DIAGNÓSTICO DA REALIDADE DOS CRIATÓRIOS DE AVES NA COMUNIDADE BASE FÍSICA – IPANGUAÇU/RN

José Geraldo Bezerra Galvão Júnior, Epitácio Felizardo Bento, Adriano Fernandes de Souza

Resumo


Este trabalho objetivou realizar um diagnóstico de caracterização dos sistemas de criação de aves adotados na Comunidade Rural Base Física, município de Ipanguaçu/RN, com o intuito de produzir subsídios para orientação de ações de suporte técnico à comunidade local. Foram elaborados e aplicados 50 questionários, com questões relacionadas ao perfil socioeconômico dos criadores e aos aspectos zootécnicos relativos à criação de aves. Posteriormente, os dados foram agrupados e analisados graficamente, utilizando-se planilha eletrônica. Na análise dos resultados, a maioria dos entrevistados corresponderam ao gênero feminino (70%), faixa etária de 41 a 60 anos (50%), representados em sua maioria por agricultores (52%), apresentando renda familiar de menos de 1 salário mínimo (16%), até 2 salários (20%) e acima de 2 salários mínimos (34%). Na análise das respostas referentes aos aspectos zootécnicos da criação de aves, constatou-se um rebanho efetivo de 1046 aves, onde 81% dos entrevistados mantinham a criação para consumo da família. A avicultura representa grande importância na agricultura familiar da região, tanto na questão de segurança alimentar para a família quanto no aspecto econômico. A alimentação foi considerada o principal fator limitante para o desenvolvimento da criação, seguida da área para criação e presença de doenças nas aves. Programas de capacitação e assistência técnica devem ser implantados, para que possa haver um incremento quantitativo e qualitativo da criação de aves, principalmente, ligados aos aspectos de manejo alimentar e sanitário, bem como, no delineamento de modelos produtivos que expressem competitividade no setor.

PALAVRAS-CHAVE: avicultura, sistemas de criação, agricultura familiar.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2009.354



 

HOLOS IN THE WORLD