VALORES ORGANIZACIONAIS NUMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA DE ENSINO

Danilo Cortez Gomes, Maria da Solidade Oliveira Césario Vieira

Resumo


Os valores organizacionais são compreendidos como princípios e crenças que orientam o funcionamento da organização, fundamentando a cultura organizacional do ponto de vista dos indivíduos nela inseridos. Dessa forma, esta pesquisa buscou identificar e relatar os valores organizacionais da UFRN/Campus de Currais Novos, através da descrição desses valores sob a percepção dos indivíduos nela presentes. Nesse sentido, fez-se necessário entender os valores pessoais e organizacionais, bem como o comprometimento e o comportamento organizacional pautados nesses valores pesquisados. A pesquisa exploratória descritiva utilizou como instrumento de coleta o Inventário de Valores Organizacionais – IVO, validado por Tamayo, Mendes e Paz (2000). O público alvo da pesquisa constituiu-se de todos os servidores (docentes e técnicos administrativos) da UFRN/Campus de Currais Novos, totalizando 57 servidores. Os resultados encontrados revelaram que os valores organizacionais, de maior importância para a instituição pesquisada, estão relacionados à hierarquia. Em contrapartida, os valores que detêm menor importância estão relacionados a igualitarismo.

Texto completo:

PDF

Referências


BERGAMINI, Cecília Whitaker. Psicologia aplicada à administração de empresas: psicologia do comportamento organizacional. São Paulo: Atlas, 2008.

DELFINO, Islania Andrade de Lira [et. al]. A relação entre valores pessoais e organizacionais comparados aos princípios do cooperativismo. Revista interinstitucional de psicologia. 2010. Disponível em: www.fafich.ufmg.br/. Acesso em 08 de mai. 2011.

DOMENICO, Marcia Russi de. LATORRE, Sidney Zaganin. A relação entre tipos de cultura organizacional valores organizacionais. In. Valores humanos & gestão: novas perspectivas/ Maria Luiza Mendes Teixeira (org.). São Paulo: Ed. SENAC, 2008.

GOMES, Danilo Cortez. Valores pessoais e gestão do conhecimento organizacional. RAUP –Revista eletrônica – Mestrado em Administração. 2009, p. 21-33. Disponível em: http://portal.unp.br/sis/templates/UnP/File/RAUnP-Ano1v1n2Abr-Out2009.pdf. Acesso em: 02 de jun. 2011.

GOUVEIA, Valdiney V. [et.al]. Teoria funcionalista dos valores humanos. In. Valores humanos & gestão: novas perspectivas/ Maria Luiza Mendes Teixeira (org.). São Paulo: Ed. SENAC, 2008.

KANAANE, Roberto. Comportamento humano nas organizações: o homem rumo ao século XXI. São Paulo: Atlas, 1999.

ROBBINS, Stephen P. Comportamento Organizacional. Tradução Cristina Ávila de Menezes. Rio de Janeiro: LTC. 1998.

RODRIGUES, Zuleide Ribeiro. FREIRE JUNIOR, Luciano Galvão. Comprometimento organizacional e valores éticos. In Valores éticos e comprometimento dos servidores públicos do Rio Grande do Norte: relatórios de pesquisas / Zuleide Ribeiro Rodrigues (coord.). Natal: Construgof, 2002.

TAMAYO, Alvaro; MENDES, Ana Magnólia; PAZ, Maria das Graças Torres. Inventário de valores organizacionais. Artigos - Estudos de Psicologia. 2000, p. 289-315. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/epsic/v5n2/a02v05n2.pdf. Acesso em 28 de abr. 2011.

TAMAYO, Álvaro. GONDIM, Maria das Graças Catunda. Artigo Escala de valores organizacionais. Revista de Administração, São Paulo: v. 31, n. 2, abril/junho/1996. Disponível em www.rausp.usp.br/busca/artigo.asp? Acesso em 28 de abr. 2011.

TAMAYO, Álvaro. Valores organizacionais: sua relação com satisfação no trabalho, cidadania organizacional e comprometimento afetivo. Revista de Administração, São Paulo: v. 33, n. 3, 1998. Disponível em www.rausp.usp.br. Acesso em 25 de abr. 2011.

ZANELLA, Liane Carly Hermes. Metodologia da pesquisa. Florianópolis: SEAD/UFSC, 2006.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2013.930



 

HOLOS IN THE WORLD