APROPRIAÇÃO DO TERRITÓRIO E MEIO AMBIENTE: UMA LEITURA GEOGRÁFICA

Valdenildo Pedro da Silva

Resumo


Este trabalho objetiva tecer algumas considerações, dentro de uma abordagem geográfica, sobre a apropriação do território e a questão do meio ambiente. Recorremos a leituras teóricas de autores renomados para evidenciar o objetivo maior de nossa proposta. Em suma, constatamos que diante da apropriação do território para atender às necessidades humanas, procuramos evidenciar os danos proporcionados ao meio ambiente (que não são poucos), porém, sobretudo, refletimos sobre os caminhos que levam a conciliar o aproveitamento econômico e social com a sustentabilidade, valorizando o uso racional e equilibrado dos recursos naturais e, principalmente, a perenidade da vida humana por diversas épocas e gerações.

Palavras-chave


Território, Meio Ambiente, Ação Antrópica.

Texto completo:

PDF

Referências


CORRÊA, Roberto Lobato. Territorialidade e corporação: um exemplo. In: SANTOS, Milton; SOUZA, Maria Adélia A. de; SILVEIRA, Maria Laura (org.). Território: globalização e fragmentação. São Paulo: Hucitec/ANPUR, 1994.

______. Trajetórias geográficas. Rio de Janeiro: Bertand Brasil, 1997. p.153-169: Meio Ambiente e a metrópole.

DOWBOR, L. A reprodução social. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

FELIPE, José Lacerda A. Aspectos naturais da região do Seridó. Mossoró:ESAM, 1978. (Coleção Mossoroense, v. 95).

______. Elementos de geografia do Rio Grande do Norte. Natal: Universitária, 1988.

______. Natureza e sociedade no semi-árido nordestino: notas para estudo. Natal: FUNPEC/UFRN, 1984.

GOMES, Paulo César da Costa. A condição urbana: ensaios de geopolítica da cidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002.

GONÇALVES, Carlos Walter Porto. Geografia política e desenvolvimento sustentável. Terra Livre. 1996. AGB, n. 11-12, 1996.

______. Os (des) caminhos do meio ambiente. São Paulo: Contexto, 1996.

HARVEY, David. A destruição criativa da terra. In: ______. O eninga do capital e as crises do capitalismo. São Paulo: Boitempo, 2011. p.151-174.

LIMAVERDE, João de Aquino. A indústria de cerâmica vermelha no Nordeste. Fortaleza: BNB/ETENE, 1983.

MOREIRA, Ruy. O que é geografia. São Paulo: Brasiliense, 1994. (Coleção Primeiros Passos).

NICOLÁS, Daniel Hiernaux. Tempo, espaço e apropriação social do território: rumo à fragmentação na mundialaização. In: SANTOS, Milton; SOUZA, Maria Adélia A. de; SILVEIRA, María Laura (Orgs.). Território: globalização e fragmentação. São Paulo: Hucitec, 1994.

PAIXÃO, Ricardo Antônio da. Geografia e meio ambiente. In: MOREIRA, Ruy (Org.). Geografia: teoria e crítica. Petrópolis: Vozes, 1982.

RODRIGUES, Arlete Moysés. Produção e consumo do e no espaço: problemática urbana. São Paulo: Hucitec, 1998.

SACK, Robert David. Human Territorility: it's teory and history. Cambridge: Cambridge University, 1986.

SMITH, Neil. O desenvolvimento desigual. São Paulo: Bertrand Brasil, 1988.

SANTOS, Milton. Espaço e método. São Paulo: Nobel, 1985.

______. A questão do meio ambiente: desafios para a construção de uma perspectiva transdisciplinar. InterfacEHs. 2006, v, 1, n. 1, São Paulo, ago. 2006..

RODRIGUES, Arlete Moysés. Produção e consumo do e no espaço: problemática urbana. São Paulo: Hucitec, 1998.

WESTBROEK, Peter. Vive la Terre: physiologie d’une planète. Seuil, Paris, 1998.




DOI: https://doi.org/10.15628/geoconexoes.2015.3691

Apontamentos

  • Não há apontamentos.