INFLUÊNCIA DO MÉTODO DE SAPONIFICAÇÃO DE ÓLEO VEGETAL AMAZÔNICO NA FLOTABILIDADE DA APATITA

Priscila Silva de Oliveira, Amanda Carvalho de Oliveira, Jéssica Kérina dos Santos Pinto, Denilson da Silva Costa, Reginaldo Sabóia de Paiva

Resumo


Pesquisas demonstram a viabilidade técnica da utilização de sais de ácidos graxos, obtidos a partir da hidrólise alcalina de óleos provenientes de espécies vegetais amazônicas como coletores em flotação de minérios fosfáticos. No entanto, a necessidade de torná-los solúveis em água através da reação de saponificação, que é feita em alta temperatura e tempo elevado de reação, dificulta a sua aplicação a nível industrial. Nesse sentido, o objetivo principal deste trabalho é avaliar diferentes métodos de saponificação do óleo vegetal extraído da polpa de buriti (Mauritia flexuosa), oriundo da floresta amazônica, analisando a influência do método na flotabilidade da apatita. Nas reações de saponificação variou-se o tempo e a temperatura de reação, a proporção água/álcool e proporção óleo/NaOH. O critério de flotabilidade utilizado foi a microflotação em tubo de Hallimond modificado, com emprego de extensor da altura do aparato para evitar o arraste hidrodinâmico. Os resultados de flotabilidade obtidos apontam como as melhores condições: tempo máximo de reação de 20 minutos, proporção óleo/NaOH de 1:0,3, proporção álcool/água de 1:0 e temperatura de reação de 55 °C.

Texto completo:

PDF

Referências


COSTA, D.S. Uso de óleos amazônicos na flotação de minérios fosfáticos. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Metalúrgica, Materiais e de Minas, Universidade Federal de Minas Gerais, 176 p., 2012.

OLIVEIRA, J.A. Grau de saponificação de óleos vegetais na flotação seletiva de apatita de mineral carbonatítico. Dissertação de Mestrado. Departamento de Engenharia de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, 187 p., 2005.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2014.1819



 

HOLOS IN THE WORLD