia Urbana. Feira Livre. Ceará-Mirim

Texto completo:

PDF

Referências


CORRÊA, Roberto Lobato. A rede de localidades centrais nos países subdesenvolvidos. Revista Brasileira de Geografia. Rio de Janeiro: IBGE, 50(1):61-83, Jan./Mar. 1988.

DANTAS, Geovany Pachelly. Feira de Macaíba/RN: um estudo das modificações da dinâmica socioespacial (1960/2006). Dissertação (Mestrado em Geografia). Natal: UFRN, 2007.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. IBGE – Cidades – Rio Grande do Norte – Ceará-Mirim. Acesso em: 2016. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php? codmun=240260

MASCARENHAS, Gilmar. O lugar da feira livres na grande cidade capitalista: Rio de Janeiro, 1964-1989. Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro, v.54, n.1, p. 95-120, jan./mar. 1992.

MARANHÃO, Renata de Sousa. Avaliação dos riscos higiênico-sanitários da feira livre do Mercado Central no município de Ceará- Mirim/RN. Monografia (Graduação em Geografia). Natal: UFRN, 2012.

MELO, Bartolomeu Correia de. Estória de oitiva da feira do Ceará-Mirim, 08 de abril de 2011. Disponível em: http://gibsonmachadocm.blogspot.com.br/2011/04/estoria-de-oitiva-da-feira-do-ceara.html

QUEIROZ, Thiago Augusto Nogueira de. As feiras livres de Natal-RN: um estudo a partir da teoria dos circuitos da economia urbana. Monografia (Graduação em Geografia). Natal: UFRN, 2011.

______. A Ceasa-RN e os circuitos da economia urbana: a circulação de hortifrutigranjeiros em Natal-RN. Dissertação (Mestrado em Geografia). Natal: UFRN, 2014.

______. As centrais de abastecimento alimentar: agentes mistos dos circuitos da economia urbana. Sociedade e território, Natal, v.27, n.1, p.157-177, jan./jun. 2015.

______; AZEVEDO, Francisco Fransualdo de. Circuitos da economia urbana: arranjos espaciais e dinâmica das feiras livres em Natal-RN. Sociedade e território, Natal, v.24, n.1, p.115-133, jan./jun. 2012.

______; AZEVEDO, Francisco Fransualdo de. As feiras livres e suas (contra)racionalidades: periodização e tendências a partir de Natal-RN-Brasil. Biblio 3W. Revista Bibliográfica de Geografía y Ciencias Sociales, Barcelona, Vol. XVIII, nº 1009, 15 de enero de 2013.

SANTOS, José Erimar dos. Feiras livres e circuitos da economia urbana: um estudo da Feira da Pedra, em São Bento (PB). Dissertação (Mestrado em Geografia). Natal: UFRN, 2012.

SANTOS, Milton. O espaço dividido. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1979.

______. A natureza do espaço. São Paulo: Hucitec, 1996.

______. Por uma outra globalização. Rio de Janeiro: Record, 2000.

SEBRAE-RN – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte. Perfil Empresarial - Ceará-Mirim. Acesso em: 2016. Disponível em: http://rn.sebrae. com.br/app/webroot/estudos-e-pesquisas/conjuntura-do-rn/

SOUZA, Marcelo Lopes de. Os conceitos fundamentais da pesquisa socioespacial. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.




DOI: https://doi.org/10.15628/geoconexoes.2016.4722

Apontamentos

  • Não há apontamentos.