ESTUDO DA ESTABILIDADE TÉRMICA DE FIBRA QUERATINA (KF) DE PENAS DE FRANGO PARA OBTENÇÃO DE CARBONO (CF)

Débora Damasceno Belarmino, Rasiah Ladchumananandasivam, Loilde Damasceno Belarmino, Sânia Maria Belísio Andrade, Alcione Olinto Galvão, Luciene Mendes Ribeiro

Resumo


A fibra de queratina de penas de frango foi submetida à análise térmica (TG) em sua forma natural e carbonizada, aumentando assim a expansão do reaproveitamento de materiais desperdiçados no Brasil. A partir das curvas obtidas por TG/DTG da pena natural (KF) e tratadas (KFNaOH, SCFC e SCFD) buscou-se um melhor ciclo de carbonização (pirólise) para esse tipo de precursor. O trabalho também trata como um dos focos, o estudo comparativo do comportamento térmico desses materiais. Uma parte da KF foi tratada com hidróxido de sódio (NaOH), e observou-se pelo o resultado TG/DTG que a resistência térmica do material não foi influenciada. Outra parte de KF foi semicarbonizada (220°C) sem controle do ambiente térmico e taxas de aquecimento e resfriamento, apresentando colorações diferentes, mais clara (SCFC) e mais escura (SCFD). Foi constatado nas curvas de TG/DTG, que esse tratamento de carbonização não é ideal para a obtenção de carbono. Também foi verificado nas curvas de TG/DTG que na CF houve um aumento da estabilidade térmica comparada a todas as outras amostras. Essa pesquisa é uma inovação no que diz respeito à preparação e avaliação de fibras de penas de frango na obtenção de fibras sintetizadas, que atualmente são, em larga escala, derivados do petróleo, lembrando-se da diminuição das reservas de petróleo e da poluição que os mesmos geram ao meio ambiente.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2012.896



 

HOLOS IN THE WORLD