LECUONA: CORPO E SENSAÇÃO EM MERLEAU-PONTY

Autores

  • Thays Anyelle Macedo da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Rosie Marie do Nascimento Medeiros Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.15628/dialektike.2015.2839

Palavras-chave:

corpo. sensação. merleau-ponty. estesiologia. fenomenologia

Resumo

Nesta pesquisa, convidamos a uma reflexão fenomenológica sobre corpo e sensação em Merleau-Ponty. Como possibilidade de leitura, escolhemos  a obra  “Lecuona” da Companhia de Dança Grupo Corpo. Pretende-se aproximar tal obra do discurso filosófico, principalmente dando movimento aos pensamentos fenomenológicos de Maurice Merleau-Ponty, em especial sua tese do sensível e os conhecimentos do corpo, posto que aberturas no conhecimento de modo geral, e na Filosofia moderna especificamente, permitiram, no cenário epistemológico contemporâneo, pensar-se o corpo fenomenal, atravessado por emoções, portanto estesiológico, que permite operações e expressão. Diante disso, recorremos à atitude fenomenológica de Maurice Merleau-Ponty como percurso metodológico, já que em seus estudos o filósofo lança um olhar expressivo sobre o corpo, configurando uma linguagem sensível que é expressa nos movimentos, onde aprofunda as teses da Fenomenologia num novo arranjo para o conhecimento enquanto resultado de nossa experiência no mundo vivido. As reflexões apresentadas neste pesquisa pretendem levar-nos ao espanto, ao qual muitos desafios se impõem, entre eles a compreensão do corpo e do conhecimento sensível. 

Biografia do Autor

Thays Anyelle Macedo da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutorando do Programa de Pós-Graduação UFRN. Mestre em Educação Física pela UFRN. Docente  da Faculdade natalense de Ensino e Cultura.

Rosie Marie do Nascimento Medeiros, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Referências

CHAUÍ, Marilena. Merleau-Ponty: a obra fecunda. Revista Cult. n. 123- Ano 11, São Paulo, abril/2008.

LANCINCE, N., NÓBREGA, T. P. Corpo, dança e criação: conceitos em movimento. Revista Movimento. Porto Alegre, v. 16, n. 03, p. 241-258, julho/setembro de 2010.

MAFESSOLI, Michel. Elogio da razão Sensível. 3ª edição , Petrópolis-RJ. Vozes, 2005.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Os Pensadores. São Paulo, Abril cultural, 1975.

--------------, Signos. São Paulo, Martins Fontes, 1991

-------------- O Visível e o Invisível. São Paulo; Perspectiva, 4ª edição. 2009.

-------------- Le Visible et L`Invisible. Paris: Gallimard, 1964.

--------------. Fenomenologia da Percepção. São Paulo. Martins fontes, 1994.

---------------, Conversas. São Paulo. Martins Fontes, 2004 a.

--------------, Olho e o Espírito. São Paulo. Cosac e Naify, 2004b.

--------------, A Natureza: curso do College de France. Texto estabelecido por Dominique Séglard; traduzido por Álvaro Cabral. 2ª edição. São Paulo; Martins Fontes. 2006.

---------------, Resumè de Cours (1952-1960) paris: Gallimard, 1968.

NÓBREGA, Terezinha Petrúcia da. Uma Fenomenologia do Corpo. São Paulo. Editora Livraria da Física. 2010.

------------------. Merleau-Ponty: movimento do corpo e do pensamento. Revista Vivência. UFRN. n. 36, p. 127-136, Natal-RN, 2011

------------------. Corporeidade e Educação Física: do corpo-objeto ao corpo-sujeito. 3ª edição. Natal/RN. Editora da UFRN. 2009

------------------. (org.) Escritos sobre o corpo: diálogo entre arte, ciência, filosofia e educação. Natal, RN: EDUFRN- Editora da UFRN, 2009 a.

REIS, Sérgio Rodrigo. Rodrigo Pederneiras e o Grupo Corpo: dança universal. São Paulo: Imprensa Oficial , 2008.

Downloads

Publicado

2015-06-26

Edição

Seção

Dossiê