A ESCOLA PARA O JOVEM: REPRESENTAÇÕES DE ALUNOS EM SITUAÇÃO DE DISTORÇÃO IDADE-SÉRIE NO MUNICÍPIO DE AREIA BRANCA-RN

Francisco das Chagas Silva Souza, Olivia Morais Medeiros Neta, Alexsandra Moura da Silva

Resumo


Este estudo visa analisar como jovens em situação de distorção idade-série e de vulnerabilidade social, alunos de uma escola pública, situada no município de Areia Branca-RN, percebem a instituição escolar em que estão inseridos. Foi adotada a abordagem da Teoria das Representações Sociais (TRS) para a fundamentação teórica. Foram selecionados oito alunos do 4º ano do Ensino Fundamental, com a idade entre 11 e 13 anos. A metodologia constou de entrevistas, da aplicação da Técnica de Associação Livre de Palavras (TALP) e da elaboração de desenhos pelos alunos. Foi notado que, apesar de todas as dificuldades, os alunos pesquisados têm a escola como um elemento de transformação e a representam como um elemento fundamental para se desenvolver como pessoa. Também foi observado que diante de tantos desencontros esses jovens ainda projetam um futuro cheio de sonhos e desejos.


Palavras-chave


Representações sociais; distorção idade-série; vulnerabilidade social

Texto completo:

PDF

Referências


ABRIC, Jean Claude. A abordagem estrutural das representações sociais. In: MOREIRA, Antonia Silva Paredes; OLIVEIRA, Denise Cristina. (org.). Estudos interdisciplinares de representação social. Trad. Pedro Humberto Faria Campos. Goiânia: Ab editora, 1998, p. 27- 37.

ANUÁRIO BRASILEIRO DA EDUCAÇÃO BÁSICA 2014. Todos pela educação/Editora Moderna, 2014. Disponível em: . Acesso em: 05 out. 2014.

BRASIL. Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Brasília-DF, 1990. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm> Acesso em: 19 out. 2014.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais: bases legais. Brasília-DF, 1999.

______. Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei 9.394/96). 6. ed. Rio de Janeiro, DP&A, 2003.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Ensino Fundamental de Nove Anos: orientações gerais. Brasília-DF, 2004.

______. Parecer CNE/CEB Nº 18, de 05 de outubro de 2005. Orientações para a matrícula das crianças de 6 (seis) anos de idade no Ensino Fundamental obrigatório, em atendimento à Lei n º 11.114, de 16 de maio de 2005, que altera os Arts. 6º, 32 e 87 da Lei nº 9.394/1996. Brasília-DF, 2005. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2014.

______. Censo escolar. Brasília: INEP, 2013. Disponível em < http://portal.inep.gov.br/basica-censo>. Acesso em: 20 out. 2014.

______. Indicadores educacionais: educação básica. Brasília: INEP, 2013. Disponível em: . Acesso em: 03 jun. 2014.

CUNHA, Maria Isabel da. Conta-me agora! As narrativas como alternativas pedagógicas na pesquisa e no ensino. Revista da Faculdade de Educação. v. 23, n. 1-2, jan./dez. São Paulo, 1997.

DANTAS, Lely Sandra Correia. Representações Sociais do ensinar e do aprender pelos alunos do curso de pedagogia da UFRN. Monografia (graduação em Pedagogia). Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2006.

JARDILINO, José Rubens Lima; BARBOSA, Nayara Ferreira de Moura. Formação inicial e estágio: uma reflexão sobre o conceito de “professor-reflexivo”. Revista Diálogo Educacional, Paraná, v. 12, n. 37, set./dez., 2012, p. 763-781.

JODELET, Denise. Representações Sociais: um domínio em Expansão. In: JODELET, Denise (org.). As Representações Sociais. Trad. Lilian Ulup. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2001, 17-44.

JOSSO, Marie-Christine. A transformação de si a partir da narração de histórias de vida. Porto Alegre/RS. Educação, n. 3, set./dez., 2007, p. 413-438.

LIMA, Liliana Correia de. Interação família-escola: papel da família no processo ensino aprendizagem. Curitiba: Secretaria de Educação do Paraná, 2009. Disponível em: . Acesso em: 28 ago. 2014.

MORENO, Viriaco Izquierdo. Educar em valores. Tradução Maria Luiza Garcia Prada. São Paulo: Paulinas, 2001, p. 288.

MOSCOVICI, Serge. A Representação Social da Psicanálise. Trad. Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1978.

NATIVIDADE, Michelle Regina da; COUTINHO, Maria Chalfin; ZANELLA, Andréa Vieira. Desenho na pesquisa com crianças: análise na perspectiva histórico cultural. Contextos clínicos, v. 1, n. 1, jan. 2008, p. 9-18.

NÓBREGA, Sheva Maia. A teoria das Representações Sociais. In: MOREIRA, Antônio Silva Paredes. Representações Sociais: teoria e prática. João Pessoa: Editora Universitária, 2001, p. 55–87.

NÓBREGA, Sheva Maia da; COUTINHO, Maria da Penha de Lima. O teste de Associação Livre de Palavras. In: COUTINHO, Maria da Penha de Lima. Representações sociais: Abordagem interdisciplinar. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2003, p. 67-77.

SALES, Leila Maria Ferreira; SILVA, Joyce Mary Adam de Paula e. Família e escola interfaces da violência escolar. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2011.

SANTOS, Carmen Sevilla Gonsalves dos; ANDRADE, Fernando César Bezerra de. Representações sociais e formação do educador revelando interseções do discurso. João Pessoa: Editora Universitária, 2002.

SARAIVA, Ana Maria Alves. Distorção idade-série. In: OLIVEIRA, Dalila Andrade; DUARTE, Adriana Maria Cancela; VIEIRA, Lívia Maria Fraga. Dicionário trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010. Disponível em: Acesso em: 02 out. 2014.

SOUSA, Jacqueline Pereira de. A importância da família no processo de desenvolvimento da aprendizagem da criança. Trabalho de Conclusão de Curso. Curso de Pós-graduação em Psicopedagogia Clínica e Institucional (Especialização). Departamento de Pró-reitoria de Educação Continuada, Instituto de Estudos Superiores do Ceará, Fortaleza, 2012. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2014.

SOUSA, Jesus Maria. As missões (im)possíveis do professor: o bem/mal estar docente. Tribuna da Madeira. Madeira: Universidade da Madeira, 2001, p. 13-16. Disponível em: Acesso em: 03 out. 2014.

SOUZA, Elizeu Clementino. Memórias e trajetórias de escolarização: abordagem experiencial e formação de professores para as séries iniciais do ensino fundamental. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 27. Anais. Caxambu: 2004, p. 01-15. CD-ROM.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2015.3183



 

HOLOS IN THE WORLD