METODOLOGIA DO ENSINO DA DANÇA: trânsito entre vida e arte

ARLIENE STEPHANIE MENEZES PEREIRA

Resumo


O curso de extensão do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Ceará-campus Morada Nova, agrega conhecimentos sobre práticas educativas em dança.  O mesmo possui uma carga horária de 40 horas e é o primeiro curso na área de Artes e Educação Física ofertado pelo campus. Na turma estão matriculados 36 alunos, de várias cidades do vale do Jaguaribe, entre elas: Morada Nova, Limoeiro do Norte, Jaguaretama, Jaguaruana, Russas e Tabuleiro do Norte. Entre os alunos estão discentes e docentes de Educação Física, artistas, dançarinos, professores de dança e profissionais diversos da área de humanas que trabalham com a temática da dança. O curso utilizou de metodologia de aulas práticas e expositivas, e englobou conteúdos do histórico da dança, estilos de dança, planos de aula, programas, projetos e editais, composição coreográfica, atuação profissional e educativa em dança, além de apresentações artísticas. Um dos objetivos do curso que é fomentar o tripé ensino-pesquisa-extensão. Os discentes discorrem sobre a trajetória do curso como uma primeira oportunidade de se capacitarem e de apropriarem-se de conhecimentos teóricos e práticos, bem como da importância que o campus Morada Nova deu para eles e para a área, e esperam que as faculdades e universidades deem mais chances como essa para os profissionais da área.


Palavras-chave


Artes. Dança. Ensino. Extensão.

Texto completo:

PDF

Referências


NÓBREGA, T. P. da. Uma fenomenologia do corpo. São Paulo: Livraria Editora da Física, 2010.

________________. Sentir a dança ou quando o corpo se põe a dançar... Natal: IFRN, 2015.




DOI: https://doi.org/10.15628/dialogos.2018.6674

Apontamentos

  • Não há apontamentos.