ANÁLISES ESTATÍSTICAS DE TENDÊNCIAS DAS SÉRIES HIDRO-CLIMÁTICAS E DE AÇÕES ANTRÓPICAS AO LONGO DAS SUB-BACIAS DO RIO TIETÊ

Denise Lombardo Ferreira, J. C. Penereiro, M. R. Fontolan

Resumo


O objetivo deste estudo foi realizar análises estatísticas para identificar possíveis ocorrências de tendências em séries anuais de temperatura média do ar, precipitação pluviométrica e vazão de rios, registradas em cinco localidades que pertencem as sub-bacias hidrográficas do rio Tietê, no estado de São Paulo, Brasil. Foram empregados dados climáticos do Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas (CIIAGRO) do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), além dos dados hidrológicos do Sistema de Informações para o Gerenciamento de Recursos Hídricos do Estado de São Paulo (SIGRH). Para cada série histórica foram realizadas análises de regressão linear e os testes não paramétricos de Run, Mann-Kendall e Pettitt. Os resultados confirmam que dos cinco locais avaliados dois apresentaram tendência positiva na temperatura média e um na vazão. Somente uma localidade apresentou tendência negativa na precipitação pluviométrica. Adicionalmente, procurou-se verificar possíveis correlações devido aos impactos causados pelas construções de barragens, desmatamentos e o aumento populacional sobre as variáveis hidro-climáticas aqui avaliadas.

Palavras-chave


tendência hidro-climática, testes estatísticos, ações antrópicas, educação ambiental

Texto completo:

PDF

Referências


ANA. Agência Nacional de Águas. Disponível em http://www2.ana.gov.br. Acesso em 01 dez. 2011.

BACK, A. J. Aplicação de análise estatística para identificação de tendências climáticas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 36, n. 5, p. 717-726, 2001.

CBDB. Comitê Brasileiro de Barragens. Disponível em http://www.cbdb.com.br. Acesso em 01 dez. 2012.

CERVILHA, G. B.; FILHO, A. C. S. Métodos estocásticos e não estocásticos para a previsão de vazão em rios. Disponível em http://www.facef.br/novo/publicacoes/.../Guilherme%20Cervilha.pdf. Acesso em 25 out. 2011.

CHRISTOFOLETTI, A. Implicações climáticas relacionadas com as mudanças climáticas globais. Boletim de Geografia Teorética. Rio Claro, v. 23, n.45-46, p.18-31, 1993.

CIIAGRO. Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas. Disponível em

http://www.ciiagro.sp.gov.br. Acesso em 25 fev. 2012.

GOOSSENS, C.; BERGER, A. Annual and seasonal climatic variations over the northem hemisphere and Europe during the last century. Annales Geophysicae, Berlin, v. 4, n. B4, 1986.

GROPPO, J. D.; MILDE, L. C. E.; GUAMERO, M. E.; MORAES, J. M. MARTINELLI, L. A. Análise de séries temporais de vazão e precipitação na bacia do rio Piracicaba. Revista Ciência & Tecnologia, v.8 n.18, p.109-117, 2001.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/mapa_site/mapa_site.php#populacao. Acesso em: 20 fev. 2013.

INVENTÁRIO Florestal da Vegetação Natural do Estado de São Paulo. São Paulo: Secretaria do Meio Ambiente, 2005 – Instituto Florestal Imprensa Oficial, 2005. Disponível http://www.iflorestal.sp.gov.br/sifesp/publicacoes.html. Acesso em: 20 fev. 2013.

KARL, T. R.; DIAZ, H.F.; KUKLA, G. Urbanization: its detection and effect in the United States climate record. Journal of Climate, v.1, n.11, p.1099-1123, 1988.

MILLER, P. Deu a louca no tempo. National Geographic Brasil. Ano 13, n. 150, p. 90-111, setembro de 2012.

MORTATTI, J.; BORTOLETTO JÚNIOR, M. J.; MILDE, L. C. E.; PROBST, J. L. Hidrologia dos rios Tietê e Piracicaba: séries temporais de vazão e hidrogramas de cheia, Revista de Ciência & Tecnologia, v. 12, n. 23, 2004.

NOBRE, C. A.; SELLERS, P. J.; SHUKLA, J. Amazonian deforestation and regional climate change. Journal of Climate, v. 4, n. 10, p. 957-987, 1991.

PENEREIRO, J. C.; FERREIRA, D. H. L. Estatística apoiada pela tecnologia: uma proposta para identificar tendências climáticas. Acta Scientiae, v.13 n.1, p. 87-105, 2011.

PETTITT, A. N. A non-parametric approach to the change-point problem. Applied Statistics, v. 28, n. 2, p.126-13, 1979.

SALATI, E.; SANTOS, A. A.; NOBRE, C. As mudanças climáticas globais e seus efeitos nos ecossistemas brasileiros., 2004. Disponível em http://www.comciencia.br/reportagens/clima/clima14.htm. Acesso em 26 jul. 2012.

SEADE. Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados. Disponível em: http://www.seade.gov.br/produtos/500anos/. Acesso em: 17 dez. de 2012.

SELLO, S. Time series forecasting: a nonlinear dynamics approach, 1999. Disponível em: http://arxiv.org/abs/physics/9906035. Acesso em: 21 jun. 2010.

SERRA FILHO, R.; CAVALLI, A. C.; GUILLAUMON, J. R.; CHIARINI, J. V.; NOGUEIRA, F. P.; IVANCKO, C. M. A. M.; BARBIERI, J. L.; DONIZELI, P. L.; COELHO, A. G. S.; BITTENCOURT, I. Levantamento da cobertura vegetal natural e do reflorestamento no Estado de São Paulo. Boletim Técnico do Instituto Florestal, v.11, p.1-56, 1975.

SIGRH. Sistema de Informações para o Gerenciamento de Recursos Hídricos do Estado de São Paulo. Disponível em http://www.sigrh.sp.gov.br. Acesso em 23 ago. 2011.

SNEYERS, R.; VANDIEPENBEECK, M.; VANILIERDE, R.; DEMAREE, G. R. Climatic changes in Belgium as appearing from the homogenized series of observations made in Brussels – Uccle (1933-1988) In: SCHIETECAT, G. D. (Ed.). Contributions à l’etude des changements de climat. Bruxelles: Institut Royal Meteorologique de Belgique, Publications Série 124, p. 17-20, 1990.

SNEYERS, R. Sur l´analyse statistique des séries d´observations. Genève: Organisation Meteorologique Mondial, 192 p. (OMM Note Technique, 143), 1975.

THOM, H. C. S. Some methods of climatological analysis. Genève: World Meteorological Organization, 54p. (WMO Technical Note, 81), 1966.

VAREIJÃO-SILVA M. A. Meteorologia e Climatologia. 2.ed. Brasília: INMET, 2001.

VIEIRA, S. R.; CARVALHO, J. R. P. Estudo da periodicidade temporal de chuvas em bacia hidrográfica dos Rios Turvo/Grande - uma proposta. Campinas: Embrapa Informática Agropecuária, 17 p. (Documentos, 10), 2001.




DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2015.1455



 

HOLOS IN THE WORLD