SATISFAÇÃO E MOTIVAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS NO IFRN – CAMPUS NATAL CENTRAL

Marli de Fátima Ferraz da Silva Tacconi, Izabel Cristina Silva de Almeida

Resumo


O objetivo deste trabalho é identificar os aspectos da satisfação e motivação dos funcionários técnicos administrativos do IFRN Campus Natal Central. Pois se considerando a importância social do setor publico no país, deve-se promover estudos que visem avaliar os aspectos motivacionais que reforçem a satisfação do funcionário, visto que a qualidade no atendimento ao público externo tende a estar ligado à satisfação desse publico para com a organização. Dessa forma, foi realizado um estudo de caráter exploratório e descritivo, do tipo estudo de caso e abordagem quantitativa. A população desta pesquisa foi formada pelos servidores técnico-administrativos do IFRN Campus Natal-Central, no qual se coletaram 136 questionários, atendendo ao critério de amostra probabilística. Os resultados apresentaram que as pessoas se sentem fortemente motivadas, evidenciando que a maioria deve gostar do trabalho que desenvolve. Esse mesmo resultado se confirma no nível de satisfação com o trabalho Isso demostra que a maioria dos servidores trabalham com o que gostam, promovendo uma forte relação e sentindo-se satisfeitos como o seu trabalho. A analise de Cluster demonstrou que pode ser possível diferenciar dois agrupamentos, que apresentam nível de satisfação e motivação diferenciados. Conclui-se que os funcionários menos motivados são os que possuem mais tempo de serviço e que percebem o seu trabalho com menor nível de importância. Essa informação sugere uma urgência em destacar a importância do sentido do trabalho para esses profissionais.


Palavras-chave


Satisfação, motivação, endomarketing, cluster

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Constituição (1988). Constituição República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal; Centro Gráfico, 1988. 292 p.

BRUM, Analisa de Medeiros. Endomarketing de A a Z: como alinhar o pensamento das pessoas à estratégia da empresa. São Paulo, Integrare Editora, 2010.

CARVALHO, Antonio Vieira de; NASCIMENTO, Luiz Paulo do. Administração de Recursos Humanos. Vol I. São Paulo: Pioneira, 2004.

COBRA, Marcos. Serviços: como construir valor para o cliente. São Paulo: Marcos Cobra, 2004.

________. Administração de Marketing no Brasil. 3. ed. Rio de Janeiro: Elservier, 2009.

CORRÊA, Tupâ G.; FREITAS, Sidinéia G. (Orgs.) Comunicação, marketing, cultura: sentidos da administração do trabalho e do consumo. São Paulo: ECA/USP, 1999.

GIL, Antonio Carlos. Como Elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas 2010.

KLIKSBERG, Bernardo. A gerência no final do século XX. Revista de Administração Pública. v. 27, n.2, p. 183-201, abr./jun., 1993.

KREJCIE, Robert V.; MORGAN, Daryle W. Determining sample size for research activities. Educational and Psychological Measurement, n. 30, p. 607-610, 1970.

LOVELOCK, Christopher; WRIGHT, Lauren. Serviços: marketing e gestão. São Paulo: Saraiva, 2001.

MALHOTRA, Naresk K. Pesquisa de Marketing: Uma orientação aplicada. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

MENDES, Regina Stela Almeida Dias. Endomarketing como ferramenta de comunicação com o público interno. Universidade Federal de Juiz de Fora, 2004. Disponível em: Acesso em: 20 jun. 2013.

ROBBINS, Stephen P. Comportamento Organizacional. 11. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2009.

SOUZA, Paulo Nathanael Pereira de. Educação e Desenvolvimento no Brasil. São Paulo: Integrare Editora, 2008.

WEISINGER, Hendrie. Inteligência Emocional no Trabalho, como aplicar os conceitos revolucionários da I.E. nas suas relações profissionais reduzido o estresse aumentando sua satisfação, eficiência e competitividade. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2015.2292



 

HOLOS IN THE WORLD